Portugal tem 131 reclusos por cada 100 mil habitantes

Um relatório do Conselho da Europa, com dados de 2018, revela que Portugal tinha uma taxa de 131 reclusos e 300 pessoas em liberdade condicional por cada 100 mil habitantes. O nosso país está acima da taxa global europeia.

Portugal tinha uma taxa de encarceramento de 131 reclusos por 100 mil habitantes, numa tabela que é liderada pela Federação Russa (418), e estava, em 2018, com uma taxa superior à média europeia na aplicação da liberdade condicional.

O relatório, divulgado esta terça-feira, revela que Portugal tinha uma taxa de 300 pessoas em liberdade condicional por 100 mil habitantes, uma cifra muito acima da média europeia, que era de 169. O país que apresentava a maior taxa de pessoas em liberdade condicional era a Turquia, com 471 por 100 mil habitantes, seguida da Bélgica (426) e da Escócia (411).

O relatório refere que a taxa de mortalidade entre as pessoas em liberdade condicional é maior que entre os reclusos em estabelecimentos prisionais. “Uma explicação plausível para essa diferença é que as pessoas que sofrem de doenças graves ou terminais são colocadas mais rapidamente em liberdade”, lê-se no documento.

Quanto à aplicação integral da suspensão da pena, entre as 37 administrações prisionais que forneceram dados ao Conselho da Europa para realizarem o relatório SPACE II o país que mais as utilizou foi o Mónaco, com 93,8%, seguido da Ucrânia (78,2%) e França (71%), ocupando Portugal o sexto lugar, com 51,4%.

Em relação ao género, e com exceção da Grécia e de Chipre onde há mais mulheres detidas do que em liberdade condicional, nos restantes países, tal como em Portugal, há mais mulheres em liberdade condicional do que detidas.

Outro dos dados apresentados no relatório refere-se ao número de estrangeiros detidos em comparação com os que beneficiam de liberdade condicional. Em Portugal, 16% dos reclusos são estrangeiros e 7,7% beneficiaram da liberdade condicional.

Das 33 administrações correcionais que forneceram dados sobre as populações prisionais e em liberdade condicional as que apresentaram as maiores taxas de população correcional, isto é, pessoas sob detenção em prisões e pessoas sob supervisão de agentes de liberdade condicional, foram a Rússia (769), a Lituânia (627) e a Escócia (548), ficando Portugal na 10.ª posição com 430 pessoas por 100 mil habitantes.

Globalmente, mais de 1,8 milhões de pessoas estão em liberdade condicional na Europa, um número que aumentou desde 2015, de acordo com o Conselho da Europa.

Ao mesmo tempo, a taxa global de reclusão na Europa baixou para 102,5 presos por 100.000 habitantes, no início de 2018.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …

A maior entrada de sempre em bolsa. Saudi Aramco garante 25,6 mil milhões de dólares

Para além de fazer uma entrada em estilo na bolsa de Riade na próxima semana, com a maior IPO de sempre, a Saudi Aramco torna-se na empresa mais bem avaliada do mundo. A Saudi Aramco, petrolífera …

Novo livro revela provas de que Albert Camus foi assassinado pelo KGB

Giovanni Catelli é autor da teoria que o prémio Nobel da literatura Albert Camus foi assassinado pelo KGB. No seu novo livro, reitera essa ideia e revela algumas provas. O romancista Albert Camus foi vencedor do …