Pentágono vai criar duas novas armas nucleares

secdef / Flickr

O secretário da Defesa norte-americano, Jim Mattis

Esta estratégia apresentada na sexta-feira pelo Pentágono vai acabar definitivamente com a política de redução de armamento nuclear imposta por Barack Obama aquando da sua presidência.

Das linhas orientadoras da nova política nuclear do Pentágono faz parte a criação de duas novas armas nucleares. A proposta apresentada esta sexta-feira representa o fim da tendência de redução de armamento que prevaleceu durante a presidência de Obama

Jim Mattis, secretário da Defesa americana, descreveu a primeira atualização da política para as armas nucleares realizada desde 2010 como um reflexo da necessidade de “olhar de frente a realidade” e “ver o mundo como ele é e não como gostaríamos que fosse”, segundo o Washington Post.

Desde o primeiro minuto que Donald Trump considerou irrealista a política adotada pela anterior administração, referente ao que Barack Obama disse ser a “obrigação moral” dos EUA de encabeçar o processo mundial de desnuclearização.

“Durante a última década, enquanto os EUA encabeçaram estas reduções, cada um dos nosso potenciais adversários nucleares assumiram a estratégia oposta”, disse numa conferência de imprensa no Pentágono o secretário da Energia Dan Bouillete, defendo a medida adotada por Trump.

Posição semelhante foi assumida pelo general da Força Aérea Paul J. Selva, que afirmou à imprensa: “Ao longo dos últimos anos, a Rússia e a China têm vindo a construir novos tipos e géneros de armas nucleares, tanto sistemas de lançamento como ogivas. Nós não o temos feito, o que significa que os arsenais nucleares russos e chineses têm na realidade ficado melhor do que o nosso”.

Na nova proposta do Pentágono, inclui-se a criação de “armas nucleares de fraca energia” a serem colocadas em mísseis balísticos lançados a partir de submarinos.

Os críticos da proposta afirmam, entre outros argumentos, que a ideia de uma arma nuclear de “baixa potência” só faz aumentar a tentação de a utilizar.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. No fundo os eua estão a dar razao à CN e ao Irão. E se os eua estão com esta vontade, então porque é que se fartam de aplicar sanções aos outros paises?

    • “porque é que se fartam de aplicar sanções aos outros países?” Porque a hipocrisia é grande…
      Se não fomentarem a guerra como é que alimentam a industria bélica! – Qual é o maior exportador de armas no mundo, não é Os EUA?

      • «AS 10 MAIORES EMPRESAS DE ARMAS
        VENDAS GLOBAIS, EM MILHÕES DE DÓLARES, EM 2016:
        Lockheed Martin (EUA) ……….40.830;
        Boeing (EUA)…………………….29.510;
        Raytheon (EUA)………………….22.910;
        Bae Systems (Reino Unido)……22.790;
        Northrop Grumman (EUA)……..21.400;
        General Dynamics Corp. (EUA)..19.230;
        Airbus Group (Europa)…………. 12.520,
        Bae Systems Ins. (EUA)…………..9.300;
        L-3 Communications (EUA)……….8.890;
        Leonardo (Itáilia)……………………8.500».

        Retirado de ‘Visão’ nº. 1294, de 21 a 27/12/2017.

        • «QUEM GASTA MAIS EM DEFESA?
          A DESPESA BÉLICA DOS EUA, EM 2016, É SUPERIOR AO GASTO CONJUNTO DOS OITO PAÍSES QUE O SEGUEM (CHINA, RÚSSIA, ARÁBIA SAUDITA, FRANÇA, ÍNDIA, REINO UNIDO, JAPÃO E ALEMANHA).
          EUA ……….606.233 (EM MILHÕES DE DÓLARES) = 36,8% sobre o total Mundial;
          Do segundo ao nono (da China à Alemanha)…225.713 = 36,7 % s/ o total mundial. (A China gasta 225.713, a Rússia 70.345 e o último a Alemanha 40.985);
          O resto do Mundo …225.713 = 26,5% s/o total Mundial».
          Retirado da ‘Visão’ indicada.

          • Pelo que antecede, a gente do Trump está bem necessitada de mais umas armazitas. Para fazer a paz ao redor do Mundo? Ou para fazer umas guerrazitas, com completa destruição dos países e milhares de mortos civis, mas só onde lhes interessa, n’é? Sobretudo onde houver petróleo, gás natural ou outras riquezas apetecíveis. Se eles se matam a si próprios, dentro do país, por dá cá aquela palha, como hão-de respeitar (a vontade e a independência) dos outros?

        • «PAX TRUMPIANA
          290.984
          NÚMERO DE SOLDADOS DOS EUA ESPALHADOS PELO MUNDO
          Incluindo Mercenários e outros subcontratados civis ao serviço do Pentágono».
          Retirado da ‘Visão’ indicada.

