Linguagem anti-animal. PETA quer acabar com o pau e atirar o peixe ao gato

E se fosse proibido dizer “agarrar o touro pelos cornos”? A associação de defesa dos animais PETA quer eliminar da linguagem quotidiana expressões que ofendem várias espécies, dando alternativas de expressões pet-friendly.

Há várias expressões que envolvem animais usadas, muitas vezes inconscientemente, no nosso quotidiano. “Agarrar o touro pelos cornos” ou “matar dois coelhos de uma cajadada só” são exemplos comuns de como invocamos expressões animalescas em vão. Será um pecado?

Para a associação não-governamental para a defesa dos animais, sim. A PETA considera que este tipo de expressões e ditados são pouco simpáticos para os animais e, por esse motivo, pretende acabar com eles – ou matá-los de uma cajadada só.



A organização partilhou a sua intenção no Twitter, sublinhando que “as palavras importam” e que a linguagem também deve evoluir, acompanhando a evolução da compreensão da justiça social. Por esse motivo, a associação apresentou algumas alternativas a expressões comuns em inglês para evitar usar “linguagem anti-animal”.

“As palavras importam. E à medida que o nosso entendimento de justiça social evolui, a nossa linguagem evolui também. Vejamos como podemos remover o especissismo das nossas conversas diárias”, escreveu a PETA num tweet que rapidamente se tornou viral, dividindo as reações em três extremos: contestação, humor e manifestações de apoio.

Há alguns ditados que têm correspondência para português. A PETA sugere que em vez de se dizer “pegar o touro pelos cornos”, se diga “pegar nas flores pelos espinhos“, por exemplo. Além disso, em vez de se “matar dois pássaros [o equivalente aos coelhos em português] de uma cajadada só”, a PETA pede a substituição desta expressão por “alimentar dois pássaros com um scone“.

Segundo o Público, aproveitando a boleia, podemos adaptar uma infinidade de frases comuns na língua portuguesa. É o caso de “gato escaldado”, que poderá ser substituído por “gato esfriado”.

No entanto, esta alteração de expressões não é recente, nem sequer em Portugal. Pelo mesmo motivo que a associação invoca, já foram criadas alternativas a algumas músicas infantis. Para o popular “atirei um pau ao gato”, sugere-se que se atire um peixe ao felino.

Será o peixe a solução pet-friendly para esta popular música ou será um exagero considerar que o “pau” torna esta letra numa linguagem anti-animal? Nas redes sociais, o assunto já está a ser debatido. Por aqui, ficamos com a certeza de que, pelo menos nesta versão da música, o gato não passa fome.

LM, ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Respeito pelos animais, sem dúvida! SEMPRE!

    Mas mudar expressões linguísticas com séculos de existência, faz-me rir. Evidentemente já não têm mais nada para fazer em defesa do s animais….

  2. Vergonhoso a nova ditadura dos que fingem ser pessoas de bem mas umas , pessoas maldosas e invejosas , que tudo querem destruir, doa a quem doer. Tenham vergonha e percam tempo com outras coisas, olhem , vão semear batatas, vão roçar mato, ajudem as as pessoas frágeis. Tenham juizo !!!

  3. Por acaso eu e os meus amigos sempre aprendemos uma letra diferente que era de resto aquela que cantávamos. Em vez de gato considerávamos jafo. O resto era igual.

  4. colectivismo em acção….

    quanto mais se permite a esta gentinha mais querem.

    daqui a pouco não há linguagem, não poderemos comunicar uns com os outros….

    é uma mistura de “1984” e “admirável mundo novo”.

RESPONDER

Costa garante que Lisboa terá o mesmo tratamento que os outros concelhos

Esta quarta-feira, num dia em que Portugal registou 1.350 novos casos ( 928 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo), o primeiro-ministro afirmou que a capital terá o mesmo tratamento que os …

Salgado disposto a pagar à massa falida do GES para ficar isento de cumprir pena

Ricardo Salgado está disposto a pagar à massa falida do GES para ser dispensado de cumprir pena no processo que o irá julgar por três crimes de abuso de confiança, segundo a contestação da defesa …

PJ detém 12 pessoas por suspeitas de corrupção na Câmara de Loures

Entre os detidos pela Polícia Judiciária (PJ) estão dois empreiteiros, um arquiteto, um empresário ligado a uma obra particular e oito fiscais. Através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de inquérito dirigido …

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …

Parlamento vai ouvir Medina e ministro dos Negócios Estrangeiros

Fernando Medina e Augusto Santos Silva vão ser ouvidos no Parlamento sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro dos Negócios …

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …