Porcos e roedores podem respirar pelo rabo (e esta pode ser uma descoberta muito importante)

Um novo estudo revela que os porcos e roedores também conseguem respirar através do rabo, o que pode ser, na verdade, uma boa notícia para nós, humanos.

De acordo com o site Live Science, um grupo de cientistas chegou a esta conclusão quando tentava encontrar uma alternativa à ventilação mecânica, um método invasivo em que um ventilador injeta ar nos nossos pulmões através de um tubo na traqueia (e de que muito se ouviu falar com a pandemia da covid-19 e a sobrelotação dos hospitais).

À procura de uma nova solução, os investigadores inspiraram-se em animais marinhos que usam os intestinos para respirar, como os pepinos-do-mar e alguns peixes, e tentaram perceber se havia mamíferos que também possuíam esta capacidade.

Inicialmente, a equipa fez algumas experiências com ratos, tendo desenvolvido um sistema de ventilação para ser inserido de forma anal. Alguns animais receberam ventilação através deste sistema e outros não receberam qualquer ventilação, sendo o grupo de controlo.

Sem a ventilação intestinal, os ratos colocados num ambiente com baixo oxigénio sobreviveram durante apenas cerca de 11 minutos. Com o sistema de ventilação, 75% das cobaias sobreviveu durante 50 minutos, graças a uma injeção de oxigénio que atingiu os seus corações.

Segundo o site Science Alert, este é um resultado fascinante, mas exigiu a abrasão da mucosa intestinal para conseguir o fornecimento mais eficiente de oxigénio ao lúmen intestinal. O grupo de ratos que recebeu a ventilação intestinal sem este processo só sobreviveu, em média, 18 minutos.

De seguida, a equipa tentou usar respiração líquida nestes roedores e em porcos, com recurso a perfluorodecalina (PFD), um fluorocarbono líquido que pode ser infundido com uma grande quantidade de oxigénio (este método já é usado, por exemplo, em bebés com dificuldades respiratórias graves).

Tal como as primeiras experiências, os ratos estavam num ambiente com pouco oxigénio. Depois de uma injeção de apenas um mililitro do líquido, as melhorias dos roedores persistiram durante cerca de 60 minutos.

No caso dos porcos, os cientistas injetaram o PFD nas nádegas dos suínos com um tubo comprido. Em comparação com os que não receberam este tratamento, os porcos melhoraram ao nível da saturação de oxigénio no sangue e a sua pele voltou a ficar mais quente e com mais cor.

Uma injeção de 400 mililitros suportou estas melhorias durante cerca de 18 a 19 minutos e a equipa ainda descobriu que poderia dar mais doses aos porcos, sem haver efeitos secundários percetíveis.

Apesar de os resultados serem promissores, os investigadores destacam que ainda é necessária mais investigação, sobretudo para perceber se a abordagem é segura e eficaz em humanos. A equipa pretende iniciar um ensaio clínico com vários pacientes já no próximo ano.

O estudo foi publicado, a 14 de março, na revista científica Med.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …

Mulher recebe quatro certificados de imunidade - e nenhum é válido

O governo da Hungria está a emitir cartões que garantem que determinada pessoa, na teoria, é imune ao coronavírus. Mas nem tudo corre bem. A vida nas ruas da Hungria é diferente do que se vive …