    • Então e qual é a alternativa, já agora? Longe de mim ser apoiante do Trump, mas neste tema concordo com os EUA. Deixar a Rússia, China, e outros, continuar com o seu programa nuclear, e permitir que outros roubem aos EUA o lugar de maior potência militar do mundo, é algo que, se fosse Americano, jamais iria apoiar.
      É tipico da mentalidade Europeia enterrar a cabeça na areia, achar que vai tudo correr bem, continuar com a sua vidinha, e achar que os outros se vão sempre portar bem. Da última vez, ninguém levou o problema a sério, e lá tiveram que vir os Americanos salvar a Europa.
      É giro ver Europeus a criticar os Americanos pela sua estratégia militar, ao mesmo tempo que têm as costas quentes e sabem que, se houver m#$&a, lá vêm os EUA resolver o problema.

      • mas quem sao os americanos para pensarem que podem ter armamento nuclear e os outros nao, um povo ignorante que se lhe perguntarem onde fica Portugal ou outro pais qualquer nao sabem onde fica, acabem com o armamento nuclear e deixem de se provocar uns aos outros, o homem em vez de evoluir cada vez esta mais homem das cavernas

        • Quem são? São uma nação que salvou o coiro da Europa duas vezes e que lidera a civilização ocidental. É um país onde há liberdade e democracia e comparando com Rússia, China, Irão e etc. é um verdadeiro Céu. Deixem-se de tretas à puto do 10 ano que leu ontem um panfleto da JCP. Abram os olhos e enfrentem as coisas como elas são!

      • Ó E a alternativa qual é? Vc. está a ver mal a questão. Mas ser “a maior potência militar do mundo” é ser alguma coisa? E pensa que a Europa, mesmo que esteja desarmada, precisa das armas nucleares dos USA?
        E já pensou na hipótese de a Humanidade poder viver mais tranquilamente se os USA não fosse a maior potência militar?
        E pensará que o armamento nuclear fará jeito a alguém se for utilizado? Sim, se alguém sairá vencedor em caso de conflito?
        Não esquecer que foram os USA que começaram!!!

RESPONDER

Alemanha não tem feito o suficiente para atingir metas do Acordo de Paris, diz Merkel

Chanceler alemã não está satisfeita com os esforços feitos pelo seu país ao longo das últimas décadas, defendendo que é preciso "acelerar o ritmo" para cumprir os objetivos estabelecidos pelo Acordo de Paris. Na tradicional conferência …

Soualiho Meité assina com o Benfica por cinco épocas

O médio francês, que representava o Torino, é o mais recente reforço do Benfica, tendo assinado contrato por cinco temporadas, até 2026, anunciou, esta sexta-feira, o clube das águias. "O Sport Lisboa e Benfica informa que …

Descoberta antiga estrada Romana no fundo da Lagoa de Veneza

Um novo estudo revela novas evidências da presença de uma antiga estrada Romana nas profundezas da Lagoa de Veneza, em Itália. De acordo com o site Science Alert, uma série de estruturas antigas foi descoberta nas …

Costa não vai ao Porto apresentar candidato. Tiago Barbosa Ribeiro desvaloriza (e acena com Santos Silva)

Tiago Barbosa Ribeiro vai apresentar a sua candidatura à Câmara Municipal do Porto no domingo, mas o secretário-geral do partido não vai estar presente. António Costa, secretário-geral do PS, escolheu Vila do Conde para a apresentação …

Incidência a subir nos mais idosos. Internados em UCI continuam a aumentar

A taxa de incidência de infeções por covid-19 acumulada a 14 dias é mais elevada entre a faixa etária dos 20 aos 29 anos, mas o maior aumento registou-se nas pessoas com mais de 80. Segundo …

Os tomates têm uma espécie de sistema nervoso que avisa sobre ataques

Os tomates que estão a ser comidos por insetos usam sinais elétricos para enviar um alerta para o resto da planta, semelhante à forma como o nosso sistema nervoso avisa sobre danos. E que efeito têm …

DGS e Infarmed afastam terceira dose da vacina (e especialistas só querem vacinar jovens com comorbilidades)

O Infarmed afastou a necessidade de reforço da vacinação contra a covid-19 com uma eventual terceira dose. Em relação aos jovens entre os 12 e os 15 anos, a maioria dos especialistas da task force …

Sitava também desconvoca greve de julho e agosto na Groundforce

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) anunciou, esta sexta-feira, que desconvocou a greve prevista na Groundforce, nos dias 30, 31 de julho e 1 de agosto, depois da confirmação da TAP do …

Garantia da caução de 5 milhões de Berardo deverá incluir imóveis de pessoas próximas

A proposta de caução apresentada por Joe Berardo ao Tribunal Central de Instrução Criminal será composta por imóveis que pertencem a amigos e pessoas próximas. O Observador avança que a garantia da caução de Joe Berardo …

Cientistas descobrem qual a melhor altura para consumir proteínas

Uma equipa de investigadores sugere que a melhor altura para consumir proteínas é ao pequeno-almoço. É nesta altura do dia em que o corpo humano colhe mais benefícios. Os alimentos mais ricos em proteínas são os …