Prémio Tyler 2020: Defensores de políticas verdes ganham “Nobel do Meio Ambiente”

(dr)

Gretchen Daily e Pavan Sukhdev.

O Prémio Tyler 2020, também conhecido como o “Nobel do Meio Ambiente”, foi atribuído à bióloga Gretchen Daily e ao economista ambiental Pavan Sukhdev, foi hoje anunciado.

A bióloga especialista em conservação e o economista são ambos pioneiros em esclarecer e quantificar o valor económico do ambiente natural.

“O Comité Executivo do Prémio Tyler tem a honra de reconhecer duas destacadas figuras que foram pioneiras na valorização do capital natural – em termos científicos e económicos rigorosos – reconhecendo o papel vital da natureza no apoio ao bem-estar humano”, disse Júlia Marton-Lefèvre, presidente do Prémio Tyler.

Em maio de 2019 a ONU alertava num relatório para a perda devastadora da biodiversidade, frisando que é inviável continuar a procurar crescimento económico sem olhar para a natureza. A questão tem, no entanto, sido tema de alertas há anos por parte de Gretchen Daily, 55 anos, professora na Universidade de Stanford, Estados Unidos.

“Podemos pensar nos ecossistemas como um tipo de ativo de capital. Assim como temos ativos como capital humano, ou capital financeiro, também temos capital natural”, disse a bióloga, acrescentando que os humanos dependem totalmente do capital natural vivo, das terras, águas e biodiversidade do planeta, que estão “a liquidar de forma acelerada”.

O trabalho inovador de Gretchen Daily, prevendo mudanças na biodiversidade e fazendo estimativas dos valores dos ecossistemas e dos serviços que prestam, começou quando a bióloga ainda era estudante de doutoramento.

Num livro publicado em 1997, “Nature´s Services: Societal Dependence on Natural Ecosystems” (Serviços de Natureza: Dependência da sociedade dos ecossistemas naturais) Gretchen Daily resumiu os muitos serviços fornecidos pela natureza.

Em 2005 cofundou o projeto NatCap (Projeto Capital Natural), um programa internacional para motivar mais investimentos nos ecossistemas e para capacitar os decisores para o crescimento verde.

Pavan Sukhdev, cidadão indiano de 59 anos, liderou um estudo (publicado em 2008) sobre os benefícios económicos da biodiversidade e os custos da sua degradação e perda que se tornou uma referência, vindo a ser a base para o movimento da Economia Verde, que defende a redução de riscos ambientais e o desenvolvimento sustentável.

“Não é preciso ser um ambientalista para ter preocupações de proteção do ambiente. Basta perguntar a um agricultor, que agora precisa de alugar colmeias para polinizar as suas sementeiras, porque já não há abelhas suficientes na natureza para fazerem esse trabalho. Mas as abelhas não enviam faturas, portanto o valor dos seus serviços não é reconhecido”, disse Sukhdev, para explicar a invisibilidade económica da natureza.

Antigo diretor administrativo do Deutsche Bank (banco alemão), profissional dos mercados financeiros durante 25 anos, Sukhdev foi pioneiro a colocar as consequências do declínio ambiental na terminologia financeira e de negócios, revolucionando a maneira como os que tomam decisões olham para o mundo natural.

Após anos desafiando as empresas a fazer a transição para uma economia sustentável, Sukhdev fundou a GIST Advisory, uma rede de consultoria em sustentabilidade.

Em 30 de abril os dois premiados vão fazer uma apresentação pública do seu trabalho na Academia de Ciências de Nova Iorque.

Numa cerimónia privada, marcada para 1 de maio, o Comité Executivo do Prémio Tyler e personalidades da comunidade internacional ligadas ao ambiente vão homenagear os dois laureados. O Prémio Tyler é de 200 mil dólares, a serem divididos pelos dois.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Intrigante sistema de seis exoplanetas com movimentos rítmicos desafia teorias de formação planetária

Com o auxílio de vários telescópios, incluindo o VLT (Very Large Telescope) do Observatório Europeu do Sul (ESO), os astrónomos descobriram um sistema com seis exoplanetas, cinco dos quais estão presos numa dança rítmica rara …

Boavista 0-2 Sporting | Leões garantem dérbi confortável

O Sporting cumpriu a sua “obrigação” e foi vencer por 2-0 a casa do Boavista, numa 15ª jornada fundamental, uma vez que na próxima segunda-feira a formação de Alvalade recebe o Benfica, no grande dérbi …

Violino põe em risco compromisso da Alemanha de devolver objetos saqueados pelos nazis

Um violino com 300 anos está no centro de uma disputa que ameaça minar o compromisso da Alemanha em devolver objetos saqueados pelos nazis. Ninguém sabe por que Felix Hildesheimer, um negociante de instrumentos musicais judeu, …

Consumo de álcool aumentou durante a pandemia de covid-19

Embora o consumo de álcool tenha aumentado mais entre os jovens, os adultos mais velhos, sobretudo os que sofrem de ansiedade e depressão, também revelaram estar dentro desta tendência. “O aumento do consumo de álcool, especialmente …

Alphabet diz adeus ao Loon, projeto que queria espalhar Internet através de balões

O projeto da Alphabet que tinha como objetivo levar Internet às partes mais remotas do mundo "perdeu o fôlego" e os seus responsáveis decidiram pôr-lhe um ponto final. Num comunicado divulgado na última sexta-feira, Alastair Westgarth, …

Estudo identifica cidades europeias com maior mortalidade devido à poluição do ar

Madrid, Antuérpia e Torino (em Espanha, Bélgica e Itália, respetivamente) lideram o ranking de mortes associadas à poluição por dióxido de azoto (NO2). Já a maior mortalidade atribuível a partículas finas é encontrada em cidades …

Fim do Flash Player colapsou sistema de estação ferroviária chinesa

O sistema ferroviário na cidade de Dalian, no nordeste da China, ficou paralisado por causa da desativação do programa Flash Player da Adobe. A Adobe encerrou o suporte técnico do seu player de multimédia Flash Player …

Eis o que o mundo pode aprender com o confinamento da China

O confinamento na China tem apresentado resultados excecionais no controlo da pandemia, à custa da perda de liberdade das pessoas. Ainda assim, há muito que se pode aprender com o exemplo chinês. Colocar o autoritarismo contra …

Descoberto fármaco "100 vezes mais potente" contra a covid-19 (e "nasceu" das seringas-do-mar)

Uma equipa internacional de investigadores descobriu um medicamento antiviral que é "100 vezes mais potente" do que o remdesivir no tratamento da covid-19. Trata-se de um fármaco usado para tratar um cancro sanguíneo, que só foi …

Covid-19. Fortuna das dez pessoas mais ricas pagaria vacina para toda a população mundial

A riqueza combinada dos dez homens mais ricos do mundo subiu em cerca de 540 mil milhões de dólares (445 mil milhões de euros) durante a pandemia, de acordo com um relatório da organização internacional …