Poluição pode danificar o cérebro e contribuir para Alzheimer

Já se sabe que ambientes poluídos provocam dificuldades respiratórias, problemas cardíacos e até morte prematura. Agora, um novo estudo traz mais um motivo de alerta: as partículas de compostos de ferro oriundas da poluição do trânsito podem chegar ao cérebro.

Amostras do cérebro de corpos de pessoas que viveram e morreram na Cidade do México – um dos lugares mais poluídos do mundo e onde uma grande nuvem cinzenta paira no ar – foram analisados por um laboratório da Universidade de Lancaster, em Inglaterra.

Pequenas demais para serem vistas a olho nu, nanopartículas de um óxido de ferro chamado magnetita foram encontradas nos tecidos cerebrais. As amostras do México foram comparadas com o mesmo tipo de material recolhido em Manchester.

“Identificamos milhões de partículas de poluição no cérebro. Num grama de cérebro humano, haverá milhares de partículas. É um milhão de oportunidades para essas partículas provocarem danos nas células do cérebro”, explica a investigadora Barbara Maher, da Universidade de Lancaster.

A magnetita pode surgir naturalmente no cérebro em pequenas quantidades, mas as partículas ali formadas têm um formato irregular distinto.

Já as partículas identificadas no estudo são bastante mais numerosas e de formato diferente, arredondado e regular, características que somente poderiam ser criadas nas altas temperaturas de um motor de veículos ou sistema de travagem.

“É uma descoberta. É toda uma nova área para ser investigada e compreendida – se essas partículas de magnetita estão a causar ou a acelerar doenças neurodegenerativas”.

Trata-se de partículas inaladas – as maiores são travadas logo no nariz, mas as menores vão parar aos pulmões e à corrente sanguínea. As minúsculas podem-se ligar aos nervos e seguir diretamente para o cérebro, onde foram encontradas neste estudo.

Uma forte suspeita ainda não comprovada empiricamente é que essas partículas são capazes de quebrar ligações entre as células cerebrais, precisamente como acontece em doenças como o Alzheimer. Apesar de o estudo não provar que a poluição no cérebro causa doenças de forma automática, essa possibilidade não está descartada.

As conclusões do estudo foram publicadas na Proceedings of the National Academy of Sciences.

“Este estudo mostra pela primeira vez que as partículas da poluição podem parar no cérebro. Isto é obviamente muito importante, mas ainda não há provas do papel delas no Alzeihmer”, sublinha Clare Walton, da organização Alzheimer Society.

“As causas da demência são complexas e até hoje não houve pesquisas suficientes para dizer se viver em cidades ou áreas poluídas aumenta o risco da doença”, salienta.

Clare Walton reforça que algumas formas práticas de reduzir os riscos de desenvolver demência incluem exercícios regulares, uma dieta saudável e evitar o fumo.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …

Norte-americano detido depois de usar fundos da covid-19 para comprar um Lamborghini

As autoridades dos Estados Unidos detiveram um empresário que comprou um carro de luxo da marca Lamborghini com dinheiro que recebeu de programas federais para ajudar os afetados pelo novo coronavírus (covid-19). A notícia é …

FC Porto e Benfica disputam Supertaça a 23 de dezembro

O jogo da Supertaça, que vai opor o FC Porto ao Benfica e que deveria a abrir a temporada 2020/21, vai disputar-se a 23 de dezembro, anunciou, esta quarta-feira, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Em …