Descoberta a primeira evidência de humanos modernos na Europa

Tsenka Tsanova

Uma equipa de arqueólogos encontrou fragmentos de ossos numa gruta na Bulgária, que se confirmam pertencer aos primeiros humanos modernos a habitar a Europa, mil anos antes do que se acreditava anteriormente.

Perceber a narrativa da chegada dos nossos ancestrais, os primeiros Homo sapiens, à Europa sempre foi algo que aguçou a curiosidade dos cientistas. No entanto, determinar a linha do tempo precisa dos eventos está longe de ser fácil, uma vez que as amostras humanas do Paleolítico Superior Inicial são muito escassas.

Num novo estudo publicado esta segunda-feira na revista científica Nature, uma equipa de arqueólogos examinaram os restos humanos mais antigos alguma vez encontrados na Europa e retiraram algumas conclusões desta análise. As descobertas também foram documentadas num estudo publicado no mesmo dia na revista Nature Ecology & Evolution.

Novos espécimes foram descobertos em 2015 na Gruta de Bacho Kiro, na Bulgária, resultando na descoberta dos pedaços de ossos analisados por esta equipa de arqueólogos, que conta com a participação de Vera Aldeias, investigadora portuguesa da Universidade do Algarve.

“As descobertas da Gruta de Bacho Kiro vêm demonstrar que os Homo sapiens chegaram à Europa cerca de 8 mil anos antes da extinção dos Neandertais e que trazem com eles novas formas de trabalhar a pedra e o osso em utensílios e pendentes”, disse Vera Aldeias, citada pela UAlg.

“Dada a antiguidade e relevância destas descobertas, um dos aspetos essenciais do meu trabalho consistiu em estudar a preservação destas ocupações. As minhas análises mostram que a camada de terra que contém estes achados foi selada por areias e argilas depositadas por água dentro da gruta, o que terá levado a uma excelente preservação destas antigas ocupações humanas, sem introduções de materiais de épocas mais recentes”, acrescentou.

De acordo com o All That’s Interesting, através de uma combinação de técnicas que envolvem datação por radiocarbono e sequenciamento de ADN mitocondrial, os investigadores estimam que estes seres humanos habitaram a gruta búlgara entre 45.820 e 43.650 anos atrás. Alguns dos restos mortais podem até remontar a 46.940 anos atrás.

Descobertas desta idade são geralmente atribuídas aos Neandertais, embora alguns investigadores tenham sugerido a existência de incursões ocasionais de Homo sapiens na Europa anteriores a estas datas, realça o comunicado da Universidade do Algarve.

Para além dos restos humanos, a a equipa descobriu milhares de ossos de animais, ferramentas em pedra e em osso, contas e pendentes. Os especialistas acreditam que isto significa que houve contacto entre Homo sapiens e Neandertais.

“Eles trocaram genes, mas também técnicas: o tipo de pingente encontrado em Bacho Kiro veio a ser produzido posteriormente pelos últimos Neandertais da Europa Ocidental”, explicou o coautor Jean-Jacques Hublin.

“Esta onda inicial de pessoas modernas é anterior à extinção final dos Neandertais na Europa ocidental 8.000 anos. Essa sobreposição cronológica das duas espécies na Europa indica que a substituição de uma espécie pela outra foi um processo mais complexo do que aquele que era pensado pela maioria dos estudiosos”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …