Presidente da Google admite “erro grave” em não ter apostado nas redes sociais

jdlasica / Flickr

O presidente da Google, Eric Schmidt

O presidente da Google, Eric Schmidt

O presidente da Google, Eric Schmidt, admitiu que a falta de aposta na empresa nas redes sociais foi o maior erro que cometeu na gestão da empresa, dando o protagonismo na área a outras marcas.

“Em nossa defesa, nós estivemos ocupados em muito outras coisas mas deveríamos ter estado nessa área e eu assumo a responsabilidade por isso”, afirmou à Bloomberg Eric Schmidt, que foi administrador-executivo da Google entre 2001 e 2011.

Inicialmente, a Google deu pouca atenção a projectos como o Facebook, que começou em 2004 e que agora tem perto de mil milhões de membros, tendo-se tornado no maior mecanismo de interacção social na internet.

Actualmente, Facebook e Google estão numa dura batalha comercial pela publicidade online, tendo a empresa de Eric Schmidt investido numa nova rede social Google, que alega ter 300 milhões de membros regulares.

Não perceber a ascensão das redes sociais foi “um erro que não iremos voltar a cometer”, afirmou Eric Schmidt, que acredita também na vitória dos dispositivos móveis no acesso à internet, sobre outras formas mais tradicionais, como os computadores.

“A tendência era dizer-se que os telemóveis estão a ganhar. Mas o que se diz agora é que eles ganharam”, disse.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Guardas e familiares das vítimas pediram clemência. Mas Nicholas Sutton foi executado

O norte-americano foi executado, esta quinta-feira, no Tennessee, devido ao assassinato de quatro pessoas, apesar de alguns pedidos de clemência por parte de guardas prisionais e familiares das vítimas. De acordo com a CNN, Nicholas Sutton, …

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …

João Lourenço duplica valor de subsídio de antigos Presidentes de Angola

O Presidente angolano, João Lourenço, duplicou o valor do subsídio de fim de mandato pago a antigos chefes de Estado, mas cortou outras regalias, nomeadamente a nível da segurança e quadro de pessoal. O decreto-presidencial 32/20, …