CD Póvoa: o medicamento e as praias que afectam a Liga de basquetebol

Clube da Póvoa de Varzim anunciou que a próxima temporada vai começar mais cedo do que o habitual: “Surpresos? Nós estamos muito!”.

O Clube Desportivo da Póvoa voltou a criticar posturas e decisões da Federação Portuguesa de Basquetebol. Depois de se queixar de uma aparente utilização irregular de um jogador do Sporting e de já ter criticado o novo calendário, o clube nortenho voltou a centrar-se no calendário da nova temporada.

Na terceira parte dos seus protestos, o CD Póvoa começa por mencionar as letras pequenas dos medicamentos: “Como um verdadeiro medicamento… só sabe quem lê as letras pequenas. Nós lemos!”.

Depois, começa a explicação: “O Clube Desportivo da Póvoa informa a comunicação social e os demais interessados que a Liga Betclic na próxima época iniciará no primeiro ou segundo fim-de-semana de setembro. Surpresos? Nós estamos muito!” – a principal Liga de basquetebol só costuma começar em Outubro.

Neste comunicado, os poveiros lamentam o facto de os clubes só terem sabido do novo calendário através de uma indicação publicada no portal oficial da Federação Portuguesa de Basquetebol. A entidade não terá informado directamente os clubes que participam no campeonato.

“A decisão foi, entendemos nós, unilateral uma vez que o CD Póvoa não foi chamado a nenhuma reunião para debater este assunto”, explica o clube.

O emblema nortenho ainda não sabe se, começando mais cedo, a Liga vai terminar também mais cedo. “Se acabar na mesma data, os clubes (que não foram ouvidos, pelo menos na sua totalidade) terão de pagar mais um mês de salário aos seus atletas!”, avisa.

O CD Póvoa lembra que tem 10 jogadores amadores no seu plantel e, por isso, as suas vidas serão alteradas, sobretudo nas férias em Agosto.

Ainda sobre Agosto, o clube lembra que a sua sede é na Póvoa de Varzim, uma cidade que se “enche” durante as férias de Verão: “A Póvoa de Varzim é uma cidade balnear. Agosto é um mês de excelência com alojamentos e restaurantes lotados”.

“O alojamento e a alimentação dos atletas não residentes na Póvoa de Varzim serão, caso seja responsabilidade do CD Póvoa suportar, um encargo extremamente significativo na sua dotação orçamental”, finaliza.

O CD Póvoa já tinha indicado, na primeira parte destas queixas, que em Janeiro o Sporting jogou com um atleta que não estava elegível para esse duelo: Shakir Smith.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.