Presidente das Honduras envolvido em processo de tráfico de drogas

presidenciaecuador / Flickr

Juan Orlando Hernandez, Presidente das Honduras

Promotores norte-americanos fizeram novas alegações sobre o Presidente das Honduras, aliado de Donald Trump nos esforços para deter os migrantes ilegais, indicando Juan Orlando Hernández recebeu milhões de dólares de traficantes para ajudar a exportar drogas para os Estados Unidos (EUA).

As acusações surgiram num processo apresentado na sexta-feira em Nova Iorque, no caso de Geovanny Fuentes Ramirez, um suposto narcotraficante hondurenho atualmente preso, responsável por um laboratório que produziu centenas de toneladas de cocaína por mês, noticiou esta segunda-feira o Wall Street Journal.

Uma das alegações refere que o Presidente, de 52 anos, terá dito a Geovanny Fuentes Ramirez que “queria enfiar as drogas no nariz dos gringos”.

Estas não são as primeiras acusações contra Juan Orlando Hernández, cujo irmão, Juan Antonio Hernández, foi condenado por tráfico de drogas em 2019. Durante o julgamento, este implicou o Presidente na proteção de traficantes de drogas em troca de dinheiro, mas acabou por não ser acusado.

“A alegação de que o Presidente Hernandez supostamente aceitou o dinheiro da droga de um Geovanny Daniel Fuentes Ramirez, ou deu proteção ou coordenação a traficantes de drogas, é 100% falso”, escreveu o Governo das Honduras no Twitter. As alegações, lê-se na publicação, foram “baseadas em mentiras de criminosos confessos que buscam vingança e reduzir as suas sentenças”.

Na ação, os procurados nova-iorquinos alegam que Juan Orlando Hernández se vangloriou de saquear o fundo de seguridade social do país, bem como fundos de ajuda doados pelos EUA através de organizações não governamentais fraudulentas.

Durante o julgamento do seu irmão, em Nova Iorque, os promotores referiram que este recebeu 1 milhão de dólares (cerca de 800 mil euros) do narcotraficante mexicano Joaquín ‘El Chapo’ Guzmán Loera para financiar o movimento político do Presidente, uma alegação negada pelo Governo hondurenho.

“Por causa da minha luta contra o crime organizado, sou vítima de uma campanha de difamação liderada por traficantes, membros de gangues, policiais corruptos e expurgados, assassinos confessos, empresários coniventes que financiam esses criminosos e políticos”, disse Juan Orlando Hernández em 2019, quando o irmão foi julgado.

A ação indica que, em 2013, Geovanny Fuentes Ramirez pagou ao Presidente, então candidato, “dezenas de milhares de dólares” para garantir que os militares hondurenhos protegessem os seus carregamentos de drogas. O dinheiro também terá comprado imunidade legal e segurança contra extradição.

Em troca, Geovanny Fuentes Ramirez terá supostamente concordado em trabalhar com o Presidente, reportando-se ao seu irmão mais novo.

Juan Orlando Hernández assumiu o poder em 2014 e foi reeleito em 2017, em meio a denúncias generalizadas de fraude, para um mandato que termina em janeiro de 2022.

Sob o governo Trump, os EUA estão dispostos a ignorar as acusações de fraude eleitoral, corrupção e tráfico de drogas contra Juan Orlando Hernández, que tem sido um parceiro na contenção da imigração ilegal.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …