Há uma assustadora planta gigante que causa queimaduras de terceiro grau

gavin_edmondstone / Flickr

Heracleum mantegazzianum

Se Hollywood quisesse fazer um filme sobre uma horrível invasão de plantas, a Heracleum mantegazzianum era uma ótima candidata ao papel principal. A planta, conhecida como “hogweed”, pode causar queimaduras de terceiro grau.

A gigante hogweed, listada como nociva em, pelo menos, oito estados norte-americanos, foi vista na Virgínia pela primeira vez na semana passada. De acordo com a Universidade Tecnológica da Virgínia, nos Estados Unidos, cerca de 30 destas plantas foram encontradas no condado de Clarke.

Os moradores locais ficaram muito assustados e foram alertados para se manterem atentos, devido à probabilidade de a hogweed voltar a fazer uma visita.

Nativa da região do Cáucaso, na Europa oriental e Ásia ocidental, a planta parece uma versão enorme da hogweed comum, que é benigna. No entanto, pelo contrário, a Heracleum mantegazzianum pode causar queimaduras graves na pele, mesmo se uma pessoa apenas se encostar aos seus galhos.

As cerdas presentes nos galhos da planta emitem uma seiva desagradável que irrita a nossa pele, causando severos danos através da exposição à luz solar e aos raios ultravioleta. As pessoas que entram em contacto com a hogweed ganham bolhas enormes na pele que podem deixar cicatrizes e sensibilidade à luz durante vários anos.

Esta planta é um autêntico monstro disfarçado. A sua aparência pode até não demonstrar que a hogweed é perigosa, mas esta planta pode crescer mais de quatro metros, espalhando as suas folhas gigantescas e produzindo aglomerados de flores brancas em forma de guarda-chuva.

Na Grã Bretanha, a hogweed foi utilizada como planta “ornamental” de jardim, no século XIX. Apenas algumas décadas depois, a hogweed foi também introduzida na América do Norte, copiando assim o erro cometido pela Grã Bretanha. Desde então, trava-se uma dura batalha de modo a deter a marcha invasiva desta terrível planta.

Evitar a disseminação desta planta não é uma tarefa fácil. As suas sementes (e cada exemplar de hogweed pode ter milhares) permanecem viáveis no solo durante vários anos.

“Em alguns casos, uma infestação de hogweed gigante é melhor controlada se for usado um plano de ataque de dois, três ou mesmo quatro frentes”, explica o Departamento de Conservação Ambiental de Nova York.

Os métodos envolvem cortar as raízes da planta, remover as cabeças das sementes, destrui-las quando ainda são pequenas e usar herbicida. E é claro: nada disto é possível fazer sem equipamentos de proteção.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Afinal, o buraco negro mais próximo da Terra pode não ser um buraco negro

Um objeto identificado no início deste ano como o buraco negro mais próximo da Terra pode, afinal, não o ser. Depois de reanalisar os dados, diferentes equipas de cientistas concluíram que o sistema HR 6819 …

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …