/

Plásticos do Reino Unido são enviados, despejados e queimados na Turquia

1

Uma investigação levada a cabo por ativistas ambientais da Greenpeace descobriu plástico do Reino Unido despejado e queimado no sul da Turquia.

Os investigadores da Greenpeace, uma organização ambientalista internacional, documentaram pilhas de plástico despejadas ilegalmente na beira da estrada, em campos e em cursos de água em 10 locais de resíduos no sul da Turquia.

Entre os resíduos, foram encontradas evidências de embalagens e sacos plásticos dos principais supermercados do Reino Unido. Foi também encontrada uma embalagem de um teste rápido de antígeno na província de Adana, o que indica que o resíduo tinha menos de um ano.

De acordo com o Independent, a organização condenou o despejo de lixo noutros países e pediu ao Governo britânico, liderado por Boris Johnson, que “assuma o controlo” do problema.

“É horrível ver o plástico das prateleiras dos supermercados britânicos a 3.000 quilómetros de distância, em pilhas em chamas ao lado das estradas turcas”, comentou Nina Schrank, ativista da Greenpeace.

“Devemos parar de despejar os nossos resíduos plásticos noutros países. O cerne do problema é a superprodução – o Reino Unido é o segundo país no mundo que mais produz lixo plástico, ficando apenas atrás dos Estados Unidos”, acrescentou.

Desta forma, a Greenpeace pediu ao Governo que proíba as exportações de resíduos de plástico e reduza o plástico de uso único em 50% até 2025.

Nihan Temiz Atas, líder de projeto da Greenpeace Mediterrâneo, revelou que a Turquia está a ser “sobrecarregada” por 241 camiões de lixo plástico que chegam todos os dias de toda a Europa. “O lixo plástico vindo do Reino Unido para a Turquia é uma ameaça ambiental, não uma oportunidade económica”, afirmou.

  Liliana Malainho, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.