Portugal volta a ter condições para reequipar Forças Armadas

Karen Williams / Wikimedia

O ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, afirmou esta terça-feira em Coimbra que Portugal tem “outra vez” condições para poder reequipar as Forças Armadas.

O ministro José Aguiar-Branco sublinhou que foi possível “aumentar a capacidade operacional”, com a reforma “Defesa 2020”, e reequipar as Forças Armadas, através da revisão da Lei da Programação Militar.

“É possível hoje Portugal ter outra vez condições para poder reequipar as Forças Armadas”, disse o ministro da Defesa Nacional, questionado por um jornalista sobre a falta de meios militares.

Como exemplo, José Aguiar-Branco frisou que foram “adquiridos navios de lancha costeira” e “vão ser construídos” navios de patrulha oceânica, estando prevista também a aquisição de viaturas táticas.

“Há quatro anos, a nossa discussão era como íamos pagar os salários dos militares no mês seguinte. Quatro anos depois, estamos a considerar que temos capacidade para reequipar as Forças Armadas”, constatou.

Sobre as críticas do presidente cessante da Associação Nacional de Sargentos, José Aguiar Branco referiu que Lima Coelho “exerceu o seu mandato mais preocupado com a ação política do que com matérias de natureza de defesa”.

Lima Coelho acusou na segunda-feira o ministro da Defesa de ser “habilidoso, mentiroso e cobarde” a propósito das conversações para a revisão do Estatuto dos Militares.

Rui Rio defende reforma de fundo

José Aguiar-Branco falava à comunicação social, à margem da sessão “Como conciliar o tempo da justiça com a liberdade de informar”, que ocorreu no Centro de Eventos Bissaya Barreto, em Coimbra.

A sessão, inserida no ciclo de debates “Ter Estado”, contou com a presença do ex-presidente da Câmara do Porto, Rui Rio, do ex-bastonário da Ordem dos Advogados Rogério Alves, de José Manuel Fernandes, do jornal online Observador, e do procurador-geral adjunto João Aibéo.

Durante o debate, Rui Rio sublinhou que Portugal apenas irá fazer “uma reforma de fundo” da justiça, se conseguir “o mais amplo dos consensos”.

“Este consenso nacional tem de ser feito com a sociedade, explicando o diagnóstico e a forma como se pretende alterar” o sistema, referiu.

O ex-autarca social-democrata falou ainda da necessidade da existência do segredo de justiça, frisando que, se este acabar, “é o Estado a ajoelhar-se perante os ditames das vendas e dos lucros” – única preocupação da comunicação social, “que alienou as funções de interesse público”.

Os julgamentos populares “enquadram-se num regime totalitário” e usar “o sistema judicial para fins políticos”, é a política “no seu estado mais rasca”, criticou Rui Rio.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …

Invocando Sá Carneiro, Miguel Albuquerque também defende diálogo entre PSD e Chega

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu que o PSD deve dialogar com vários partidos, incluindo o Chega de André Ventura. Depois de Rui Rio admitir em entrevista à RTP que poderá vir …

Sobe para 18 o número de mortos no acidente de avião na Índia

As autoridades indianas atualizara para 18 o número de mortes no acidente com o avião da Air India Express, que voava do Dubai para Kozhikode, no sul da Índia, e que se partiu em dois …

Luz verde para reabertura de centros de dia. DGS sugere dois metros de distância entre idosos

Os centros de dia vão poder reabrir a partir de 15 de agosto, mas de forma faseada e condicionados a uma avaliação prévia da Segurança Social e entidade de saúde local sempre que funcionem juntamente …

Vacina russa para a covid-19 preocupa cientistas. País pode estar a saltar etapas

Países de todo o mundo continuam na corrida por uma vacina contra a covid-19. A Rússia diz estar prestes a anunciar a vacina, deixando preocupada a comunidade científica, ao passo que Itália avança para os …