Portugueses tinham salários 6% mais altos em 2010

O ordenado médio dos portugueses era, em 2010, 6% mais alto do que em 2018, de acordo com o relatório “How’s Life” da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE) que foi divulgado nesta segunda-feira.

Este relatório divulgado regularmente pela OCDE procura avaliar o nível do bem-estar dos cidadãos dos países que integram a organização, analisando diversos indicadores, nomeadamente os salários. A comparação entre países é feita eliminando as diferenças de preços entre eles.

Assim, a OCDE aponta que “o salário anual bruto médio dos trabalhadores a tempo inteiro em 2018 era de 41.500 dólares, variando entre menos de 20.000 dólares no México e mais de 60.000 dólares na Islândia, no Luxemburgo, na Suíça e nos Estados Unidos”, como cita o Dinheiro Vivo.

Em Portugal, o valor salarial médio era de 25.487, ou seja, menos 5,9% do que em 2010, quando se situava nos 27.080 dólares.

“Entre 2010 e 2018, para os países da OCDE, os salários registaram um aumento acumulado, em média de 7%, em termos reais (cerca de 2.700 dólares)”, afiança a OCDE, notando que “as maiores subidas ocorreram na Islândia (45%), nos Estados Bálticos e na Polónia (entre 23% e 41%), enquanto que as maiores quedas foram registadas na Grécia (-15%), seguida por outros países do sul da Europa: Espanha, Portugal (-6%) e Itália (-3%)”.

O relatório também aponta a existência de uma grande diferença salarial entre os portugueses que ganham menos e os que ganham mais, considerando que é uma das mais elevadas entre os países analisados. Os 10% de trabalhadores que ganham mais têm vencimentos quase quatro vezes superiores relativamente aos 10% com salários mais baixos. A diferença média na OCDE é de apenas três.

A organização atesta ainda o aumento do peso das despesas dos portugueses com a habitação, salientando que foram das que mais subiram entre os países da OCDE.

“Em 2018, as famílias nos 34 países da organização ficavam, em média, com 79,2% do seu rendimento disponível, após as despesas com habitação”, aponta a OCDE, realçando que “a capacidade de suportar as despesas da habitação caiu em Portugal (-2,7 pontos percentuais) e na Finlândia (-2,3), mas melhorou na Hungria (aumento de 3,8 pontos percentuais) e na Eslováquia (2,3)”.

“Quando uma elevada percentagem do rendimento disponível é gasto em habitação, isso reduz o montante que as famílias podem dedicar ao consumo e à poupança para outros aspectos do seu bem-estar”, analisa a OCDE.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bloco já enviou as nove propostas ao Governo. Cinco são alterações ao Código do Trabalho

O Bloco já enviou ao Governo a redação das nove propostas para as negociações do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), cinco das quais são alterações ao Código do Trabalho que terão de ser efetivadas …

Bielorrússia expulsa embaixador francês

O embaixador francês na Bielorrússia deixou o país este domingo, depois de as autoridades bielorrussas o terem mandado embora, sem especificar o motivo.  "O Ministério das Relações Exteriores da Bielorússia exigiu que o embaixador partisse antes …

Grupo 400 Mowozo apontado como responsável pelo rapto de 17 missionários estrangeiros no Haiti

Grupo raptado era composto por 14 adultos e três crianças que se encontravam em território haitiano no quadro de uma missão de solidariedade dinamizada pela Christian Aid Ministries. Um grupo armado intitulado 400 Mawozo, considerado um …

Agentes disparam para o ar no jogo entre o Olímpico do Montijo e o Vitória de Setúbal B

Violência, tiros para o ar: Montijo reage aos incidentes do jogo com o Vitória

Cenas de pânico, logo a seguir ao jogo entre o Olímpico do Montijo e a equipa B de Setúbal. Versões diferentes dos treinadores. O jogo entre Olímpico do Montijo e Vitória de Setúbal B terminou sem …

Defesa de Salgado pede suspensão do processo por diagnóstico de Alzheimer

A defesa do antigo banqueiro pediu a suspensão do processo no qual o ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES) é arguido, fundamentando-o com um atestado médico a comprovar o diagnóstico de doença de Alzheimer. De acordo …

Marcelo sobre combustíveis: "Vamos esperar que isto não seja para durar mais de seis meses"

O Presidente da República disse, esta segunda-feira, que o aumento do preço dos combustíveis é "preocupante" e que o Governo aguarda luz verde de Bruxelas para tomar medidas sociais para as famílias e as empresas. "No …

Frente Comum confirma greve na Função Pública a 12 de novembro

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública confirmou, esta segunda-feira, a realização de uma greve nacional a 12 de novembro, para exigir ao Governo que altere a proposta de Orçamento do Estado para 2022 …

Welwitschea 'Tchizé' dos Santos, filha do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos

Ivo Rosa manda desbloquear conta bancária de Tchizé dos Santos

O Tribunal Central de Instrução Criminal desbloqueou uma conta bancária de Tchizé dos Santos, filha de José Eduardo dos Santos, por "decurso excessivo" do tempo e falta de provas quanto à origem ilícita dos fundos. O …

Mais três mortes e 291 novos casos de covid-19. Incidência e R(t) subiram

Portugal registou, esta segunda-feira, mais três mortes e 291 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 291 novos …

O ex-secretário de Estado norte-americano Colin Powell

Morreu com covid-19 o ex-secretário de Estado dos EUA Colin Powell

O ex-secretário de Estado do ex-Presidente George W. Bush morreu, aos 84 anos, devido a "complicações de covid-19", anunciou a família, esta segunda-feira. "O general Colin L. Powell, ex-secretário de Estado dos EUA e presidente da …