O preço das casas tem aumentado drasticamente no Canadá (e isso está a causar preocupação)

Assim como nos EUA, Reino Unido, Austrália e outros países, o Canadá está a assistir a uma grande procura por moradias. Os especialistas garantem que a culpa é da pandemia, que impulsionou uma maior necessidade de espaço.

De acordo com dados imobiliários recolhidos pelo Federal Reserve Bank de Dallas, os preços das casas no Canadá aumentaram a uma taxa anual de cerca de 16% no quarto trimestre em relação ao período anterior de três meses, ultrapassando assim os valores dos EUA ou Reino Unido.

No entanto, esta situação está a gerar uma grande preocupação entre alguns analistas e economistas devido ao “papel exagerado“ do setor imobiliário na economia do país – o que pode ser um forte impulsionador de uma crise.



A habitação canadiana como parcela do produto interno bruto era de 9,3% no quarto trimestre de 2020, mas um ano antes fixava-se em 7,5%, e há uma década nos 6,6%.

Enquanto o dinheiro está a ser canalizado para o setor imobiliário, os economistas alertam que as empresas não estão a produzir os bens e serviços para atender à procura interna e externa e assim expandir o potencial de uma economia viável a longo prazo.

O mercado imobiliário no Canadá tornou-se num “gigante durável”, semelhante a um carro ou um eletrodoméstico, refere David Rosenberg, economista e diretor da Rosenberg Research.

Os economistas acrescentam que o grande investimento em habitação drena as economias da população que, de outra forma, poderiam ser direcionadas para a atividade empresarial.

Os altos preços das residências também reduzem a parcela de capital disponível para consumo, comprimindo ainda mais as margens corporativas.

“As expectativas para este mercado são simplesmente loucas”, afirmou David Gourlay, que vendeu uma casa em novembro por quase o dobro do preço de compra há sete anos.

Segundo o Wall Street Journal, o banco central do país acredita que o estímulo monetário precisa de permanecer em vigor, e o governo liberal federal também está a pensar em aplicar um novo estímulo fiscal.

Porém, Robert Asselin, vice-presidente de políticas do Conselho Empresarial do Canadá, um grupo de lobby, defende que os preços altos das casas são sido uma das consequências não intencionais da política fiscal agressiva do Governo.

O economista sugere que o Estado passe do estímulo para medidas que atraiam o investimento empresarial. “A economia precisa de investimentos produtivos”, frisa.

Tiff Macklem, diretor do Banco do Canadá, afirmou no mês passado que havia primeiros sinais de “exuberância excessiva” no mercado imobiliário do país e que as autoridades iriam monitorizar as tendências de perto.

Por sua vez, um porta-voz do departamento de finanças do Canadá também garantiu que os funcionários estavam a controlar a “saúde e estabilidade” do mercado imobiliário.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Adjunta de Matos Fernandes era sócia de empresa que fez negócios com o ministério

Entre 2016 e 2019, a secretária de Estado do Ambiente, Inês Santos Costa, acumulou funções quando integrou o gabinete de João Pedro Matos Fernandes, na qualidade de adjunta, sendo, na altura, sócia de uma empresa, …

Cavaco acusa Governo de Costa de continuar a alimentar "monstro" da despesa pública

Cavaco Silva volta a criticar o Governo de Costa, desta vez por criar “impostos adicionais” sobre “tudo o que mexe” para alimentar “o monstro” da despesa pública. O ex-primeiro-ministro e antigo Presidente da República Aníbal Cavaco …

Dívidas de Vieira investigadas. Com falência à vista, grupo do líder do Benfica pagou viagens de luxo

Afinal, o Fundo de Resolução nunca aceitou a reestruturação das dívidas do grupo empresarial de Luís Filipe Vieira, ao contrário do que foi dito aos deputados na Comissão Parlamentar de Inquérito aos grandes devedores do …

João Rendeiro condenado a 10 anos de prisão

João Rendeiro, antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), foi condenado a 10 anos de prisão efetiva esta sexta-feira. O tribunal condenou o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, a 10 anos de prisão …

Bloqueio de migrantes. Salvini não vai a julgamento

Matteo Salvini, líder do Liga, não vai a julgamento na sequência do bloqueio do desembarque de migrantes a bordo do navio da Guarda Costeira italiana "Gregoretti", em julho de 2019. Esta sexta-feira, um tribunal italiano decidiu …

Promulgado diploma sobre acesso às praias (com alerta para novo regime de multas)

O "regime contraordenacional, que está previsto para o não cumprimento de um conjunto de regras que temos na área covid, também é aplicado" às regras relativas às praias. O Presidente da República promulgou, esta sexta-feira, o …

PCP vai votar contra reforma das Forças Armadas

Os comunistas consideram tratar-se de uma "alteração significativa" da estrutura de comando, sem dar resposta "a problemas que persistem há largos anos" na instituição militar". O PCP vai votar contra as propostas do Governo para a …

Biden diz que ataque a oleoduto veio da Rússia. Mas exclui envolvimento do Kremlin

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, afirmou na quinta-feira que o ciberataque que paralisou durante vários dias a maior rede de oleodutos do país foi proveniente da Rússia, mas exclui envolvimento do Governo …

Máscaras vieram para ficar. Mas pode haver exceções

A máscara de proteção individual vai continuar a fazer parte do nosso dia-a-dia. No entanto, pode haver exceções para os já vacinados contra a covid-19. O Governo convidou os especialistas a criarem um novo plano e …

Chega quer que agentes da PSP e GNR usem câmaras de vídeo nas lapelas e nas viaturas

O deputado único do Chega entregou esta quinta-feira um projeto de resolução no Parlamento que recomenda a colocação de câmaras de vídeo nas lapelas das fardas e nas viaturas das forças de segurança, a fim …