/

Derretimento do gelo na Gronelândia ameaça várias cidades costeiras

(h) NASA Earth Observatory

O derretimento da camada de gelo da Gronelândia ameaça elevar o nível médio das águas do mar, podendo vir a inundar várias cidades costeiras, alertou o professor de física oceânica e chefe do do Grupo de Física do Oceano Polar da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, Peter Wadhams.

Citado pelo jornal britânico The Independent, o cientista, que liderou já 55 expedições para a região durante a sua carreira, revelou ter observador “grandes mudanças” na Gronelândia durante a sua última visita, que decorreu há cinco anos.

Peter Wadhams comparou mesmo o fluxo de gelo derretido na ilha com as Cataratas de Nicarágua, nos Estados Unidos. Esta semana, recorde-se, a cadeia norte-americana CBS noticiou que a Gronelândia perdeu 11.000 milhões de toneladas de gelo num só dia

Agora, sustentou, a taxa global do aumento do nível das águas do mar depende “completamente da perda da camada de gelo da Gronelândia”, que vai aumentar “muito rapidamente”, apontou. “A primeira vez que estive aqui [na ilha da Gronelândia], há 30 anos, nunca houve derretimento da camada de gelo, mesmo no verão”.

De acordo com Wadhams, estamos a enfrentar “uma taxa de perda de gelo muito mais rápida do que em qualquer outra época no passado”.

A cada ano, disse, perdem-se 300 quilómetros cúbicos de gelo da camada da Gronelândia. Se toda a camada derreter, o nível das águas do mar aumentaria sete metros, inundando a maior das cidades costeiras de todo o mundo. “[A camada de gelo da Gronelândia] está a diminuir e a deteriorar-se rapidamente”, insistiu o especialista.

A solução para conter esta situação passa por remover dióxido de carbono da atmosfera, em vez de apenas reduzir as emissões, segundo o cientista.

“O problema é que ninguém sugeriu nenhuma forma prática para recuperar o gelo”, lamentou o cientista. Por isso, rematou, é necessário “arrefecer todo o planeta”.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.