Cientistas detetam super-relâmpagos. São mil vezes mais poderosos do que os normais

Os cientistas confirmaram em dois estudos separados a existência de super-relâmpagos que podem ser até mil vezes mais poderosos e mais brilhantes do que os raios comuns.

Os super-relâmpagos foram detetados pela primeira vez na década de 1970, quando se acreditava que podiam atingir até 100 vezes o brilho padrão de um raio convencional.

Agora, a análise das observações de satélite revelou que o impacto de um super-relâmpago pode produzir mais energia do que todos os painéis solares e turbinas eólicas nos Estados Unidos.

“Quando você vê um relâmpago do Espaço, parece muito mais escuro do que se o visse ao nível do solo, porque as nuvens bloqueiam parte da luz”, disse Michael Peterson, o principal autor de ambas as investigações, em comunicado.

Investigadores do Laboratório Nacional de Los Alamos, pertencente ao Departamento de Energia dos Estados Unidos e localizado no estado do Novo México, avaliaram dados dos  satélite operacional geoestacionário ambiental (GOES), que possuem um dispositivo conhecido como “Mapeador de Raios Geoestacionários”, que representa um gráfico de relâmpagos e regista os flashes registados por satélites meteorológicos orbitais a cada dois milissegundos para eventos de relâmpagos que são 100 vezes mais brilhantes que a média.

Aproximadamente dois milhões de eventos foram descobertos nas observações que se enquadram nesses critérios.

De acordo com esses dados, um em cada 300 relâmpagos é um super-relâmpago, muitos dos quais registaram pelo menos 100 gigawatts de potência. A potência da energia produzida em 2018 por todos os painéis solares e turbinas eólicas nos Estados Unidos foi de aproximadamente 163 gigawatts, de acordo com o Departamento de Energia.

Enquanto isso, a análise de 12 anos de dados colhidos pelo satélite FORTE detetou a presença de super-relâmpagos que emitiam um mínimo de 100 gigawatts de potência.

“O impacto de um raio ultrapassou até 3 terawatts de potência, milhares de vezes mais forte do que um raio comum detetado do Espaço”, disse Peterson.

De acordo com este segundo estudo, super-relâmpagos foram gerados durante eventos raros “nuvem-solo” carregados positivamente, ao contrário de eventos carregados negativamente, que são muito mais comuns e constituem a grande maioria dos relâmpagos.

Ambos os estudos foram publicados este mês na revista científica Journal of Geophysical Research: Atmospheres e podem ser encontrados aqui e aqui.

ZAP //

 

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …