Pharol admite processar Zeinal Bava

LinkedIn

Luís Palha da Silva, presidente do Conselho de Administração da Pharol (antiga PT SGPS)

Luís Palha da Silva, presidente do Conselho de Administração da Pharol (antiga PT SGPS)

O presidente do Conselho de Administração da Pharol, Luís Palha da Silva, admite a possibilidade de vir a processar o ex-presidente da PT, Zeinal Bava, mas não há calendário para que tal aconteça de imediato.

Os acionistas da Pharol, antiga PT SGPS, aprovaram esta quarta-feira a autorização para que a empresa possa comprar e vender ações próprias.

Questionado porque razão Zeinal Bava não faz parte dos processos que estão a decorrer com os antigos administradores da PT, entre eles Henrique Granadeiro, Luís Palha da Silva afirmou que “tudo tem de ter uma explicação quanto ao tempo e nem todos os processos que são feitos contra um administrador têm de ser aplicados contra outros administradores”.

“Essa decisão não está tomada no Conselho de Administração sobre a pessoa em concreto, embora não seja de excluir. Não temos nenhum calendário para que isso possa acontecer de imediato”, disse o presidente da Pharol aos jornalistas, no final da reunião magna de acionistas da empresa.

Esta assembleia-geral aconteceu um mês depois de a Pharol ter anunciado que tinha dado entrada no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa a primeira ação de responsabilidade contra os ex-administradores Henrique Granadeiro, Pacheco de Melo e Amílcar Pires devido aos investimentos de 897 milhões de euros na Rioforte, do Grupo Espírito Santo (GES).

No final de junho de 2014, foi tornado público que as aplicações na Rioforte, datadas de abril de 2014, ascendiam no seu conjunto a 897 milhões de euros. Estes instrumentos de dívida acabariam por vencer a 15 e 17 de julho do mesmo ano, sem a PT SGPS (atual Pharol SGPS) conseguir obter aquele montante.

A situação culminaria na saída de Henrique Granadeiro, na altura presidente executivo e do conselho de administração da PT SGPS, a 07 de agosto do ano passado, e mais tarde de Zeinal Bava da Oi.

Questionado se espera recuperar o investimento no papel comercial da Rioforte, Luís Palha da Silva afirmou: “A nós anima-nos não apenas o dever fiduciário de responsabilizar, em nome dos nossos acionistas, quem eventualmente tenha praticado atos gestão que consideramos menos corretos, mas também, obviamente, a possibilidade que os acionistas e a empresa possam ser ressarcidos” dos prejuízos causados.

Qualquer processo que a Pharol mova “terá essas duas motivações”, acrescentou o gestor.

Sobre a eventual venda da Unitel, participada da empresária angolana Isabel dos Santos, pela Oi, a Pharol, que detém 27,18% da operadora brasileira, vê com bons olhos.

“Aprovamos totalmente os eixos estratégicos da Oi” e entre eles estão o reforço do balanço, que passa pela venda de ativos “que são menos importantes para o desenvolvimento da Oi”.

Ora, “a Oi é um deles”, disse.

“Ficaremos muito satisfeitos” se for possível chegar a um acordo, concluiu sobre o assunto.

No que respeita a uma eventual fusão entre a Oi e a TIM, o presidente da Pharol recordou que um dos eixos estratégicos da operadora brasileira “é participar ativamente em processo de consolidação”.

“Esse potencial da operação com a TIM é uma das oportunidades que vai ser estudada e nós, obviamente, suportamos totalmente”, acrescentou.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Detetadas outras nove misteriosas rajadas rápidas de rádio que se repetem

Foram detetadas nove outras Rajadas Rápidas de Rádio (FRB) que se repetem entre as 700 já identificadas desde outubro de 2018 pelo projeto científico CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment), que se baseia num telescópio localizado …

"Não é completamente de loucos" pensar que há vida em Mercúrio

Há a possibilidade, ainda que pequena, de que Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, possa abrigar vida, concluiu uma nova investigação. "É possível que, enquanto houver água, as temperaturas [no planeta] sejam apropriadas para …

O porta-aviões mais avançado do mundo tem um problema inesperado nas suas casas de banho

O porta-aviões de propulsão nuclear USS Gerald R. Ford, o mais avançado da Marinha dos Estados Unidos, tem um problemas nas suas casas de banho, que precisam de ser lavadas com ácido regularmente. De acordo com …

Retirada dos ricos, colapso dos transportes e medo do contacto. As cidades no pós-pandemia

Mesmo depois de a pandemia do novo coronavírus diminuir e voltar a ser seguro estar com outras pessoas, a sociedade pode nunca mais ser a mesma. A atual pandemia de Covid-19 está a mudar rapidamente a …

"Quando a Alemanha disser que há eurobonds, os holandeses vão pastar para outras paragens"

Ana Gomes mostrou-se satisfeita com a atuação de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa durante esta pandemia. A ex-eurodeputada deixou ainda duras críticas aos holandeses, que diz irem pastar para outras paragens quando os …

Coreia do Norte diz não ter casos de covid-19 (mas terá pedido ajuda secretamente)

Apesar de negar ter casos de infeção por covid-19, o novo coronavírus oriundo da China, a Coreia do Norte terá discretamente solicitado ajuda a outros países no combate da doença. As autoridades do país asiático terão …

Seguranças chineses usam óculos inteligentes que detetam pessoas com febre

Os seguranças do Parque Hongyuan, em Hangzhou, na China, conseguem detetar a temperatura corporal de todos os visitantes à distância de até um metro. Como? Graças a uns óculos inteligentes. De acordo com o jornal South …

"O cisne negro de todos os cisnes negros". Vírus é global, mas Portugal e Itália serão mais prejudicados

A grande pandemia motivada pelo coronavírus vai ser económica, consideram especialistas que acreditam que no pós Covid-19, o mundo mudará de forma significativa em várias áreas. Certo é que a crise económica vai afectar os …

"Tiro da rua muitos miúdos". Ex-Benfica cria clube com ajuda de Saviola, Di María e Maxi

O ex-Benfica José Shaffer criou um clube na Argentina, onde diz que tira muitos miúdos da rua. O antigo futebolista conta com o apoio de Saviola, Di María e Maxi Pereira. José Shaffer foi campeão nacional …

Mapa mostra queda abrupta da poluição na Península Ibérica

Um mapa desenvolvido por uma equipa da Universidade Politécnica de Valencia, em Espanha, mostra a diminuição da poluição do ar na Península Ibérica em 10 dias. Com as fábricas encerradas, menos automóveis nas estradas e as …