Nova tecnologia pode ajudar a “domar” relâmpagos

Uma equipa de cientistas usou lasers de baixa potência para estimular e direcionar uma descarga elétrica, uma tecnologia que pode ajudar a prevenir incêndios florestais.

Uma equipa de cientistas, liderada por Andrey Miroshnichenko da Universidade de Nova Gales do Sul em Camberra, na Austrália, descobriu como usar um raio laser para guiar descargas elétricas.

No fundo, os especialistas estão a desenvolver uma tecnologia de raio trator a laser para controlar o caminho e a direção dos raios. Esta tecnologia pode permitir que os cientistas controlem um raio, reduzindo o risco de incêndios florestais, destaca o Tech Explorist.

Resultados semelhantes foram obtidos no passado com lasers de alta potência, o que tornava o processo caro e perigoso. Agora, segundo Miroshnichenko, “descobrimos que, para direcionar partículas, não precisamos de lasers de grande intensidade, mas apenas de um dispositivo de baixa intensidade como um laser pointer”.

A tecnologia, que ainda não foi testada fora dos laboratórios, pode ser usada para controlar raios secos não associados a chuvas, que foram responsáveis por causar os incêndios florestais de larga escala na Austrália e no oeste dos Estados Unidos este ano.

“Podemos imaginar um futuro onde esta tecnologia poderá induzir uma descarga elétrica de nuvens passantes, ajudando a direcioná-la a alvos seguros e reduzindo o risco de incêndios catastróficos”, comentou o cientista Vladlen Shvedov.

A experiência foi realizada no interior de uma câmara fechada, onde foi dispersa uma nuvem de micropartículas de grafeno. Ao ser disparado, o feixe de laser aqueceu as micropartículas, criando um “caminho” condutor que guiou a descarga elétrica.

Para já, a equipa ainda não tem um plano definido para dispersar as partículas de grafeno na atmosfera no ambiente agitado de uma tempestade, por exemplo. Ainda assim, o raio trator a laser poderá ter aplicações no controlo das descargas elétricas em microescala, com aplicações em medicina ou em processos de soldagem na indústria.

A equipa realça que ainda há muito trabalho pela frente antes de o “raio trator de raios” poder ser usado em condições ambientais reais. O artigo científico foi recentemente publicado na Nature Communications.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Uma pergunta que pode parecer parva, mas não seria possível converter essa descarga em energia limpa e carregar-la na rede de energia?

    • Uma pergunta inteligente, Sr. Paulo, mas penso que isso ainda está longe de ser possível. Creio que, no entanto, um dia isso vai ser viável.

RESPONDER

Festa leonina, OE e política. Marcelo poupa Cabrita, mas não põe de lado uma remodelação

Em entrevista à RTP, a primeira deste mandato, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, poupou Cabrita, culpou os adeptos pelo que se passou nos festejos do Sporting, sublinhou que acredita que o Orçamento …

Governo prometeu a Bruxelas reforma de serviços do Estado. Sindicatos não sabiam

O Governo prometeu a Bruxelas arrancar com uma “reforma funcional e orgânica da administração pública (AP)” sob pena de não receber os cheques da bazuca europeia. “A reforma iniciar-se-á no segundo trimestre de 2021, com a …

Implante neural permite que pessoas paralisadas escrevam. Basta imaginar as letras

Pela primeira vez, uma equipa de investigadores descodificou os sinais neurais associados à escrita de letras e, em seguida, exibiu versões digitadas dessas letras em tempo real. Quando uma lesão ou doença priva uma pessoa da …

Presidente do PSD Oeiras demite-se depois de Rio rejeitar apoiar Isaltino Morais

O presidente da Comissão Política do PSD de Oeiras, estrutura que declarou apoio à candidatura do independente Isaltino Morais à liderança do município, demitiu-se, conforme anunciou esta quinta-feira o próprio, depois de a Comissão Política …

Revolta nas Forças Armadas. Ramalho Eanes entre os 28 ex-chefes militares contra reforma Cravinho

Vinte e oito ex-chefes de Estado-Maior dos três ramos, incluindo o general Ramalho Eanes, assinaram uma carta a contestar o processo da reforma das Forças Armadas em curso e apelaram a um debate alargado à …

Israel reforça presença militar na fronteira com Gaza. "Última palavra ainda não foi dita"

O Exército israelita tinha anunciado, esta quinta-feira à noite, que os seus soldados tinham entrado na Faixa de Gaza. Depois veio negar essa informação, atribuindo a confusão a um problema de "comunicação interna". Na noite desta …

Carta de 1949 revela que Einstein já suspeitava do "super sentido" dos pássaros

Muitas décadas antes de sabermos que alguns animais têm "super sentidos", como é o caso dos pássaros, já o Nobel da Física discutia esse assunto com outros investigadores. Embora não se conheça o conteúdo da primeira …

Ferro empossa comissão de revisão constitucional por três meses. Iniciativa Liberal retira projeto

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, deu esta quinta-feira posse à comissão de revisão constitucional por três meses (90 dias), desejando “votos de muito bom trabalho”, na sala do Senado do Palácio de …

Serena Williams: "A prioridade é a minha filha, não os Jogos Olímpicos"

Recordista do ténis feminino deixa a entender de que não vai a Tóquio. Naomi Osaka coloca dúvidas à volta do próprio evento. "Sou atleta e, por isso, é claro que o meu pensamento imediato é: quero …

A Cidade do México está a afundar a um ritmo incontrolável

Um novo estudo mostra que a Cidade do México, a metrópole mais populosa da América do Norte, afundou tanto que será impossível salvá-la. Depois de séculos de drenagem dos aquíferos subterrâneos, o leito do lago no …