Pela primeira vez uma mulher vence o prémio Abel, o “Nobel” da matemática

(dr) Andrea Kane / Institute for Advanced Study

Karen Uhlenbeck

A matemática pioneira Karen Uhlenbeck, antiga professora da Universidade do Texas, em Austin (Estados Unidos), recebeu o Prémio Abel de 2019, tornando-se a primeira mulher a receber a distinção, uma das mais ilustres na área.

A Academia Norueguesa de Ciências e Letras concedeu esta terça-feira o Prémio Abel a Karen Uhlenbeck, de 76 anos, pelo “trabalho fundamental em análise geométrica e Teoria de Gauge (ou teorias de calibre), que mudou drasticamente o cenário matemático”, disse em comunicado Hans Munthe-Kaas, presidente do Comité Abel.

“As suas teorias revolucionaram a nossa compreensão sobre as superfícies mínimas, como as que são formadas por bolhas de sabão, e sobre problemas mais gerais de minimização em dimensões mais altas”, acrescentou Munthe-Kaas, citado pelo Gizmodo.

Concedido anualmente, o Prémio Abel foi criado em 2002, visando reconhecer “contribuições de extraordinária profundidade e influência para o campo da matemática”. Como não exista prémio Nobel para a matemática, esta distinção – que atribui 6 milhões de coroas norueguesas (cerca de 620 mil euros) – é a mais próxima em termos de prestígio.

Dos 19 laureados até à data, Karen Uhlenbeck é a primeira mulher a ganhar o prémio, que será entregue à mesma no dia 21 de maio, numa cerimónia em Oslo (Noruega), pelas mãos do rei Harald V.

Antiga professora emérita na Universidade do Texas, Karen Uhlenbeck – que mora em Nova Jersey -, é, atualmente, investigadora sénior visitante na Universidade de Princeton (EUA) e associada visitante no Instituto de Estudos Avançados (IAS).

Os seus trabalhos mais influentes foram publicados no final dos anos 70 e início dos anos 80, tendo recebido uma bolsa MacArthur Fellows, no valor de 204 mil dólares (aproximadamente 180 mil euros), em 1983.

A investigadora fez importantes contribuições para uma variedade de ramos matemáticos, sendo conhecida pela sua habilidade com as chamadas equações diferenciais parciais – que ligam quantidades variáveis a taxas de mudança e que suportam muitas leis da física.

No anúncio oficial, o júri destaca o seu contributo em questões como a teoria de gauge (ou teorias de calibre) e sistemas integráveis, assim como o “impacto fundamental” do seu trabalho em termos de análise, geometria e física matemática.

As suas contribuições levaram a melhorias nos modelos usados ​​em física de partículas, teoria das cordas e relatividade geral. A mesma “desenvolveu ferramentas e métodos em análise global, que agora estão na caixa de ferramentas de cada geómetra e analista”. O seu trabalho lançou igualmente “a base para modelos geométricos contemporâneos em matemática e física”, acrescenta o comunicado.

De acordo com o Gizmodo, os seus contributos sobre a modelagem matemática das chamadas superfícies mínimas, como os filmes de sabão, melhoraram significativamente a forma como os matemáticos modelam esses objetos e predizem os modos como as suas superfícies se comportam sob determinadas condições.

“O reconhecimento das conquistas de [Karen] Uhlenbeck deveria ter sido muito maior, pois o seu trabalho levou a alguns dos mais importantes avanços em matemática nos últimos 40 anos”, disse Jim Al-Khalili, bolseiro da Royal Society, referido na nota informativa.

A investigadora foi co-fundadora do Instituto de Matemática Park City (PCMI) do IAS, que visa formar jovens pesquisadores e promover a compreensão mútua dos interesses e desafios da matemática.

Promotora constante da igualdade de género na ciência e na matemática, foi também co-fundadora do programa de Mulheres e Matemática do IAS (WAM), na década de 1990, que pretende “recrutar e capacitar mulheres para liderar” em campos de matemática, independentemente do estágio em que estão nas suas carreiras.

Os vencedores anteriores do Prémio Abel incluem Robert Langlands, pelas suas contribuições na teoria dos números (2018), Andrew Wiles, pela “impressionante prova” do último teorema de Fermat (2016) e John Nash e Louis Nirenberg, pelo trabalho em análise geométrica (2015).

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Embaixadora deixa Venezuela na terça-feira. UE chama embaixador em Cuba

A embaixadora da União Europeia na Venezuela vai sair do país na terça-feira, informou à agência Lusa fonte diplomática europeia, sem adiantar mais detalhes. Na última quarta-feira, a Venezuela decidiu expulsar Isabel Brilhante Pedrosa, em retaliação …

EUA aprovam vacina unidose da Johnson & Johnson. Nova Zelândia volta ao confinamento

O regulador do medicamento norte-americano aprovou, este sábado, a vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson, a terceira autorizada nos Estados Unidos. A vacina em causa da Johnson & Johnson é de dose única e junta-se …

Estes traços psicológicos podem ajudar a identificar pessoas vulneráveis ao extremismo

As características dos cérebros das pessoas podem oferecer pistas sobre as suas crenças políticas, sugere um novo estudo científico. Num estudo com cerca de 350 cidadãos norte-americanos, uma equipa de investigadores examinou a relação entre as …

Fóssil de lula vampiro perdido durante a Revolução Húngara foi redescoberto

Em 2019, uma equipa de investigadores encontrou o fóssil que estava perdido nas coleções do Museu de História Natural da Hungria, enquanto procurava fósseis de ancestrais de chocos. Contudo, o fóssil foi descoberto originalmente em 1942 …

Após escalada de suicídios, Japão nomeia Ministro da Solidão

O Japão nomeou um Ministro da Solidão após um recente aumento no número de suicídios, exacerbado pela crise provocada pela pandemia de covid-19. Estudos recentes mostraram que o Japão tem altos níveis de isolamento social, em …

Grande carruagem cerimonial descoberta quase intacta em Pompeia

Uma grande carruagem cerimonial de quatro rodas, com elementos de ferro, decorações de bronze e estanho, restos de madeira mineralizada e vestígios de elementos orgânicos, como cordas, foi encontrada quase intacta na área arqueológica de …

FC Porto 0-0 Sporting | Nulo com sabor a vitória para o "leão"

O “clássico” do Dragão, entre FC Porto e Sporting, terminou sem golos, sem grande futebol, e com um “leão” cada vez mais perto do título, apesar de ainda faltar muito campeonato.  A igualdade permite à formação …

Adolesceste entusiasta por pirotecnia construiu o seu próprio simulador profissional de fogos de artifício

O FWsim foi lançado pela primeira vez em 2010 como um software de planeamento de fogos de artifício, voltado para profissionais de pirotecnia e entusiastas de fogos de artifício. Em 2006, conta o Vice, Lukas Trötzmüller …

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …