Presidente do Irão exige independência à Agência de Energia Atómica

rouhani.ir

O presidente do Irão, Hassan Rohani

O presidente do Irão, Hassan Rohani

O Presidente iraniano, Hassan Rohani, exigiu à Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) que opere com independência relativamente às potências mundiais, para que se possa resolver “com vontade política” as “ambiguidades pendentes” sobre o programa nuclear de Teerão.

Esse pedido foi feito ao diretor-geral da AIEA, Yukiya Amano, durante o encontro mantido em Teerão, no quadro de uma visita para acelerar a resolução dos assuntos pendentes relacionados com o programa nuclear iraniano, como as eventuais dimensões militares, informa esta sexta-feira a agência oficial iraniana IRNA.

“A AIEA deve desempenhar o seu papel, de um ponto de vista técnico e jurídico, independentemente da visão que os poderes do mundo tenham sobre esta matéria, sobretudo quando as negociações com o Grupo 5+1 (EUA, Rússia, França, Reino Unido, China e Alemanha) se aproximam da fase final”, disse Rohani.

O Presidente iraniano assinalou que Teerão tem mantido uma “cooperação ampla e transparente” com a AIEA e provou aos seus inspetores que as “falsas acusações sobre um desvio das atividades nucleares são infundadas”.

“O Irão, como outros signatários do Protocolo Adicional ao Acordo de Salvaguardas da AIEA, deve estar legitimado para usar todos os seus direitos, e não deve existir qualquer discriminação a esse respeito”, sublinhou Rohani, apontando que sob o chapéu do referido protocolo e das atuais regulações, o Irão “está disposto a alcançar um quadro justo para resolver as questões pendentes” sobre o seu programa nuclear.

O chefe de Estado iraniano manifestou ainda esperança de que o relatório que a AIEA vai publicar na sequência da viagem a Teerão contribua para o caminho bem-sucedido das atuais conversações nucleares entre o Irão e o Grupo 5+1.

A AIEA tenta há 12 anos confirmar, sem êxito, se o Irão tem ou teve um programa militar nuclear clandestino. Além disso, também será responsável por verificar o cumprimento de qualquer acordo alcançado entre o Irão e as grandes potências.

O sistema de inspeções ao qual devem ser submetidas as instalações nucleares iranianas é um dos pontos que impede que se feche um acordo, cujos termos se negoceiam há 20 meses.

Até agora, neste capítulo, o principal problema tem sido a exigência de que o controlo abranja bases militares, o que Teerão rejeita sob o argumento de em causa estão questões de segurança nacional.

O Irão e o Grupo 5+1 acordaram, esta semana, estender o prazo para concluir as negociações sobre o dossiê nuclear iraniano até à próxima terça-feira, dia 7.

A maratona diplomática internacional tem como objetivo assegurar, pelo maior período de tempo possível, que o programa nuclear iraniano tem unicamente fins civis, em troca do levantamento das sanções que estão a bloquear a economia da potência regional xiita de 78 milhões de habitantes.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …

Misteriosa mensagem esculpida numa rocha em França foi finalmente decifrada

A inscrição, gravada há 250 anos numa rocha na região francesa da Bretanha, foi finalmente decifrada graças a um concurso lançado pelo município. O mistério, que há muitos anos intrigava a comunidade científica e curiosos de …

Transferência de Bruno Fernandes rendeu 16 milhões ao BCP e ao Novo Banco

A transferência de Bruno Fernandes do Sporting para o Manchester United foi rentável não apenas para o clube de Alvalade, mas também para os Bancos que são os principais financiadores do emblema. Millennium BCP e …

Braga 0-1 Rangers | "Guerreiros" eliminados por pé Kent

O Sporting de Braga caiu nos 16 avos-de-final da Liga Europa. Após a derrota por 3-2 na visita ao Rangers na semana passada, após estar a vencer por 2-0, os “arsenalistas” foram donos e senhores …

Violada, drogada e raptada. Cantora Duffy explica o seu desaparecimento da cena musical

A cantora galesa Duffy que fez sucesso, em 2008, com a música "Mercy", esteve vários anos afastada dos holofotes do mundo da música e explica, agora, que isso se deveu ao facto de ter sido …

Neeleman continua na TAP, mesmo com a entrada da Lufthansa

David Neeleman vai manter-se como acionista da companhia aérea portuguesa, mesmo que a Lufthansa venha a entrar no capital da TAP. Sabe-se que a Lufthansa está a estudar, juntamente com a United Airlines, a aquisição dos …

Escócia aprova plano para dar tampões e pensos grátis a todas as mulheres

O Parlamento escocês aprovou, esta terça-feira, um projeto de lei para disponibilizar gratuitamente produtos de higiene feminina a todas as mulheres. A Escócia será o primeiro país a avançar com uma medida deste tipo. O plano …