Presidente da Quercus foi investigada por fogo posto. Paula Silva diz que foi “um acidente”

Paula Nunes da Silva / Facebook

Paula Nunes da Silva, presidente da Quercus.

A presidente da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, Paula Nunes da Silva, foi investigada pela Polícia Judiciária, em 2018, pelo crime de incêndio florestal. Em causa está uma queimada num terreno que provocou um incêndio descontrolado.

Paula Nunes da Silva diz que foi “um acidente” em declarações à Sábado que reporta que a presidente da Quercus foi alvo de uma investigação da Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real pelo crime de incêndio florestal.

O incêndio ocorreu em Abril de 2018 num terreno de que Paula Nunes da Silva é proprietária em Alijó, Vila Real.

Foi uma estupidez, mas são coisas que podem acontecer quando se tem terrenos”, salienta a engenheira florestal em declarações à Sábado.

A actual líder da Quercus terá contratado várias pessoas para limpar o terreno, numa zona de pinheiros bravos. O incêndio terá deflagrado no momento em que os trabalhadores fizeram uma queimada para se livrar do mato.

O incêndio descontrolou-se e “destruiu mais de cinco hectares de floresta“, de acordo com a Sábado.

Paula Nunes da Silva assegura que não estava presente no momento da queimada que originou o incêndio, mas admite alguma “negligência”.

Não cheguei a ser acusada e o caso foi prontamente arquivado”, aponta ainda a responsável da Quercus, frisando que até foi “prestar declarações sem advogado”. “Aprendi a lição”, diz ainda.

Antes de assumir a presidência da Quercus em Fevereiro passado, Paula Nunes da Silva estava ligada ao projecto Criar Bosques que actua na área da florestação.

A responsável da Organização Não-Governamental lamenta que a notícia do seu envolvimento no incêndio só surge agora, mais de dois anos depois do fogo, por causa das “ameaças internas” que diz estar a sofrer no seio da Quercus desde que assumiu a presidência.

Paula Nunes da Silva refere à Sábado que tem sido alvo de “ameaças e pressões” desde que tomou a decisão de fazer uma auditoria financeira na Quercus.

Está a decorrer, nesta altura, um inquérito no Ministério Público à gestão de João Branco, ex-presidente da entidade. Em causa estão suspeitas de que usou a Quercus para favorecer empresas “amigas” e de que utilizou dinheiro da associação para fazer compras na Amazon, em agências de viagens e para pagar consultas de podologia, de acordo com uma investigação do programa “Sexta às Nove” da RTP1.

Paula Nunes da Silva não revela os nomes das pessoas que estão, alegadamente, a pressioná-la, mas assegura que está “a tentar arrumar a casa e colocar alguma integridade na Quercus”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ryanair desregulou escalas dos trabalhadores que rejeitaram cortes em Portugal

A Ryanair desregulou o regime de escalas habitual à "pequena minoria" de trabalhadores que recusou os cortes da empresa na sequência da pandemia de covid-19, retirando-lhes qualquer direito a bónus, segundo documentos a que a …

Vieira quer oferecer Bruno Henrique a Jorge Jesus

Embora Jorge Jesus não tenha pedido a contratação de Bruno Henrique, o presidente benfiquista quer comprar o avançado brasileiro como prenda para o novo treinador. Luís Filipe Vieira está a estudar a contratação de Bruno Henrique, …

"Dimensão ética". Presidente do Novo Banco enviou uma carta a Marques Mendes a explicar o seu silêncio

Debaixo de fogo depois de serem reveladas as perdas avultadas relacionadas com a venda da carteira de imóveis do Novo Banco, António Ramalho enviou uma carta a Luís Marques Mendes, comentador da SIC, a explicar …

Ministério Público quer Jorge Jesus a testemunhar contra Rui Pinto

O Ministério Público (MP) quer que o treinador português Jorge Jesus testemunhe em tribunal contra o "pirata informático" Rui Pinto, que esta semana deixou a prisão domiciliária com a obrigação de se apresentar semanalmente à …

Guarda-redes do Atlético de Madrid já não escapa ao Sporting

O Sporting conseguiu, nas últimas horas, ultimar os detalhes do contrato que trará o guarda-redes espanhol António Adán para Alvalade. O jornal desportivo Record avança esta terça-feira que o contrato está a ser ultimado, adiantando que …

Dois agentes da PSP detidos em flagrante por tráfico de cocaína escondida em contentores de bananas

As autoridades portuguesas detiveram em flagrante quatro cidadãos nacionais por tráfico de droga, dois dos quais eram agentes da PSP em Faro. Fonte do gabinete de relações públicas da PSP adiantou à agência Lusa, que …

"Formiga do inferno." Descoberto fóssil preservado em âmbar com 99 milhões de anos

Uma equipa internacional de cientistas encontrou um fóssil preservado em âmbar que ilustra o exato momento em que uma formiga pré-histórica devora a sua presa. De acordo com o artigo científico, publicado recentemente na Current Biology, …

Isabel dos Santos deixa administração da operadora angolana Unitel

A empresária angolana Isabel dos Santos anunciou esta terça-feira que vai deixar o seu lugar na administração da operadora de telecomunicações Unitel. “Após 20 anos dedicados à criação, ao desenvolvimento e ao sucesso da Unitel, optei …

Rússia regista primeira vacina contra coronavírus (e filha de Putin já a tomou)

A Rússia tornou-se esta terça-feira o primeiro país do mundo a registar uma vacina contra o novo coronavírus, anunciou o presidente russo, Vladimir Putin, acrescentando que uma das suas filhas já foi inoculada. "Esta manhã foi …

Golo de Bruno Fernandes põe Manchester United nas meias da Liga Europa

O Manchester United, com um golo de Bruno Fernandes, e o Inter de Milão apuraram-se hoje para as meias-finais da Liga Europa de futebol, depois de baterem Copenhaga, após prolongamento, e Bayer Leverkusen, respetivamente. Já no …