Polícia procura americano que matou vítima aleatória na rua em directo no Facebook

Steve Stephens / Facebook

Steve Stephens

Steve Stephens

A polícia de Cleveland, nos Estados Unidos, está à procura de um homem que matou a tiro uma vítima escolhida “aleatoriamente” na rua e transmitiu o crime ao vivo pelo Facebook.

O vídeo, de pouco menos de um minuto de duração, mostra o movimento de alguém dentro de um carro, que diz “vou matar este tipo agora“, desce do veículo e interpela um idoso que estava no passeio. Depois de um estampido, aparecem imagens de um corpo na rua, e a pessoa que segura a câmara volta ao veículo.

Identificado pela polícia como Steve Stephens, de 37 anos, o homem diz, num segundo vídeo, que já assassinou 13 pessoas e ainda queria matar outras. “Estou agora a trabalhar no meu 14º”, diz Stephens no vídeo.

O chefe da polícia local, Calvin Williams, confirmou a morte de Robert Godwin, de 74 anos, mas disse não ter conhecimento de outras vítimas. Williams adiantou que “diversos recursos” foram mobilizados na busca de Stephens e fez um apelo para que se entregasse “para receber a ajuda que precisa”.

Segundo a CNN, o FBI está a trabalhar em conjunto com a polícia local nas investigações.

“Não há motivo para mais derramamento de sangue. Precisamos de colocar um ponto final nisto hoje. Precisamos de tirar Stephens das ruas”, afirmou Williams, que acrescentou que o alvo do atacante parece ter sido escolhido aleatoriamente.

Stephens tem claramente um problema“, disse o chefe de polícia.

Robert Godwin Sr / Facebook

Robert Godwin, 74 anos (à direita)

Robert Godwin, 74 anos (à direita)

Segundo Williams, foi emitido um alerta “no Estado de Ohio e além” devido ao incidente “sem sentido”. O chefe da polícia pede que as pessoas não abordem o suspeito, que provavelmente está armado e é perigoso. Acredita-se que Stephens esteja a conduzir um veículo desportivo cor de creme ou branco. O suspeito é alto, com 1.91 m, e negro.

Facebook desmente transmissão ao vivo

Em comunicado, o Facebook adiantou que tem por norma auxiliar as autoridades em casos em que haja “ameaça clara à segurança”. A rede social classificou o ato como um “crime horrível” e acrescentou que “não permite este tipo de conteúdo” no site.

Entretanto, um porta-voz da rede social negou a versão inicial da polícia de que o assassinato tenha sido transmitido no Facebook Live. Segundo o porta-voz, Stevens usou o Facebook Live pelo menos uma vez no domingo, mas o vídeo foi gravado e publicado posteriormente.

Esta não é a primeira vez que um assassinato é publicado ou transmitido ao vivo no Facebook. Em junho do ano passado, um homem foi morto enquanto transmitia imagens de si próprio nas ruas de Chicago. Em março, um homem não identificado foi alvejado 16 vezes durante uma transmissão ao vivo na rede social.

A ferramenta Facebook Live, lançada em 2010, permite que qualquer pessoa com conta no Facebook faça transmissão de vídeo em tempo real.

ZAP // BBC

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Apesar de não ser a favor da pena de morte na maioria das situações, para pessoas doentes como esta, a cura é a cadeira eléctrica.

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante …

Japonês inventa sacos de plástico "comestíveis" (para salvar o veado sagrado de Nara)

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa aos sacos de plástico de compras para proteger o veado sagrado da cidade. Hidetoshi Matsukawa, que trabalha na Nara-ism, um agente de souvenirs, disse, …