Preços das casas devem descer neste ano (e deixam a banca em risco)

Após se terem aguentado mais ou menos estáveis em 2020, apesar da pandemia de covid-19, os preços das casas devem começar a descer neste ano com o prolongar da crise sanitária. Uma situação que preocupa os agentes de mercado pelos riscos que acarreta, nomeadamente para a Banca.

Tanto agências de rating como entidades bancárias esperam que o mercado imobiliário retome valores mais baixos ao longo de 2021, como consequência da pandemia e, especialmente, da queda significativa do turismo e do menor investimento estrangeiro no sector.

Este cenário está escrito a preto e branco num documento do Banco Montepio a que o Expresso teve acesso.

“Tendo em conta que os actuais preços do imobiliário são relativamente elevados quando comparados com os níveis históricos e com a natureza cíclica do imobiliário português, há o risco de os seus preços descerem dos níveis actuais“, alerta o Montepio, como transcreve o semanário, no documento datado de Dezembro passado e enviado a investidores.

A queda do preço das casas também já foi evidenciada pelo Banco de Portugal como um potencial risco para o sector bancário, notando precisamente as incertezas quanto ao futuro.

Ninguém sabe quando é que os turistas poderão voltar em massa ao país, nem quando o dinheiro estrangeiro voltará a confortar o sector imobiliário.

As moratórias concedidas pelo Governo, estagnando o pagamento de prestações nos créditos à habitação das famílias afectadas pela crise pandémica, ajudam o mercado a resistir no imediato, tal como os juros baixos.

Mas quanto mais a crise sanitária se prolongar, maiores riscos haverá de que a “bomba” do crédito malparado volte a rebentar na banca.

Países como Portugal, com forte dependência do turismo, arriscam-se a sofrer mais com a queda nos preços das casas. O risco do crédito malparado pode abalar as contas de alguns Bancos, mas, para já, vai-se afastando o cenário de uma potencial crise bancária ou crise soberana.

Em Novembro passado, a agência de rating Moody’s sinalizou Portugal como um dos países onde poderá haver uma “destruição económica maior” devido à crise pandémica, bem como uma recuperação mais lenta.

Apesar disso, a agência não antecipava uma crise semelhante à que despoletou em 2008, embora notasse que a Banca pode sofrer “uma deterioração na performance dos empréstimos e dos lucros” e que isso pode “potencialmente minar a confiança nos bancos”.

“Quase inevitável que o crédito malparado comece a aumentar”

O vice-presidente da Comissão Europeia (CE), Valdis Dombrovskis, alerta que “é quase inevitável que o crédito malparado comece a aumentar novamente”.

Em entrevista ao Jornal Económico, aquando da visita a Portugal na semana passada, este responsável europeu nota, porém, que o sistema bancário português está, actualmente, com “um nível mais baixo de crédito malparado” do que na anterior crise, o que o tornará mais resiliente apesar das dificuldades.

Neste âmbito, Dombrovskis refere que o Plano de Acção engendrado por Bruxelas contra os chamados non performing loans (NPL), ou crédito malparado, pretende ajudar a diminuir esta realidade.

Novo confinamento “é uma tragédia” para as imobiliárias

Entretanto, as empresas imobiliárias consideram que este segundo confinamento, decretado pelo Governo no final da semana passada, “é uma tragédia”.

“Desta vez, será muito difícil as imobiliárias conseguirem sobreviver, uma vez que o fundo de maneio existente foi-se esgotando ao longo do ano”, aponta o presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), Luís Lima, em comunicado divulgado pelo Jornal Económico.

Luís Lima apela, assim, ao Governo para que deixe que “as empresas de mediação imobiliária continuem a fazer o seu trabalho”, defendendo que “não há nenhum motivo para não [o] permitir”.

“O imobiliário não pode continuar a ser o parente pobre da economia, sobretudo quando tem a relevância a que todos assistimos na anterior crise. Temos que lembrar que foi este sector que alavancou a recuperação económica?”, questiona Luís Lima.

Susana Valente Susana Valente, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A linguagem de Benoit está a morrer. O senegalês quer salvá-la através da música

O senegalês Benoit Fader Keita está a usar o poder da música para salvar a sua linguagem, ménik, que tem apenas 3 mil falantes e está em risco de extinção. Benoit Fader Keita nasceu no Senegal …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

 A doença misteriosa foi identificada, pela primeira vez, em 2015, num doente considerado um "caso isolado e atípico". Há quase dois anos, Roger Ellis desmaiou depois de ter tido uma convulsão durante o 40.º aniversário de …

Estudo sugere que há quatro tipos de Alzheimer

Uma equipa de investigadores sugere que há quatro tipos da doença de Alzheimer, que atacam diferentes zonas do cérebro e têm sintomas distintos. Um novo estudo sugere que o Alzheimer é uma doença bem mais complexa …

Jovens tentam salvar vidas na Índia através do Youtube. Plataforma elimina vídeos por serem "perigosos"

A Índia continua a debater-se com a grave crise sanitária desencadeada pela covid-19. Jovens indianos publicaram no Youtube vídeos a produzir oxigénio em casa, usando processos químicos ensinados nas escolas. A plataforma eliminou-os. De acordo com …

Shuvuuia era um dinossauro do tamanho de uma galinha, que caçava às escuras

Os investigadores descobriram que Shuvuuia, um pequeno dinossauro do tamanho de uma galinha, tinha uma excelente audição e visão noturna, que lhe permitiam caçar de noite. São poucas as aves que têm aquilo que é preciso …

Na China, é ilegal pedir comida em excesso nos restaurantes

A China aprovou uma lei anti-desperdício de alimentos que proíbe clientes de restaurantes de pedirem mais do que precisam, uma legislação abrangente pode prejudicar a experiência de comer fora de casa. A lei, que entrou em …

Sindicato de pilotos denuncia pedidos da TAP para voos em folga

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) denunciou pedidos da Transportadora Aérea Portuguesa (TAP) para que alguns trabalhadores efetuem voos em dias de folga, ao mesmo tempo que afirma ter pilotos em excesso. Num email …

Bayern Munique 'festeja' nono título consecutivo com goleada

O Bayern Munique coroou este sábado o seu nono título consecutivo na Liga alemã de futebol com uma goleada no triunfo diante do Borussia Moenchengladbach (6-0), num jogo com um hat-trick de Lewandowski. Antes de pisar …

A piscina infinita mais alta do mundo fica no Dubai

Haverá poucas coisas tão libertadoras como dar um mergulho numa piscina infinita com vista para o oceano. Agora, quem visitar o Dubai poderá fazê-lo numa piscina a quase 300 metros acima do nível do mar. Segundo …

"Polskie Babcie", as avós que lutam pela democracia na Polónia

Um grupo de idosas polacas organiza protestos, todas as semanas, para lutar pela democracia no país, governado pelo partido de direita nacional-conservador e democrata-cristão Lei e Justiça (PiS). É hora de ponta em Varsóvia, capital da …