Presidente da Google admite “erro grave” em não ter apostado nas redes sociais

jdlasica / Flickr

O presidente da Google, Eric Schmidt

O presidente da Google, Eric Schmidt

O presidente da Google, Eric Schmidt, admitiu que a falta de aposta na empresa nas redes sociais foi o maior erro que cometeu na gestão da empresa, dando o protagonismo na área a outras marcas.

“Em nossa defesa, nós estivemos ocupados em muito outras coisas mas deveríamos ter estado nessa área e eu assumo a responsabilidade por isso”, afirmou à Bloomberg Eric Schmidt, que foi administrador-executivo da Google entre 2001 e 2011.

Inicialmente, a Google deu pouca atenção a projectos como o Facebook, que começou em 2004 e que agora tem perto de mil milhões de membros, tendo-se tornado no maior mecanismo de interacção social na internet.

Actualmente, Facebook e Google estão numa dura batalha comercial pela publicidade online, tendo a empresa de Eric Schmidt investido numa nova rede social Google, que alega ter 300 milhões de membros regulares.

Não perceber a ascensão das redes sociais foi “um erro que não iremos voltar a cometer”, afirmou Eric Schmidt, que acredita também na vitória dos dispositivos móveis no acesso à internet, sobre outras formas mais tradicionais, como os computadores.

“A tendência era dizer-se que os telemóveis estão a ganhar. Mas o que se diz agora é que eles ganharam”, disse.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Agregar, agregar, agregar". Se vencer, Pinto Luz conta com Rio e Montengro

O candidato à liderança do PSD Miguel Pinto Luz disse que caso vença as diretas de 11 de janeiro quer contar os seus adversários nesta corrida - o antigo líder parlamentar Luís Montenegro e o …

Açores são o único arquipélago do mundo com certificado de destino turístico sustentável

Os Açores são a primeira região do país certificada como destino turístico sustentável, distinção atribuída a apenas 13 regiões no mundo e entregue esta quinta-feira com a categoria de "prata" pela certificadora Earthcheck. "É com profundo …

Kendrick Lamar atua em data extra do Alive

O rapper norte-americano Kendrick Lamar vai atuar a 8 de julho, num dia extra do festival Alive, no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras. Esta será a terceira vez que o rapper atua em Portugal, tendo …

Hugh Grant em campanha porta a porta contra Boris Johnson e o Brexit

Hugh Grant está em campanha contra o primeiro-ministro do seu país. O ator britânico decidiu juntar-se aos trabalhistas e liberais democratas para derrotar Boris Johnson e, nos últimos dias, tem participado em ações de campanha …

Sarah previu a vitória de Trump em 2016. Agora, alerta para o perigo das redes sociais

Sarah Kendzior, que previu a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais de 2016, diz que as redes sociais podem ser utilizadas como uma arma política. Quando quase todos menosprezavam a corrida eleitoral de Donald Trump …

Marcelo "afasta-se" do encontro entre Pompeo e Netanyahu

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, garantiu esta quinta-feira que o encontro, que decorre em Lisboa, entre o secretário de estado dos Estados Unidos e o primeiro ministro israelita "é uma realidade que …

Economia portuguesa cresce acima da média europeia

As economias da zona euro e da União Europeia (UE) mantiveram, no terceiro trimestre, o ritmo de crescimento do período homólogo, respetivamente 1,2% e 1,4%, com Portugal a avançar acima da média (1,9%). Segundo revelou o …

Atendimento a sem-abrigo passa a ser feito independentemente da morada

O atendimento de emergência a pessoas sem-abrigo passa a poder ser feito em qualquer centro distrital da Segurança Social, independentemente da morada em que a pessoa está registada ou da existência de um processo familiar, …

Catarina Martins presente na contra-cimeira do clima em Madrid

A coordenadora do BE integra a comitiva bloquista que, na sexta-feira, vai a Madrid para a manifestação da contra-cimeira do clima, enquanto decorre na capital espanhola a cimeira da Organização das Nações Unidas, a COP25. Em …

Bolívia. Identificadas "ações deliberadas" de manipulação eleitoral a favor de Evo Morales

A Organização de Estados Americanos (OEA) publicou o relatório final sobre as eleições de 20 de outubro na Bolívia, revelando "ações deliberadas que procuraram manipular os resultados das eleições" a favor do agora ex-Presidente Evo …