Descoberta a primeira evidência de humanos modernos na Europa

Tsenka Tsanova

Uma equipa de arqueólogos encontrou fragmentos de ossos numa gruta na Bulgária, que se confirmam pertencer aos primeiros humanos modernos a habitar a Europa, mil anos antes do que se acreditava anteriormente.

Perceber a narrativa da chegada dos nossos ancestrais, os primeiros Homo sapiens, à Europa sempre foi algo que aguçou a curiosidade dos cientistas. No entanto, determinar a linha do tempo precisa dos eventos está longe de ser fácil, uma vez que as amostras humanas do Paleolítico Superior Inicial são muito escassas.

Num novo estudo publicado esta segunda-feira na revista científica Nature, uma equipa de arqueólogos examinaram os restos humanos mais antigos alguma vez encontrados na Europa e retiraram algumas conclusões desta análise. As descobertas também foram documentadas num estudo publicado no mesmo dia na revista Nature Ecology & Evolution.

Novos espécimes foram descobertos em 2015 na Gruta de Bacho Kiro, na Bulgária, resultando na descoberta dos pedaços de ossos analisados por esta equipa de arqueólogos, que conta com a participação de Vera Aldeias, investigadora portuguesa da Universidade do Algarve.

“As descobertas da Gruta de Bacho Kiro vêm demonstrar que os Homo sapiens chegaram à Europa cerca de 8 mil anos antes da extinção dos Neandertais e que trazem com eles novas formas de trabalhar a pedra e o osso em utensílios e pendentes”, disse Vera Aldeias, citada pela UAlg.

“Dada a antiguidade e relevância destas descobertas, um dos aspetos essenciais do meu trabalho consistiu em estudar a preservação destas ocupações. As minhas análises mostram que a camada de terra que contém estes achados foi selada por areias e argilas depositadas por água dentro da gruta, o que terá levado a uma excelente preservação destas antigas ocupações humanas, sem introduções de materiais de épocas mais recentes”, acrescentou.

De acordo com o All That’s Interesting, através de uma combinação de técnicas que envolvem datação por radiocarbono e sequenciamento de ADN mitocondrial, os investigadores estimam que estes seres humanos habitaram a gruta búlgara entre 45.820 e 43.650 anos atrás. Alguns dos restos mortais podem até remontar a 46.940 anos atrás.

Descobertas desta idade são geralmente atribuídas aos Neandertais, embora alguns investigadores tenham sugerido a existência de incursões ocasionais de Homo sapiens na Europa anteriores a estas datas, realça o comunicado da Universidade do Algarve.

Para além dos restos humanos, a a equipa descobriu milhares de ossos de animais, ferramentas em pedra e em osso, contas e pendentes. Os especialistas acreditam que isto significa que houve contacto entre Homo sapiens e Neandertais.

“Eles trocaram genes, mas também técnicas: o tipo de pingente encontrado em Bacho Kiro veio a ser produzido posteriormente pelos últimos Neandertais da Europa Ocidental”, explicou o coautor Jean-Jacques Hublin.

“Esta onda inicial de pessoas modernas é anterior à extinção final dos Neandertais na Europa ocidental 8.000 anos. Essa sobreposição cronológica das duas espécies na Europa indica que a substituição de uma espécie pela outra foi um processo mais complexo do que aquele que era pensado pela maioria dos estudiosos”, acrescentou.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Quem pode suceder a Solskjaer no United? Conte está em cima da mesa, mas CR7 quer Zidane

A onda de maus resultados do United têm posto em causa o técnico Ole Gunner Solskjaer. Conte está interessado, mas Ronaldo quer voltar a ser orientado por Zinedine Zidane. Os recentes maus resultados do Manchester United …

Há 42 anos, andámos "À Boleia pela Galáxia" - e descobrimos a resposta para a vida, o universo e tudo mais

Assinalam-se este mês os 42 anos da série de livros de ficção científica de Douglas Adams. Mais de quatro décadas depois, a história excêntrica continua relevante e a atrair fãs. Muitos filósofos questionaram-se durante séculos sobre …

F.C. Porto 1-0 Milan | Dragão em fúria banaliza italianos

A fúria do Dragão. O relógio marcava o minuto 65. O nulo perdurava, as tentativas portistas em busca da glória eram imensas – no total, 20 remates contra apenas quatro do AC Milan –, assim …

Veículo autónomo da Waymo

Os carros autónomos da Waymo estão a ser atraídos para uma rua sem saída

Os veículos autónomos da Waymo, detida pela Alphabet que é também a mãe da Google, são constantemente encaminhados para uma rua sem saída em São Francisco, nos Estados Unidos. Para já, ninguém sabe porquê. Nas últimas …

Com as ruas inundadas, casal indiano usa panela de cozinha para se deslocar para o próprio casamento

Um casal indiano foi transportado para o seu casamento por um meio de transporte incomum: uma panela de cozinha. Com as ruas do estado de Kerala inundadas, após chuvas torrenciais, esta foi a única forma …

OE2022: PCP propõe eliminação do adicional de ISP e da “dupla tributação” dos combustíveis

O PCP anunciou hoje que irá propor em sede de Orçamento para 2022 a eliminação do “adicional” ao Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP) e da dupla tributação dos combustíveis e insistir na fixação de preços …

Besiktas 1-4 Sporting | Tratado leonino deixa turcos KO

O Sporting foi à Turquia somar a primeira vitória no Grupo C da Liga dos Campeões, ao bater o Besiktas por 4-1. Um desfecho fundamental para a equipa de Alvalade continuar a acalentar esperanças de apuramento …

Lei de David. Reino Unido pondera acabar com anonimato online depois de esfaqueamento de deputado

A morte de David Amess está a suscitar um debate no Reino Unido sobre a segurança dos deputados e os insultos de que as figuras políticas são alvo nas redes sociais. Depois do deputado conservador David …

"Não há acordo". Bloco e Governo continuam às turras por causa do OE, mas há mais reuniões previstas

Os bloquistas não se mostraram satisfeitos com o resultado da reunião com o executivo e exigem mais cedências do Governo. Ambos os lados confirmam que ainda se vão encontrar mais vezes para debater o Orçamento. "Não …

Dois mortos e 450 feridos em manifestações para assinalar protestos de 2019 no Chile

Dois mortos e 450 detidos foi o resultado da violência registada em Santiago do Chile, na sequência de uma manifestação para celebrar o segundo aniversário dos protestos de 2019 contra a desigualdade social no país. A …