Polícia belga continua buscas a dois terroristas em Bruxelas

saigneurdeguerre / Flickr

Bruxelas em alerta máximo

Dois suspeitos envolvidos nos tiroteios de ontem na comuna de Forest, em Bruxelas, continuam em fuga e são procurados pela polícia, anunciou esta quarta-feira o procurador federal belga.

O procurador Frédéric van Leeuw informou, numa conferência de imprensa, que no apartamento alvo de buscas, onde os dois suspeitos se encontravam e onde tiveram início as trocas de tiros, foram encontrados um livro sobre salafismo e uma bandeira do Daesh (acrónimo árabe da organização terrorista Estado Islâmico).

Um terceiro homem foi morto durante a grande operação antiterrorista desencadeada na terça-feira, depois de quatro polícias – três belgas e uma agente francesa – terem sido feridos sem gravidade quando realizavam buscas num apartamento, no quadro dos inquéritos aos atentados de Paris em novembro passado, e foi já identificado durante a última noite.

O agressor morto, identificado como Belkaïd Mohammed, é de nacionalidade argelina e encontrava-se ilegalmente na Bélgica, indicou a procuradoria federal.

Raide na Rue du Dries

Numa conferência de imprensa muito concorrida – as revistas aos mais de 100 jornalistas que compareceram levaram a um atraso de mais de uma hora relativamente ao início previsto -, os membros do Ministério Público belga não permitiram perguntas aos jornalistas, apontando que “no interesse da investigação ainda em curso”, iriam limitar-se a ler o comunicado de imprensa a descrever os factos que podem nesta fase ser divulgados.

A procuradoria confirmou que, no quadro das investigações abertas após os ataques de 13 de novembro em Paris, que fizeram mais de 130 mortos e foram reivindicados pelo autoproclamado Estado Islâmico -, foram já levadas a cabo mais de 100 perquisições na Bélgica.

A de terça-feira, na Rue du Dries, foi conduzida por uma equipa mista de seis agentes – quatro belgas e dois franceses -, que foram surpreendidos à chegada ao apartamento alvo de rusga por tiros de armas pesadas, ferindo três agentes sem gravidade assim que entraram no local.

Um dos ocupantes do apartamento, o cidadão argelino de 35 anos, foi morto por um elemento das forças especiais belgas, quando estava armado com uma kalashnikov e continuava a visar a polícia a partir de uma janela.

Dois outros ocupantes do apartamento, que não tiveram a identidade revelada para salvaguardar as operações ainda em curso, conseguiram fugir e estão a ser “ativamente procurados”.

No apartamento, ao lado do cadáver do homem argelino, foram encontrados um livro sobre salafismo, uma bandeira do Daesh, 11 carregadores de kalashnikov e muitas munições, mas nenhum explosivo, prosseguiu o procurador.

Ao longo da noite foram realizadas diversas outras perquisições, que resultaram na descoberta de uma outra arma kalashnikov e na detenção de uma pessoa, que ainda se desconhece se estará relacionada com os acontecimentos.

A procuradoria federal informou ainda que um homem foi admitido num hospital de Bruxelas com uma perna partida, mas que ainda não pôde ser ouvido pelas autoridades policiais, que procuram pistas de uma eventual relação com os tiroteios de Forest, já que a pessoa que levou o indivíduo ao hospital fugiu assim que a polícia local chegou ao estabelecimento hospitalar.

Agência Brasil

PARTILHAR

RESPONDER

Pensões entre 877 e 2600 euros têm aumento mínimo de 6,14 euros

Os pensionistas que ganham entre 877,6 e os 2558 euros brutos por mês vão ter aumentos acima dos 0,24% que inicialmente se calculou com base na taxa de inflação (sem habitação) apurada até novembro do …

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …

CDS/Congresso: Carlos Meira disponível para acordo que vença João Almeida

Carlos Meira, candidato à liderança do CDS-PP, admite estar disponível para se unir a Filipe Lobo d'Ávila e Francisco Rodrigues dos Santos para vencer João Almeida e lutar "contra o sistema". Carlos Meira, militante de Viana …

Manuais gratuitos também no privado e no cooperativo. Iniciativa Liberal quer igualdade na Educação

O Iniciativa Liberal (IL) propôs uma alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na área da educação, que passa por fornecer manuais escolares gratuitos a todos os alunos da escolaridade obrigatória, quer frequentem o ensino …

Bezos lembra que Governo saudita assassinou um jornalista. ONU pede investigação a pirataria

Dois peritos das Nações Unidas dizem que Mohammed Bin Salman acedeu a informações pessoais de Jeff Bezos para tentar influenciar cobertura do The Washington Post sobre a Arábia Saudita. Depois de uma investigação do The Guardian …

MAI abre inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por agente da PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) já abriu um inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por um agente da PSP, na Amadora, de maneira a apurar responsabilidades. "O Ministro da Administração Interna …

Ronaldo volta a marcar e Sarri só tem de agradecer a Dolores por criar um espécime assim

Cristiano Ronaldo leva quatro jogos consecutivos a marcar e mais de 30 golos esta temporada, entre clube e seleção. Sarri disse que o mérito é de Dolores, "por criar uma espécime assim". A Juventus derrotou, esta …

Ana Gomes apontada à Presidência. "Costa jamais permitirá"

O antigo eurodeputado socialista Francisco Assis lançou o nome da também antiga eurodeputada do PS Ana Gomes como possível candidata à Presidência da República, manifestando desde logo o seu apoio a uma eventual candidatura. "Acho …

Silas deve deixar o Sporting no fim da época (ou até antes)

O Jogo escreve que Silas deverá deixar o Sporting no fim desta temporada, havendo também a possibilidade de sair antes do fim do mês de maio. O desportivo, que avança a notícia esta quinta-feira, adianta …

Taxa para descolagens e aterragens no Montijo reduz fatura da ANA em oito milhões

Uma das decisões da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que fazem parte da aprovação da construção do novo aeroporto do Montijo é a criação de uma taxa de 4,5 euros a aplicar a cada movimento …