Piloto belga terá confessado assassinato do secretário-geral da ONU em 1961

Dag Hammarskjöld, secretário-geral da ONU, morreu na queda de um avião quando tentava negociar a paz no Congo, e o desastre continua a ser investigado até hoje

É um mistério com mais de cinco décadas cujo desfecho pode estar agora mais próximo,  mas ainda sem provas.

Em 1961, o diplomata sueco Dag Hammarskjöld, então secretário-geral das Nações Unidas, morreu na queda de um avião na antiga Rodésia do Norte (a atual Zâmbia), no Sul do continente africano, em plena missão de paz.

Desde então, as causas do desastre continuam a ser motivo de intenso debate. Oficialmente, ter-se-á tratado de um acidente causado por um erro de pilotagem. Mas tanto as Nações Unidas como a Suécia continuam a investigar a possibilidade de um atentado até hoje.

Um novo documentário com testemunhos inéditos sobre o principal suspeito do abate do avião vem reforçar a tese de que o secretário-geral da ONU foi vítima de um ataque.

Cold Case Hammarskjöld estreia no final do mês no festival de cinema de Sundance, nos EUA. Segundo o The Guardian, o realizador, o dinamarquês Mads Brügger, e o detetive sueco Göran Björkdahl, entrevistaram amigos e outras pessoas próximas de Jan van Risseghem, um piloto mercenário belga ao serviço dos separatistas da região congolesa de Katanga que já tinha sido apontado como suspeito.

Um destes amigos, Pierre Coppen, revela pela primeira vez que Risseghem ter-lhe-á confessado que abateu o aparelho de Hammarskjöld. “Eu cumpri a missão. E depois tive de sair dali para salvar a minha vida”, terá dito Risseghem a Coppen, que afirma que o belga não saberia que Hammarskjöld estava a bordo do avião alvo do ataque.

O nome de Risseghem era apontado como o principal suspeito da autoria de um possível ataque, logo no dia do acidente, num telegrama diplomático norte-americano que foi mantido sob segredo durante décadas.

Risseghem, que morreu em 2007, sempre negou qualquer envolvimento na queda do avião, tendo mesmo apresentado como álibi os seus diários de voo, que indicariam que estaria de folga na data em que o avião do secretário-geral se despenhou nos arredores da cidade de Ndola. No entanto, outro antigo piloto mercenário em Katanga entrevistado no documentário, Roger Bracco, afirma que os registos terão sido forjados.

Risseghem nunca foi entrevistado pelas autoridades ou jornalistas diretamente sobre a morte de Hammarskjöld, mas acompanhava as notícias. Em entrevista com o historiador da aviação Leif Hellström na década de 90, Risseghem enfatizou que não estava no sul da África no momento da queda e descrevou a ideia de um ataque como “contos de fadas”.

O documentário explora também as extensas relações entre este piloto belga e o Reino Unido. Risseghem, que durante a juventude escapou ao avanço das tropas nazis fugindo para Portugal e dali para Inglaterra, juntou-se à Royal Air Force – força aérea britânica – e participou no esforço de guerra aliado, tendo sido condecorado. Era filho de mãe inglesa e casou-se com uma mulher britânica.

Após a II Guerra Mundial, Risseghem colocou a sua experiência de pilotagem ao serviço dos separatistas de Katanga, a principal região mineira da recém-independente República do Congo. Os rebeldes contavam com apoio da Bélgica e de grandes empresas ocidentais interessadas na exploração dos recursos naturais da região.

Hammarskjöld, por sua vez, estava a trabalhar na negociação da paz entre o Katanga de Moise Tshombe e a República do Congo, preocupado com a viabilidade e integridade da antiga colónia belga e com o risco de um precedente para outros conflitos num continente que se estava a libertar do colonialismo.

Sem apoio dos EUA ou do Reino Unido, o secretário-geral da ONU deslocava-se a África em segredo. Em 1961, o avião em que seguia caiu a meio da noite numa área montanhosa da atual Zâmbia. A bordo estavam outras 15 pessoas. Quinze morreram de imediato e a outra morreu duas semanas depois.

Antes de morrer, a 16ª vítima disse aos investigadores que vira “faíscas no céu” momentos antes do desastre. As Nações Unidas reabriram o caso em 2015 mas, até ao momento, o mistério prevalece.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …

Quim Torra acusa Governo espanhol de tentar "excluir um presidente no meio de uma pandemia"

Um recurso do presidente separatista catalão Quim Torra contra uma condenação por desobediência que pode afastá-lo do exercício de cargos públicos durante ano e meio foi analisado na quinta-feira pelo Supremo Tribunal de Espanha. Antes …

Cinco anos depois, Volkswagen nega reembolso a 125 mil portugueses lesados

A marca alemã Volkswagen respondeu à Deco Proteste, cinco anos após o caso "dieselgate", informando que não irá indemnizar mais consumidores, tendo em vista os processos judiciais em curso. Segundo noticiou esta sexta-feira a Madremedia, em …

Novo recorde em cinco meses. Mais 780 casos por covid-19 em Portugal

Portugal regista mais seis mortos e 780 casos de infeção por covid-19 esta sexta-feira, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Os números revelados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde …