Portugueses escaparam ilesos a explosão de barco na Indonésia

Gede Anta / EPA

-

Explosão num barco turístico na ilha de Bali, na Indonésia, provocou dois mortos e vários feridos. Quatro turistas de nacionalidade portuguesa conseguiram escapar ilesos.

Duas pessoas morreram e mais de uma dezena ficaram feridas esta quinta-feira, na sequência da explosão do motor de um barco turístico na ilha de Bali, Indonésia.

O chefe da polícia do distrito de Karang Asem, Sugeng Sudarso, disse à AFP que a “explosão teve lugar cinco minutos depois de o barco partir”.

O barco, que fazia a ligação para as ilhas Gili, transportava 35 passageiros, todos turistas, e quatro membros da tripulação.

Uma das vítimas mortais é uma mulher que sucumbiu aos ferimentos na cabeça, não se sabendo ainda a sua nacionalidade.

Inicialmente, a polícia local informou haver turistas portugueses entre os feridos, bem como da Alemanha, Grã-Bretanha, Austrália e Coreia do Sul.

A secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas afirmou, porém, que o casal “não está ferido” e que já tinha regressado a Bali.

Mais tarde, em declarações ao Diário de Notícias, o assessor Vítor Pinto confirmou, afinal, a existência de quatro portugueses a bordo, mas nenhum sem ferimentos.

De acordo com a mesma fonte, os portugueses manifestaram a intenção de encurtar as férias e regressar a Portugal.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Trump critica muro construído pelos seus apoiantes na fronteira com México

O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA) criticou hoje um muro construído por apoiantes na fronteira americana com o México e que está em risco de ruir, defendendo que o objetivo do grupo era …

Estado de emergência devido a novo derrame de combustível no Círculo Polar Ártico

As autoridades russas declararam o estado de emergência na localidade de Tukhard, na Sibéria, devido ao derramamento de 44,5 toneladas de combustível num lago, naquele que é o segundo desastre ecológico no Círculo Polar Ártico …

Bélgica inclui Alentejo e Algarve na zona laranja com "maior vigilância"

Os viajantes que entrem na Bélgica oriundos do Alentejo e do Algarve serão sujeitos a “maior vigilância” devido à pandemia da covid-19, segundo o site do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) belga, que não especifica …

Infetado detido em Miranda do Douro por desrespeitar confinamento obrigatório

A GNR deteve em Miranda do Douro um homem, de 26 anos, por não respeitar o confinamento obrigatório que lhe foi decretado pela autoridade de saúde pública naquele concelho do distrito de Bragança. "O homem encontrava-se …

Sudão aprova criminalização da mutilação genital feminina

O Conselho Soberano, a mais alta autoridade do Sudão, aprovou a criminalização da mutilação genital feminina (MGF), uma prática muito antiga que continua generalizada no país, anunciou o Ministério da Justiça. O Conselho Soberano, composto por …

Andrzej Duda reeleito Presidente da Polónia

O chefe de Estado polaco venceu a segunda volta das eleições Presidenciais com 51,21% dos votos, derrotando o liberal Rafal Trzaskowski, anunciou, esta segunda-feira, a Comissão Eleitoral. Segundo a Comissão Eleitoral, Andrzej Duda conseguiu a reeleição …

Manifestantes criticam escolha de Macron para o Ministério do Interior. Ministro é acusado de violação

Ativistas dos direitos das mulheres protestaram, em França e no estrangeiro, contra a nomeação do novo ministro do Interior, acusado de violação, e do ministro da Justiça, que ridicularizou o movimento #MeToo. Ativistas dos direitos das …

Cinco meses depois, chefes de diplomacia da UE voltam a reunir-se em Bruxelas

A reunião contempla temas como o impacto da pandemia, a situação na Líbia, Hong Kong e na Venezuela, as relação da União Europeia com a Índia e África e o Processo de Paz do Médio …

Há 12 países que conseguiram escapar à pandemia

Tendo em conta os casos registados e comunicados oficialmente pelas autoridades, há 12 países no mundo que não registam qualquer caso de infeção. Segundo a universidade norte-americana Johns Hopkins, a covid-19 chegou a 188 países, mas, …

"Prisioneira em casa" há 4 meses. Algarvia já fez 14 testes e não se livra do coronavírus

A algarvia Tânia Poço está infectada com o novo coronavírus há quatro meses. Nesta altura, já não tem sintomas de covid-19, mas os testes que tem feito continuam a assinalar a presença do vírus naquele …