Porcos e roedores podem respirar pelo rabo (e esta pode ser uma descoberta muito importante)

Um novo estudo revela que os porcos e roedores também conseguem respirar através do rabo, o que pode ser, na verdade, uma boa notícia para nós, humanos.

De acordo com o site Live Science, um grupo de cientistas chegou a esta conclusão quando tentava encontrar uma alternativa à ventilação mecânica, um método invasivo em que um ventilador injeta ar nos nossos pulmões através de um tubo na traqueia (e de que muito se ouviu falar com a pandemia da covid-19 e a sobrelotação dos hospitais).

À procura de uma nova solução, os investigadores inspiraram-se em animais marinhos que usam os intestinos para respirar, como os pepinos-do-mar e alguns peixes, e tentaram perceber se havia mamíferos que também possuíam esta capacidade.

Inicialmente, a equipa fez algumas experiências com ratos, tendo desenvolvido um sistema de ventilação para ser inserido de forma anal. Alguns animais receberam ventilação através deste sistema e outros não receberam qualquer ventilação, sendo o grupo de controlo.

Sem a ventilação intestinal, os ratos colocados num ambiente com baixo oxigénio sobreviveram durante apenas cerca de 11 minutos. Com o sistema de ventilação, 75% das cobaias sobreviveu durante 50 minutos, graças a uma injeção de oxigénio que atingiu os seus corações.

Segundo o site Science Alert, este é um resultado fascinante, mas exigiu a abrasão da mucosa intestinal para conseguir o fornecimento mais eficiente de oxigénio ao lúmen intestinal. O grupo de ratos que recebeu a ventilação intestinal sem este processo só sobreviveu, em média, 18 minutos.

De seguida, a equipa tentou usar respiração líquida nestes roedores e em porcos, com recurso a perfluorodecalina (PFD), um fluorocarbono líquido que pode ser infundido com uma grande quantidade de oxigénio (este método já é usado, por exemplo, em bebés com dificuldades respiratórias graves).

Tal como as primeiras experiências, os ratos estavam num ambiente com pouco oxigénio. Depois de uma injeção de apenas um mililitro do líquido, as melhorias dos roedores persistiram durante cerca de 60 minutos.

No caso dos porcos, os cientistas injetaram o PFD nas nádegas dos suínos com um tubo comprido. Em comparação com os que não receberam este tratamento, os porcos melhoraram ao nível da saturação de oxigénio no sangue e a sua pele voltou a ficar mais quente e com mais cor.

Uma injeção de 400 mililitros suportou estas melhorias durante cerca de 18 a 19 minutos e a equipa ainda descobriu que poderia dar mais doses aos porcos, sem haver efeitos secundários percetíveis.

Apesar de os resultados serem promissores, os investigadores destacam que ainda é necessária mais investigação, sobretudo para perceber se a abordagem é segura e eficaz em humanos. A equipa pretende iniciar um ensaio clínico com vários pacientes já no próximo ano.

O estudo foi publicado, a 14 de março, na revista científica Med.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Tal é a qualidade de Portugal, que o treinador da Hungria "podia ser motorista ou roupeiro"

O selecionador da Hungria, o italiano Marco Rossi, afirmou hoje que "até podia ser o motorista ou rapaz dos equipamentos" da seleção portuguesa, tal é a qualidade dos jogadores lusos que vão disputar o Euro2020. “Estamos …

Destroços de avião descobertos no fundo de um lago nos EUA podem pôr fim a um mistério de 56 anos

Trabalhadores que testam equipamentos de investigação subaquática dizem ter encontrado os destroços de um pequeno avião nas profundezas do lago Folsom, na Califórnia. A confirmar-se, podem ter resolvido um mistério com 56 anos. As imagens de …

Norte-americanos envolvidos na fuga de Carlos Ghosn declaram-se culpados

Os dois norte-americanos acusados de ajudarem o ex-presidente da Nissan Carlos Ghosn a fugir do Japão quando aguardava julgamento em liberdade sob fiança declararam-se esta segunda-feira culpados perante a justiça japonesa. De acordo com fontes da …

Enfermeira tentou provar que as vacinas tornam as pessoas magnéticas (mas não correu como previsto)

Na semana passada, a enfermeira negacionista de Ohio Joanna Overholt tentou, durante uma sessão legislativa, provar que as vacinas contra a covid-19 tornam as pessoas magnéticas. Mas não foi bem sucedida. O teste do íman resulta …

Foda e Kostadinov: as recordações à volta do Áustria-Macedónia do Norte

O selecionador da Áustria e um dos jogadores da Macedónia do Norte trouxeram memórias dos anos 90. O jogo entre Áustria e Macedónia do Norte, que terminou com vitória austríaca por 3-1, não estava propriamente na …

Paquistão. Quem não se vacinar pode ficar sem acesso ao telemóvel

O governo regional de Punjab, no Paquistão, decidiu que os cidadãos que não se vacinarem contra a covid-19 "ao fim de um certo tempo" podem ver o cartão SIM do seu telemóvel bloqueado. "Estamos a fazer …

Seleção Nacional testa negativo na véspera da estreia no Europeu

Depois do susto de João Cancelo, que testou positivo ao novo coronavírus, a seleção nacional respira de alívio na véspera da estreia no Europeu, depois de ter testado negativo à covid-19. Esta segunda-feira de manhã, a …

Associação quer que os testes em eventos culturais sejam gratuitos

A Associação Espetáculo - Agentes e Produtores Portugueses defendeu que os testes de diagnóstico à covid-19 devem ser gratuitos em eventos culturais. A Associação Espetáculo – Agentes e Produtores Portugueses defendeu, este domingo, que os testes …

Advogados repudiam declarações de Cabrita sobre agendamentos do SEF

Um grupo de advogados repudiou as declarações do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, que atribuem a um escritório de advogados a responsabilidade pelo mau funcionamento do sistema de agendamentos para atribuição de vistos de …

Fundo Azul só aplicou um quarto do orçamento desde 2016

O Fundo Azul tem tido um orçamento anual de 13 milhões de euros nos últimos cinco anos, mas não tem gasto três quartos desde 2016. Em cinco anos, o Fundo Azul entregou apenas 17 milhões de …