Pensões voltam a ter aumentos acima da inflação no próximo ano

O Instituto Nacional de Estatística (INE) reviu esta segunda-feira a fórmula de cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) e a incorporação de nova informação levou a uma revisão do crescimento económico de forma expressiva nos últimos dois anos.

De acordo com o INE, citado pelo jornal Eco, a economia portuguesa cresceu, afinal, 2,4% em 2018, mais três décimas que o divulgado anteriormente. Em 2017, o crescimento económico foi revisto de forma ainda mais expressiva, passando de 2,8% para 3,5%.

Para os pensionistas, esta é uma boa notícia já que a atualização das pensões em 2020 depende do crescimento do PIB nos dois anos anteriores, ou seja, em 2018 e este ano.

As pensões abaixo de 871,52 euros, a confirmar-se o valor de crescimento para este ano, terão assim um aumento igual ao da inflação, a que acresce ainda 20% da taxa de crescimento do PIB, segundo as regras de atualização das pensões definidas pela Lei n.º 53-B/2006, de 29 de dezembro. Para estas pensões mais baixas, neste cenário de crescimento, o aumento terá de ser, pelo menos, igual ao valor da inflação mais 0,5 pontos percentuais.

Para as outras pensões de valor superior a 2 IAS (superior a 871,52 euros) e inferior a 6 IAS (2.614,56 euros), com a média do PIB a crescer entre os 2% e 3%, a atualização das pensões será feita à taxa de inflação. Para as outras pensões mais elevadas, o valor de atualização das pensões será a taxa de inflação deduzida de 0,25 pontos percentuais.

A inflação, medida pela variação média do IPC (Índice de Preços no Consumidor), disponível em dezembro de 2018, foi de 1,03%. Para este ano ainda não se conhece o valor. Até agosto, a variação dos últimos 12 meses do IPC, excluindo os preços da habitação, fixou-se nos 0,51%, o que indicia que os aumentos das pensões em 2020 deverão ser mais contidos do que os registados este ano.

Este ano, as pensões até 871,52 euros aumentam 1,6% em janeiro. As pensões entre 871,52 e 2.614,56 euros (dois e seis IAS) subiram 1,03% e as reformas acima de 2.614,56 euros (seis IAS) registaram um incremento de 0,78%.

Em 2018, o INE prevê agora um crescimento 2,4% e para este ano o Governo está a prever um abrandamento do crescimento para 1,9%. Isto coloca a média da taxa do crescimento médio anual dos últimos dois anos anteriores a 2020 acima dos 2%, uma condição essencial para garantir que as pensões com um valor inferior a dois Indexante dos Apoios Sociais (IAS) — ou seja, pensões abaixo dos 871,52 euros — tenham uma atualização acima da inflação.

“As consequências da atualização que o INE fez do crescimento deste ano é que agora já temos a certeza que, mesmo que o crescimento do segundo semestre fosse zero, pelo terceiro ano consecutivo teremos atualização das pensões, com ganhos para todos os pensionistas. E isto é histórico.”, garantiu António Costa no debate eleitoral de segunda-feira na RTP.

Além de rever em alta as estimativas de crescimento em 2018, o INE também melhora as previsões do PIB para o primeiro semestre deste ano, passando de 1,8% para 2%. O Ministério das Finanças garante, em comunicado, que com estas novas estimativas, “o crescimento de 1,9% previsto no Programa de Estabilidade fica assim mais perto de ser alcançado”.

ZAP //

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Detido proprietário de jornal de Hong Kong ao abrigo da lei de segurança nacional

A polícia de Hong Kong fez buscas, esta segunda-feira, ao grupo de comunicação social Next Media, considerado pró-democracia, pouco depois da detenção do seu proprietário, ao abrigo da lei de segurança nacional. Dezenas de agentes das …

Detetado surto de covid-19 em lar do Barreiro. Há pelo menos 47 infetados

Um surto de covid-19 no Lar São José, no Barreiro, contabiliza 47 casos positivos e dois internamentos de idosos, mas a "situação está controlada", disse, este domingo, o delegado de saúde adjunto regional de Lisboa …

Índia regista recorde diário de mortes. Reino Unido atinge marca negra

O novo coronavírus continua a alastrar-se um pouco por todo o mundo. Enquanto alguns países estão a conseguir lidar com a pandemia de covid-19, outros estão a fracassar nessa tarefa. Este domingo, no total, registaram-se 6.106 …

"Um disparate". Presidente nega envolvimento na vinda de Juan Carlos para Cascais

O Presidente da República afirmou que “qualquer pessoa minimamente inteligente e sensata” perceberia que o chefe de Estado não se poderia envolver na questão do rei emérito de Espanha, classificando essa ideia como um "disparate". Em …

Plano do hidrogénio vai sair "muito caro" aos portugueses

Os fundadores da Tertúlia Energia defendem que o plano do hidrogénio do Governo tem várias lacunas e vai custar "muito caro" aos consumidores portugueses. Num artigo publicado no jonal ECO, os fundadores da Tertúlia Energia, Abel …

Governo vai lançar plano para salvar empresas viáveis em dificuldades (e perdoar juros ao Fisco)

O Governo vai lançar um plano para salvar empresas viáveis que será um novo mecanismo temporário para ajudar empresas que se encontrem em situação económica difícil ou em insolvência devido à pandemia. O plano, que se …

Fábio Silva a prazo no Dragão. Avançado deverá sair por 40 milhões

Fábio Silva deverá abandonar o FC Porto dentro dos próximos dias. O jovem avançado permitirá um encaixe de 40 milhões de euros para os cofres portistas. A saída de Fábio Silva do FC Porto parece praticamente …

"Há filhos e enteados?". Marques Mendes arrasa decisão "inacreditável" de realizar festa do Avante

Luís Marques Mendes criticou este domingo a realização da festa do Avante, considerando "inacreditável" que a habitual festa comunista seja realizada no atual contexto da pandemia de covid-19 em Portugal. No seu habitual espaço de …

Varandas só tem espaço para 24 jogadores. Metade será de Alcochete

Com o intuito de reduzir custos, o presidente sportinguista, Frederico Varandas, diz que quer um plantel com 24 jogadores para a próxima época. Cerca de metade são produtos de Alcochete. Frederico Varandas pretende encurtar o plantel …

Duas demissões no Governo do Líbano. Beirute ficou com cratera de 43 metros de profundidade

Duas demissões no Governo do Líbano foram anunciadas nas últimas horas depois da explosão no porto de Beirute que provocou pelo menos pelo menos 158 mortos, 6.000 feridos e dezenas de desaparecidos. A ministra da …