Em Portugal, 80 mulheres sofreram mutilação genital feminina num ano

Portugal registou 80 casos de mutilação genital feminina entre janeiro de 2016 e o mesmo mês do ano passado, revelam dados divulgados hoje, Dia Internacional da Tolerância Zero contra esta prática.

No Relatório Intercalar de Execução do Programa de Ação para a Prevenção e Eliminação da Mutilação Genital Feminina (2014-2017) refere-se que os casos foram registados na Plataforma de Dados de Saúde (PDS), afirma a UNICEF, num documento em que alerta para as consequências nocivas desta prática em várias comunidades no mundo.

As vítimas foram quase todas adultas, havendo apenas registo de uma menor, com 17 anos.

Eram provenientes, na esmagadora maioria, da Guiné-Bissau, seguindo-se, em termos de representatividade, a Guiné-Conacri, a Eritreia, o Senegal, e a Nigéria, a Gâmbia e o Egito, cada um com 1 caso registado, de acordo com a informação recolhida.

Numa declaração conjunta, as diretoras executivas da UNICEF, Henrietta Fore, e do FNUAP (Fundo das Nações Unidas para a População), Natalia Kanem, afirmam que a mutilação genital feminina é um ato violento que causa infeções, doenças, complicações no parto e até mesmo a morte. “Uma prática cruel que inflige danos emocionais para toda a vida e atinge os membros mais vulneráveis e com menos poder da sociedade: raparigas até aos 15 anos de idade. Uma violação dos direitos humanos que reflete e perpetua a desvalorização das raparigas e mulheres em demasiados lugares do mundo”.

Consideram também que constitui um obstáculo ao bem-estar das comunidades e das economias.

As duas responsáveis afirmam que nos países em que têm trabalhado, as raparigas têm hoje menos um terço da probabilidade de serem submetidas a esta prática do que em 1997.

“Mais de 25 milhões de pessoas em cerca de 18.000 comunidades em 15 países rejeitaram publicamente a prática desde 2008. Globalmente, a sua prevalência diminuiu quase um quarto desde 2000”, lê-se na declaração.

Porém, as estimativas indicam que até 2030, mais de um terço do total de nascimentos em todo o mundo ocorrerá nos 30 países onde a mutilação genital feminina é praticada.

“Se não houver um progresso acelerado para proteger o número crescente de raparigas em risco, milhões delas poderão vir a ser cortadas nesses países até 2030″, advertem.

Na informação hoje divulgada, a mesma fonte recorda um estudo realizado em 2015 pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, segundo o qual, em Portugal, o número de mulheres em idade fértil que poderá ter sido submetida à prática ronda as 5.246. Ao ter em conta todas as mulheres com mais de 15 anos, o indicador sobe para 6.576, “o que corresponde a 49% do número de mulheres residentes no território português nascidas em países praticantes”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Autarca de Cascais associa festa privada de luxo a “número muito expressivo” de casos

O presidente da Câmara Municipal de Cascais associou este sábado uma festa privada, organizada num clube de luxo na Avenida de Liberdade, a "um número muito expressivo de casos" registado no concelho. "A festa de aniversário …

João Almeida acaba em 4.º e faz história no Giro. É o melhor português de sempre na prova

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) subiu este domingo ao quarto lugar final da 103.ª edição da Volta a Itália em bicicleta, no contrarrelógio da 21.ª etapa, que 'coroou' o britânico Tao Geoghegan Hart (INEOS). O português …

Santo Stefano paga 8.000 euros por ano a quem quiser viver na vila medieval italiana

Santo Stefano di Sessanio, uma vila medieval em Abruzzo, uma região no lado leste do centro-sul da Itália, está disposta a pagar a quem quiser mudar-se e começar um negócio nesta pequena localidade. Uma pequena vila medieval …

Portugal com mais 19 mortos e 2.577 casos confirmados

Portugal contabiliza este domingo mais 19 mortos relacionados com a covid-19 e 2.577 casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o boletim este …

Espanha decreta novo estado de emergência. Durará seis meses e terá recolher obrigatório

O Governo de Espanha aprovou este domingo o estado de emergência sanitária que permitirá a instauração do recolher obrigatório em todo o país para travar a de casos do novo coronavírus, anunciou o primeiro-ministro. O estado …

CDS quer saber se proibição de deslocações entre concelhos exclui assistir a espetáculos

O grupo parlamentar do CDS-PP questionou este sábado o Governo se a proibição de deslocações durante o fim de semana dos Fiéis Defuntos exclui deslocações para assistir a espetáculos culturais, querendo saber como justifica a …

Pandemia "roubou" dez anos à almofada financeira das reformas

O jornal Público escreve este domingo que dez meses de pandemia foram o suficiente para encurtar em uma década o prazo previsto até ao esgotamento do fundo que serve de almofada financeira para o sistema …

Chicago tem a maior praga de ratos dos Estados Unidos (pelo 6.º ano consecutivo)

Chicago, a cidade mais populosa do estado do Illinois, é, pelo sexto ano consecutivo, aquela que tem a maior praga de ratos dos Estados Unidos. Uma empresa de controlo de pragas garante receber mais chamadas …

Presidente da Samsung morre aos 78 anos

O presidente da Samsung Electronics, Lee Kun-hee, morreu este domingo aos 78 anos, disse o grupo sul-coreano em comunicado. Lee, que transformou o grupo num gigante global das telecomunicações, estava acamado desde um ataque cardíaco em …

Chuva de críticas à F1 em Portimão. Organização promete expulsar quem não cumprir distanciamento

Fotografias das bancadas da Fórmula 1 em Portimão começaram a correr este sábado nas redes sociais, gerando alguma polémica e descansando uma série de críticas, uma vez que as bancadas pareciam ter mais público do …