Ventura diz que Marcelo quer flexibilização das restrições no Natal

António Pedro Santos

O líder e deputado único do Chega, André Ventura, afirmou esta quinta-feira que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou a vontade de que haja alguma flexibilização das restrições à circulação no Natal.

Após ter sido recebido em audiência pelo chefe de Estado, André Ventura declarou aos jornalistas que “é preocupação do senhor Presidente da República que o Natal e o ano novo possam ter o mínimo de normalidade” e que o seu partido também expressou o desejo de que possa haver “alguma flexibilização das regras” nessa altura.

Segundo o deputado, a intenção é que “possa haver alguma flexibilização das restrições que estão em curso, ou na hora do recolher obrigatório, que poderá ser mais tarde, ou até na maior flexibilização da circulação entre concelhos”.

“O que vos posso dizer é que haverá uma maior abertura no Natal do que no ano novo, muito provavelmente, uma vez que se privilegiará a situação familiar e os contactos familiares, e que provavelmente no ano novo teremos restrições um pouco mais apertadas”, adiantou o líder do Chega.

André Ventura assegurou que, ainda assim, irá manter o voto contra o estado de emergência, com o argumento de que as medidas adotadas ao abrigo desse quadro legal estão “pouco a pouco a matar alguns setores” da economia, como a restauração.

“A necessidade de manter algumas restrições tem de ser combinada com a necessidade que há de minimizar os danos económicos”, defendeu, sem especificar como propõe que isso seja feito. O presidente do Chega referiu que “a mais do que provável renovação do estado de emergência” irá vigorar até 23 de dezembro, mas que “ainda assim haverá uma informação adicional de quais serão as regras para o Natal e para o ano novo”.

“É esse o esforço que o senhor Presidente está a fazer, com que nós também concordámos, para que os portugueses saibam já quais são as restrições que serão impostas, em termos de circulação, em termos de recolher obrigatório no Natal e no ano novo”, acrescentou.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, está a ouvir na tarde desta quinta-feira os nove partidos com assento parlamentar sobre a renovação do estado de emergência, processo que deverá ficar concluído até sexta-feira.

Iniciativa Liberal e o Partido Ecologistas Os Verdes já foram ouvidos e revelaram também que votarão contra um novo decreto de estado de emergência.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O Covid é perigoso quando dá jeito, quando dá jeito não é perigoso. Vá se lá entender esta gente.
    O facto da Vacina ser facultativa revela bem toda a manipulação e pandemia do medo que têm implementado.
    Sendo assim parece que afinal não é grave senão obviamente que a vacina seria obrigatória e transversal a todas as faixas etárias!
    E será administrada calmamente durante todo o próximo ano notem bem o que significa que não há pressa nem urgência. Portanto o vírus afinal é mau ou não é?
    No entanto o estado de emergência e o uso da máscara são obrigatórios e irão continuar no próximo ano. Então mas afinal em que ficamos?
    Isto há tanta contradição que já ninguém se acredita que não hajam outros interesses paralelos.
    Grande negócio internacional realmente é o que podemos concluir. Mas os governos são meros bonecos nas mãos do lobby.

RESPONDER

Tratamentos de radioterapia em risco no IPO de Lisboa

Tratamentos de radioterapia no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa estão em risco devido à falta de profissionais. O IPO de Lisboa conta com sete aceleradores lineares, aparelhos sofisticados que obrigam à presença física de …

Presidente de associação solidária acusado de violar e escravizar mulheres em situações precárias

O presidente da associação "Paz no Coração" está a ser acusado por 60 crimes sexuais. Atualmente, encontra-se em prisão preventiva. Alfredo Marques Carvalho, líder da associação, acolhia vítimas de violência doméstica, atiradas para a rua com …

Sócrates sai em defesa de Vieira. Em Portugal, "prende-se primeiro e pergunta-se depois"

Em Portugal, "prende-se primeiro e pergunta-se depois", considera o antigo primeiro-ministro José Sócrates, num artigo de opinião publicado esta segunda-feira no qual reage às detenções de Luís Filipe Vieira e Joe Berardo. "Tudo igual, tudo igual, …

Thomas Daley: o ouro para quem sofreu muito

Bullying na escola, morte do pai, homossexualidade, incapaz de caminhar. Thomas Daley venceu uma prova de saltos para a água, em Tóquio, ao lado do também britânico Matty Lee. Surpresa nos saltos para a água, nos …

Depois de uma época dourada, Portugal cai sete lugares no ranking da inovação

A economia nacional caiu sete posições, naquela que é a primeira inversão na trajetória ascendente desde 2014. Apesar do recuo, Portugal melhorou em 18 dos 32 indicadores. A notícia, avançada esta segunda-feira pelo jornal Público, dá …

Mortes de crianças com covid-19 disparam na Indonésia. No Reino Unido aumentam casos graves entre jovens

Médicos britânicos alertaram para o aumento do número de crianças e jovens infetados com covid-19 a dar entrada nos hospitais, apelando à vacinação para não "sofrerem desnecessariamente" com a evolução da doença. "Os doentes estão a …

Empresa portuguesa arrisca multa por enviar ilegalmente resíduos de plástico para a Roménia

Uma empresa portuguesa foi apanhada a enviar resíduos de plástico para a Roménia sem cumprir os requisitos necessários para o fazer. Segundo noticia o Público, a Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento …

Marcos Freitas e Fu Yu brilham no ténis de mesa, Yolanda Sequeira avança no surf

Do ténis de mesa ao surf, a armada portuguesa em Tóquio tem estado em destaque. Marcos Freitas, Fu Yu e Yolanda Sequeira progrediram nas suas respetivas competições. O português Marcos Freitas apurou-se hoje para os oitavos …

Um pouco por todo o mundo, protesta-se contra o "passaporte da escravidão" às vacinas

O fim-de-semana foi marcado por manifestações em Itália, na Grécia, na França, no Reino Unido e na Austrália contra as proibições a quem não tem certificados de vacinação ou testes PCR. Vários governos têm apertado as …

Benfica à procura de fazer cortes no ataque. Carlos Vinícius será o primeiro a cair

Carlos Vinícius continua a não fazer parte das contas de Jorge Jesus e deverá estar de saída. O Benfica quer reduzir o leque de avançados do clube. O Benfica continua a estudar o mercado à procura …