O “Portão do Inferno” da Sibéria não pára de crescer (e pode fazer o solo colapsar)

O “Portão do Inferno” da Sibéria continua a crescer à medida que a área é cada vez mais atingida pelas alterações climáticas e pelos incêndios florestais.

Oficialmente conhecida como a cratera Batajaika, a fenda de um quilómetro de comprimento pode ser encontrada na República Sakha, na Sibéria, nas profundezas orientais da Rússia.

Antes da década de 1960, a fenda em forma de girino era pouco mais do que uma pequena fossa, mas continuou a abrir-se a um ritmo alarmante nas últimas décadas, numa altura em que o aumento das temperaturas estão a derreter o permafrost na região.

Se o degelo do permafrost ocorrer numa encosta que é cortada por um riacho, isso pode causar o colapso do solo e resultar numa “queda do degelo”, uma espécie de deslizamento do Ártico. Isso ocorre em todo o Ártico siberiano, mas nenhum é mais imponente que a cratera Batagaika.

Devido à sua aparência sobrenatural, os locais apelidaram-na de “Portão do Inferno”.

A fenda rasgou muitas terras nos últimos 60 anos, incluindo alguns locais sagrados do povo indígena da Sibéria, mas também forneceu aos cientistas uma série de informações sem precedentes. Um estudo realizado em 2017 constatou que a fenda em expansão está a agitar o solo e florestas enterradas e congeladas há 200 mil anos, permitindo que os cientistas estudem o clima da Terra no registo dos sedimentos.

De acordo com a NASA, a cratera Batagaika revelou vários animais antigos, incluindo um cavalo pleistoceno, um bisão de estepe pré-histórico, leões das cavernas e lobos.

Com as temperaturas a continuar a subir na região, o derretimento de gelo leva consigo os sedimentos, ampliando a fenda. A situação tornou-se ainda mais grave este verão. As temperaturas médias na Sibéria foram 10° acima do normal em junho. Uma estação meteorológica na cidade de Verkhoyansk, no extremo norte, atingiu 38ºC.

De acordo com a revista Science, os cientistas querem saber como é que este verão poderá afetar a cratera Batagaika. Nas últimas décadas, a fenda avançou 10 metros por ano, mas essa taxa aumentou para 12 a 14 metros por ano em 2016, o ano mais quente já registado.

Além disso, enormes áreas da Sibéria Oriental foram recentemente atingidas com alguns dos piores incêndios florestais da memória recente. “A vasta região da Sibéria na Rússia tornou-se um ponto quente do clima, aquecendo muito mais rápido do que o resto do planeta”, disse Grigory Kuksin, chefe da unidade de incêndios florestais do Greenpeace na Rússia, em comunicado.

“Este verão já trouxe ondas de calor extremas, derramamentos de óleo causados ​​pelo degelo do permafrost e incêndios florestais violentos – o que vem a seguir antes de finalmente agirmos?”, questionou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

OE. PSD fecha a porta a negociações, mas socialistas preferem mantê-la aberta

Rio remete a posição do PSD para declarações de António Costa em que o primeiro-ministro admitiu a intenção de se demitir caso o Orçamento só seja aprovado com votos dos sociais-democratas. Já José Luís Carneiro, …

FC Porto empata com a Roma em jogo manchado por conflito entre jogadores

O FC Porto empatou hoje 1-1 com os italianos da Roma, treinados pelo português José Mourinho, em jogo de preparação para a próxima temporada, disputado no Estádio Municipal da Bela Vista, em Lagoa. A equipa italiana, …

Benfica abre investigação para averiguar eventuais conflitos de interesses de Vieira

O SL Benfica vai abrir uma investigação interna para averiguar eventuais conflitos de interesses durante a presidência de Luís Filipe Vieira. O clube diz que não pode afirmar nem excluir a "eventual existência no passado de …

Estados Unidos e Rússia em diálogo discreto em Genebra para estabilizar relações

Delegações dos Estados Unidos e da Rússia continuaram esta quarta-feira, em Genebra, o diálogo iniciado na mesma cidade pelos respetivos presidentes, Joe Biden e Vladimir Putin, em junho, para discutir a estabilidade estratégica entre as …

Primeira medalha para Portugal nos Jogos Olímpicos

Jorge Fonseca conseguiu a medalha de bronze no judo. Cãibras condicionaram o acesso do português à final. "Quero ser o maior desportista nacional de todos os tempos", comentou. Portugal entrou para a lista de países com …

Marcelo pressiona Governo a virar a página, deixa recado à oposição e passa batata quente a Costa

Marcelo Rebelo de Sousa foi o convidado especial do programa Circulatura do Quadrado. Sem vestir a pele de comentador, o Presidente da República pediu ao Governo um "novo discurso" de transição para o pós-pandemia, uma …

Com as eleições à porta, escolha de listas de candidatos autárquicos cria nova guerra no PS-Braga

O PS-Braga, que já tinha estado em clima de tensão depois da escolha do candidato autárquico Hugo Pires, abre agora uma nova guerra: as listas de candidatos autárquicos não foram votadas. Segundo o Observador, a queixa …

"Príncipes da Torre". Um dos crimes mais misteriosos de sempre pode ter sido resolvido

Novas evidências sugerem que Ricardo III pode mesmo ter ordenado o assassinato de dois príncipes em Inglaterra. É talvez uma das maiores histórias de mistério de assassinato da história britânica — um jovem rei e o …

Vem aí o draft da NBA e Neemias Queta pode fazer história por Portugal

Neemias Queta pode fazer história ao tornar-se o primeiro português a jogar na NBA, a principal liga de basquetebol dos Estados Unidos e do mundo. Nesta madrugada de quinta-feira, dia 29, para sexta-feira, dia 30, a …

Acordo de Concertação prevê licenças e apoios fiscais à formação

Já se conhecem algumas das medidas previstas no Acordo de Formação Profissional e Qualificações, assinado ontem pelo governo, confederações patronais e UGT. O governo, as confederações patronais e a UGT assinaram, esta quarta-feira, o Acordo de …