Perdeu a família e foi violada. Quase duas décadas depois, recebeu a maior indemnização de sempre na Índia

Na primavera de 2002, uma jovem de 19 anos, grávida de cinco meses, foi violada por 11 homens que lhe mataram a família. Teve que fingir-se de morta para escapar. Agora, 17 anos depois, o caso foi resolvido na justiça e Bilkis Bano é a vítima de violação que recebeu a indemnização mais alta de sempre na Índia.

“Mataram a minha família, mataram a minha filha. Nem tivemos oportunidade de cuidar dos mortos e de lhes dar um enterro em condições. Como é que eu posso esquecer isto?”. A pergunta da mulher, que hoje tem com 36 anos, continua sem resposta, noticiou a Sábado na quarta-feira.

Bilkis Bano sabe agora que os 11 homens que a destruíram foram condenados pelos crimes de violação e homicídio. De acordo com a Al-Jazeera, o Supremo Tribunal do estado indiano de Gujarat, no oeste do país, ordenou esta semana o pagamento de uma indemnização de 71 mil dólares (cerca de 65 mil euros) a Bilkis Bano. Foram-lhe ainda oferecidos um emprego e uma casa à sua escolha.

“Estou muito contente com o julgamento. Muitos amigos, ativistas e outros ajudaram-me a conseguir fazer justiça”, disse a mulher, depois de conhecer o desfecho do caso que durou quase duas décadas.

Grávida de cinco messes e com uma filha de três anos pela mão, Bilkis Bano tinha ido visitar os pais a Randhikpur, a vila rural onde crescera no estado de Gujarat. Nessa mesma vila, tinham explodido os confrontos entre as comunidades muçulmanas e hindus.

Em casa dos seus pais, ouviu um aviso aflito. “Tínhamos de fugir imediatamente”, explicou numa entrevista dada em 2017 à BBC. “Fugimos apenas com as roupas que trazíamos vestidas e nem tivemos tempo para nos calçar”.

A andar durante dois dias, 13 pessoas procuravam fazer o caminho em segurança. Até ao momento em que dois carros brancos se aproximaram. “Aqueles são muçulmanos, matem-nos, magoem-nos”, ouviu-se.

Dos carros saíram homens com espadas em punho. Mataram quase toda a família da jovem, à exceção de dois rapazes com sete e quatro anos. Depois de lhe matar a família, o homem deu mais uma ordem: “violem-na”. E todos aqueles que o acompanhavam cumpriram. Bilkis Bano apenas sobreviveu por ter-se fingido de morta.

“No dia seguinte estava cheia de sede. Caminhei até à vila mais próxima onde encontrei a polícia. Os populares, ao início, desconfiaram de mim. Saíram de casa armados com paus, mas depois ajudaram-me. Deram-me roupas e lenços para me cobrir”, lembrou.

Na altura, foi levada para um campo de desalojados na sequência dos confrontos e, desde então, sempre lutou por justiça. Em 2017, os 11 homens foram condenados a prisão perpétua, condenação confirmada agora pelo Supremo. A esta condenação, acresce a indemnização a Bilkis Bano.

TP, ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Teve sorte, apesar de tudo.
    Se fosse em Portugal o juiz Moura tinha-a repreendido por ter-se feito de morta… e os 11 violadores tinham ficado com pena suspensa.

  2. Convido vivamente quem escreve estas peças a rever o seu português e a formal verbal correta.

    “Dos carros “sairão” homens com espadas em punho”

    Sairão é o futuro do verbo sair. A frase está no passado, por isso a forma correta é “saíram”
    Erro muito comum, mas que não o deve ser entre jornalistas ou quem escreve para o público em geral~.

RESPONDER

Escola na China transformou-se num "edifício andante" para evitar a demolição

Os residentes da cidade chinesa de Xangai que, no início deste mês, passaram pelo distrito de Huangpu podem ter encontrado uma visão incomum: um "edifício andante". De acordo com a cadeia de televisão CNN, uma escola primária …

Joke Boon, a chef holandesa que não tem olfato nem paladar

Joke Boon perdeu o paladar e o olfato quando ainda era criança, mas isso não a impediu de viver da culinária, área na qual estes requisitos são, à partida, essenciais.  "Como seria a minha vida se …

Portugal com mais 39 mortos, mais 4007 casos e recorde de internamentos graves

Portugal registou hoje 39 mortos e mais 4.007 casos de novas infeções pelo novo coronavírus, tendo alcançado um novo recorde de 286 doentes internados nos cuidados intensivos por covid-19, segundo a Direção-Geral da Saúde. Registou-se este …

Leiloada carta de Nobel antissemita a desprezar Einstein e os judeus

Uma carta escrita em 1927 pelo Prémio Nobel Philipp Lenard a um colega a reclamar das conquistas de Einstein e do suposto domínio judaico da ciência foi a leilão no Nate D. Sanders Auctions, em …

Sue, o T-rex, terá tido uma forte dor de dentes devido a uma infeção

Sue, o T-rex cujo esqueleto é um dos mais completos já descobertos até aos dias de hoje, terá sofrido uma forte dor de dentes durante a sua existência. "Dois dentes estão realmente fundidos e um terceiro …

Câmara com IA confundiu careca do bandeirinha com a bola (e arruinou o jogo de futebol)

Os adeptos da equipa de futebol escocesa Inverness Caledonian Thistle FC experimentaram uma hilariante falha tecnológica durante um jogo no fim de semana passado. De acordo com o IFLScience, o clube escocês anunciou há algumas semanas …

"Francisco Louçã fez bullying para precipitar ruptura do Bloco com o PS"

O PS acredita que foi a postura de "bullying" de Francisco Louçã que forçou o Bloco de Esquerda a precipitar uma "ruptura com o PS", conforme avança o deputado João Paulo Correia, vice-presidente da bancada …

Remdesivir: de droga milagrosa a negócio milionário com "muito, muito mau aspeto"

Apresentado como único medicamento anti-viral eficaz no combate à covid-19, foi o primeiro medicamento aprovado pela FDA, regulador farmacêutico americano, no tratamento da doença. Agora, a sua eficácia é contestada — e os negócios milionários …

"Imagine there is no corruption". Há uma campanha contra a corrupção em Portugal nas ruas de Nova Iorque

Um professor português da Universidade de Columbia, nos EUA, tem em marcha uma campanha contra a corrupção em Portugal, com várias acções nas ruas de Nova Iorque. De guitarra em punho e a cantar "Imagine there …

Morreu Sean Connery, Sir James Bond

O actor escocês Sean Connery morreu, neste sábado, aos 90 anos de idade, conforme avança a BBC. As causas da morte não são ainda conhecidas. Sean Connery tornou-se conhecido como "James Bond", tendo sido o primeiro …