Polícia que matou negro desarmado nos EUA acusada de homicídio involuntário

(dr) Tulsa Police Department

Betty Jo Shelby, a agente da polícia de Tulsa que matou um afro-americano desarmado

Betty Jo Shelby, a agente da polícia de Tulsa que matou um afro-americano desarmado

A agente da polícia que, na semana passada, matou um afro-americano desarmado que estava no meio da estrada com o carro avariado, foi acusada de homicídio involuntário.

Segundo o The New York Times, a polícia Betty Jo Shelby, que abateu um afro-americano desarmado na semana passada, foi acusada de homicídio involuntário.

De acordo com os documentos judiciais, a agente de Tulsa, Oklahoma, foi “dominada pelo medo” que o homem, que estava no meio da estrada com o carro avariado, a fosse matar.

A polícia alega que Terence Crutcher, de 40 anos, não estava a responder às suas ordens e que continuava a afastar-se em direção ao carro com os braços ao alto.

Um investigador da procuradoria de Tulsa afirma no mesmo relatório que a agente ficou “emocionalmente envolvida ao ponto de ter exagerado a sua reação”, disparando contra Crutcher, apesar de “não conseguir ver qualquer arma ou indicações de que o homem estivesse armado”.

A procuradoria acusa a polícia de 42 anos de ter cometido um homicídio involuntário por causa “do calor das emoções”, escreve o jornal norte-americano.

De acordo com a lei do estado de Oklahoma, fortes emoções, como o medo e a raiva, podem afetar “a capacidade de se ser racional e incapacitam a mente de agir a sangue frio”.

Shelby, que está em casa com uma licença paga desde o incidente, poderá enfrentar uma pena de prisão não inferior a quatro anos se for declarada culpada.

Segundo as autoridades, já foi emitido um mandado de captura contra a agente em questão e já foram coordenados vários esforços para que esta se entregue.

O caso, que foi divulgado na Internet através de um vídeo, reacendeu novamente o debate sobre a violência policial contra a comunidade afro-americana nos EUA.

Dias depois, um novo caso motivou violentos protestos em Charlotte, uma cidade na Carolina do Norte, que levou o seu governador a declarar o estado de emergência.

Na terça-feira, um polícia abateu Keith Lamont Scott que, segundo as autoridades, estava armado, apesar de não ter sido esclarecido se apontou a arma contra os agentes.

Por sua vez, os familiares do homem de 43 anos asseguram que este estava à espera que um dos seus filhos regressasse da escola e negaram que tivesse uma arma mas sim um livro.

Os protestos continuaram na noite desta quinta-feira, com centenas de pessoas a desafiar o recolher obrigatório, a partir da meia-noite, solicitado pela autarquia.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Entretanto morrem brancos e asiáticos em iguais situações e ninguém faz caso.

    Este ano já são 700 mortos mas “apenas” 180 são africanos. e com os outros ninguém se revolta?

    • A questão não é se os 700 que morreram eram brancos, pretos ou às bolinhas vedes. Nem se morreram mais pretos, brancos, chineses ou hispânicos… A questão é quando morre um gajo (seja de que tonalidade for), com os braços no ar a andar devagar, ou na paragem de autocarro com um livro na mão.

      Quer dizer, coitadinha da polícia com um canhão na mão, que sentiu a sua vida ameaçada por um gajo com os braços no ar a andar em camara lenta. O que faria se fosse a correr, com as mão nos bolsos… Aí então tinha direito de o regar com querosene, imagino… Homicídio involuntário uma bela porra!.. Se ela estava desorientada porque temia pela vida, então o homem é que havia de dizer… Com uma arma apontada às trombas. Devía estar calmíssimo a saber friamente o que fazer. Só porque continuou a andar lentamente, toma lá uma no bucho.

      Então caramba, não se vê perfeitamente, que o homem deve ter ficado em panico por ver uma arma apontada e instintivamente se dirigiu ao carro pra meter as mão sobre o tejadilho?!.. Ele é que já não sabia a quantas andava com uma gaja histérica de arma na mão. Bem se viu o perigo que a instabilidade dela representava! Razão tinha ele pra estar nervoso, como se viu!.. Isto é lindo!.. Anda 50 metros com um canhão em direcção ao gajo, quando ele pára sem fazer nada, aponta e dá-lhe um balásio…

      Se isto é a definição de “involuntário” vou ali abaixo largar uma e volto já.

      • A solução é muito clara.
        Se a policia diz para.. tu paras,

        Nada pode ser mais claro

        se te ensinarem a olhar esquerda e direita antes de atravessar a rua, olhas, senão arriscas-te a levar com um carro

        Certamente viste que o “rapaz” desse incidente tem um longo cadastro criminal, incluindo resistir à autoridade.

        Se vamos começar a dar razão aos bandidos , daqui a pouco policias não podem parar criminosos.

        O problema começa na desobediência à autoridade e acaba com um clima anti policia. pelo meio está o ser-se humano com uma arma na mão

        • Não faço ideia se o assassinado tinha cadastro ou se a polícia tinha conhecimento de tal cadastro. Pessoalmente, se um polícia branco tem uma arma apontada a um negro, e tendo em conta que alguns polícias brancos andam doidos para dar cabo dos negros nos EUA, eu acho muito provável que dito negro não confiasse muito no agente da autoridade e fizesse o que ele lhe mandasse. Acho muito justo que ela seja acusada de homicídio, porque é isso que ela é. Mas o que se pode esperar de um polícia de um país que permite pena de morte? Gente sem moral! Polícias que se armam em juízes e júris! Pela estupidez terão de pagar.

        • Concordo com o seu ponto de vista.
          As lamentaveis mortes que têm vindo a ocorrer, abragem todas as raças, como aqui já foi dito, importando referir que algumas destas mortes de afro-americanos foram cometidas por policias igualmente afro-americanos, portanto, nestes casos, nem se coloca a questão de racismo.
          Estive a ver o video. Não é perceptivel, porque está tapado por 4 polícias (entre eles a “assassina”), o que faz a vitima quando chega ao carro. Não consigo perceber se tem alguma atitude gestual mais repentina que tenha desencadeado os disparos. O que para mim me parece estranho é, porque razão continua a vitima a caminhar ao invés de parar com os braços no ar. Acho que não faz sentido.

  2. A América é racista , começa a ser claro que brancos e negros não podem coabitar , quem fica ? Não sei mas que assim não vai ficar por muitos anos ; não vai . Também em relação às policias do Mundo , estão a pouco e pouco , tornando – se em forças opressoras ao serviço de interesses e governos pouco interessadas na defesa e protecção dos cidadãos , que por sua vez não querem recorrer às mesmas com o receio de que um problema se transforme em dois , que somando a uma justiça lenta e nem sempre justa , leva a que muitos optem , pela justiça pelas próprias mãos e assim vamos por enquanto vivendo

RESPONDER

John Cleese esgota três coliseus em 48 horas

John Cleese vai estar no Coliseu de Lisboa com “Last Time To See Me Before I Die” durante três dias. O humorista britânico esgotou as três datas em apenas 48 horas. Durante esta madrugada (10), a …

Descoberta no Egito múmia de grande animal semelhante a um leão

O Ministério das Antiguidades egípcio anunciou esta segunda-feira que uma equipa de arqueólogos desenterrou uma múmia de um grande animal incomum, semelhante a um leão ou uma leoa. “É um animal muito estranho, como um gato …

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …