Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa.

Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do Centro de Simulação Biomédica da FMUP, afirmou hoje que a metodologia surgiu da “necessidade de criar um ambiente interativo” através do qual os estudantes conseguissem, remotamente, treinar competências não técnicas em cenários de emergência.

“Precisávamos de, alguma forma, criar um ambiente interativo, até porque o centro de simulação está do lado do Hospital [de São João] e, nesta fase, foi necessário que até nós docentes não estivéssemos lá”, esclareceu Carla Sá Couto, também investigadora no Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde.

Com o intuito de “trazer ao ambiente simulado algum realismo”, os investigadores utilizaram um conjunto de plataformas, tal como o Zoom e outros softwares de simulação, para recriar três cenários de emergência: o choque hemorrágico, o choque anafilático e a intoxicação por opioides.

Os estudantes, divididos em grupos de quatro a cinco elementos, conseguem assim “falar com o doente, observar o doente e pedir exames complementares de diagnóstico”, mas quem coordena o cenário e faz o controlo do monitor, sinais vitais e voz do doente são os docentes da unidade curricular.

No semestre passado, a metodologia foi posta em prática com dez estudantes, neste semestre já estão inscritos na unidade curricular 20 estudantes.

“Com um computador e um telemóvel é possível e conseguimos proporcionar esta simulação em casa. A telessimulação não é nova, mas no formato habitual os estudantes estão remotos e os docentes estão num centro de simulação. Aqui não tínhamos essa possibilidade e talvez em muitos outros locais também não existam centros de simulação”, observou a investigadora.

Nesse sentido, a ideia dos investigadores é “partilhar o conhecimento adquirido” e a estratégia adotada com outros docentes, tanto a nível nacional como internacional.

“Ao partilharmos esta aprendizagem, eventualmente, até podemos noutro contexto que não o da pandemia proporcionar uma forma de determinados objetivos de aprendizagem poderem ser trabalhados com recurso a uma tecnologia muito básica”, afirmou Carla Sá Couto, acrescentando que a “recetividade dos estudantes foi muito boa”.

No âmbito do desenvolvimento desta metodologia, Carla Sá Couto e o investigador Abel Nicolau publicaram um artigo no jornal científico MedEdPublish em que salientam que a telessimulação pode ser uma alternativa “eficaz” para o treino de estudantes, mas também de profissionais de saúde em cenários de emergência, durante e após a pandemia da covid-19.

No entanto, para que possa ser aplicada a níveis de ensino diferenciados ou até mesmo profissionais de saúde, os investigadores têm de “promover cenários de simulação mais desafiantes que promovam a aplicação de outras competências” e ir ao encontro “as necessidades de cada serviço ou especialidade”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

PSD e CDS dão as mãos para ganhar a Madeira (e fecham a porta ao Chega)

Esta quarta-feira, o PSD e o CDS fecharam a porta ao Chega no acordo de coligação autárquica na Madeira, que ambos os partidos assinaram no Funchal. No início deste mês, o líder do PSD/Madeira Miguel Albuquerque …

"Milagre da multiplicação". Cientistas conseguiram tornar a luz ainda mais brilhante

Uma equipa de cientistas descobriu um fenómeno que aumenta a intensidade da luz emitida por um componente em nanoescala em mais de mil vezes, em relação ao que a teoria afirma ser possível. Os cientistas observaram …

Revelados novos segredos sobre o exoplaneta mais quente já descoberto

Um estudo revela novos segredos sobre o exoplaneta mais quente já descoberto, que supera os 4.700ºC e é considerado um "Júpiter quente". Descoberto em 2016, o longínquo Kelt-9 b, situado a 650 anos-luz da Terra, é …

Comer muitas refeições takeaway pode aumentar a probabilidade de morte

Comer demasiadas vezes refeições takeaway pode afetar negativamente a saúde das pessoas. Isto porque, muitas vezes, a comida em causa é fast food. A pandemia de covid-19 veio intensificar a adoração das pessoas pelas refeições takeaway. …

Fezes de morcego ajudam a decifrar o passado da humanidade

Uma equipa de investigadores australianos usou fezes de morcego para ajudar a entender uma parte do passado dos nossos ancestrais. Para perceber melhor como é que artefactos antigos são alterados pelo sedimento em que estão enterrados …

"É como fogo". Dezenas de pessoas morreram na República Dominicana após ingestão de álcool ilegal

Depois de dezenas de pessoas morreram por intoxicação nas últimas semanas, as autoridades da República Dominicana acabaram por fechar várias lojas de bebidas alcoólicas. As lojas de bebidas clandestinas situavam-se sobretudo na capital, Santo Domingo, mas …

Eis AlphaDog, a resposta da China para o cão-robô norte-americano Spot

A empresa de tecnologia Weilan, sediada em Nanjing, na China, desenvolveu o AlphaDog, um cão-robô que usa sensores e inteligência artificial (IA) para realizar uma série de aplicações, incluindo entrega de encomendas e orientação para …

E se a vacina contra a covid-19 se chamasse Trumpcine? O "sir" sugeriu e Donald Trump gostou

No fim de semana passado, durante um encontro do Comité Nacional Republicano, o ex-Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que alguém sugeriu que as vacinas disponíveis contra a covid-19 deveriam receber o seu nome. …

O custo da paz mundial é bastante inferior ao custo da guerra

Um recente relatório do Instituto de Economia e Paz (IEP) conclui que o custo dos países com a violência é bem superior ao custo com a paz mundial. O Instituto de Economia e Paz estima que, …

Malta vai pagar aos turistas que visitarem a ilha durante o verão

Numa altura em que pandemia não tem dado tréguas ao setor do turismo, Malta anunciou um conjunto de medidas com o objetivo de encorajar os viajantes a visitarem o país e a ficarem hospedados nos …