Plásticos também produzem gases com efeito de estufa

Provavelmente nunca lhe passou pela cabeça, mas o plástico é uma fonte importante de gases com efeito de estufa – especialmente os sacos de plástico, que produzem metano enquanto se degradam.

Essas emissões que, em especial, os sacos de plástico produzem, nomeadamente de metano e etileno, não têm sido tidas em conta nos cálculos dos cientistas sobre a influência nas alterações climáticas da libertação de gás com efeito de estuda na atmosfera, indica o estudo, publicado no dia 1 deste mês na PLOS ONE.

Os investigadores fizeram testes em todos os tipos de produtos, como garrafas de água, sacos, embalagens e produtos industriais, e concluíram que o polietileno, o polímero mais usado, era o emissor “mais prolífico”.

Ainda que não tenham sido determinadas as quantidades de gases libertados, os investigadores advertem que é urgente fazê-lo, tendo em conta as oito mil milhões de toneladas de plástico no planeta, e uma produção que deve duplicar nas próximas décadas.

Citada pela BBC, Sarah-Jeanne Royer, investigadora da Universidade do Havai, explicou que esta descoberta foi completamente acidental. Os cientistas mediam o gás metano proveniente da atividade biológica da água do mar, quando perceberam que as garrafas de plástico que usavam com as amostras produziam mais metano do que os insetos aquáticos.

“Foi uma descoberta totalmente inesperada”, afirmou Royer, explicando que membros da equipa de investigação estavam a usar frascos de polietileno para estudar a produção biológica de metano e estranharam as concentrações muito maiores do que o esperado, descobrindo então que parte das emissões vinha da própria garrafa.

Além disso, a equipa descobriu que o plástico mais usado, o que serve para fazer os tradicionais sacos de supermercado, é o que produz maior quantidade de gases com efeito de estufa, que aumenta com a temperatura. Depois de 212 dias ao sol esse plástico emitia 176 vezes mais metano do que no início da experiência.

Ao atuar na superfície do plástico, a radiação solar vai acelerando a produção de gás, que acontece mesmo no escuro, explicam os investigadores no artigo científico. Até agora, a ligação entre os plásticos e as alterações climáticas centrava-se no uso de combustíveis fósseis para produzir esses plásticos.

Segundo Ashwani Gupta, cientista da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, o polietileno de baixa densidade emite etileno, metano e propano, mesmo a baixas temperaturas, o que contribui para as emissões de gases com efeito de estufa.

Ainda que as quantidades de metano e etileno produzidas a partir do plástico sejam pequenas, Royer fez questão de advertir que à medida que o plástico se rompe mais superfície fica exposta, aumentando a quantidade de gases que chega à atmosfera.

“Se olharmos para todo o plástico produzido desde 1950 ele está quase todo ainda no planeta, apenas se está a decompor e pedaços cada vez mais pequenos”, detalhou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Câmara de Lisboa admite que SMS da EMEL foi uma situação "excecional"

A Proteção Civil municipal "considerou relevante" utilizar a base de dados da EMEL para enviar a SMS sobre os riscos da tempestade Leslie, "dada a necessidade de alertar o maior número de pessoas", revelou o …

China diz que campos de reeducação no Xinjiang servem para "treinos vocacionais"

O governador da região do Xinjiang, extremo noroeste da China, descreveu hoje o internamento massivo de membros da minoria étnica chinesa de origem muçulmana uigure como um "sistema de formação" que "salva" do extremismo religioso. Shohrat …

Rio acusa Governo de "partidarização" ao escolher Galamba para secretário de Estado

O presidente do PSD, Rio Rio, acusou esta segunda-feira o Governo de estar a “partidarizar a pasta da Energia”, reagindo a notícias que dão conta de que o deputado do PS João Galamba é o …

Encontrado vestígio de vida animal mais antigo de sempre

Investigadores da Universidade da Califórnia afirmam ter descoberto o vestígio mais antigo de vida animal conhecido, de formas de vida que existiram há mais de 635 milhões de anos. O estudo publicado esta segunda-feira na revista …

Inundações no sul de França fazem 12 mortos

O número de mortos nas inundações na zona de Carcassonne, na região de Aude, no sudoeste de França, subiu para 12, anunciaram nesta segunda-feira as autoridades, referindo que há uma pessoa desaparecida. O primeiro-ministro francês, Édouard …

Ursos polares famintos estão a comer baleias (e isso ajuda-os a sobreviver ao aquecimento)

Há mais de um ano, ursos polares reuniram-se num ilha ao largo da costa norte da Sibéria para devorar uma baleia morta. Um estudo recente defende que, no passado geológico, os ursos polares podem ter …

Morreu Paul Allen, cofundador da Microsoft

Paul Allen, cofundador da Microsoft, morreu com 65 anos durante a tarde desta segunda-feira, anunciou a sua empresa, a Vulcan Inc, em nome da família.  Paul Allen tinha retomado recentemente tratamentos contra um linfoma não-Hodgkin, diagnosticado …

Todas as missões da NASA deveriam procurar vida extraterrestre

A procura por sinais de vida alienígena deve fazer parte de todas as missões futuras da NASA. A organização deve expandir o seu leque sobre possíveis sinais extraterrestres, de forma a conseguir identificá-los, aponta um …

Cientistas alcançam a primeira aceleração de eletrões em ondas de plasma

Físicos demonstraram uma nova técnica para acelerar eletrões a energias muito altas em distâncias muito curtas, uma técnica que permitirá alcançar novos avanços na física de partículas a preços mais modestos. O Large Hadron Collider (LHC) …

Casais de ratos do mesmo sexo tiveram crias

Cientistas da Academia Chinesa fizeram nascer crias de ratos de casais do mesmo sexo através de uma nova técnica que utiliza células estaminais modificadas. A nova técnica desenvolvida pelos cientistas chineses mistura células estaminais modificadas que …