Patti Smith engana-se na letra na entrega do Nobel a Bob Dylan

A cerimónia de entrega dos Prémios Nobel 2016 ficou marcada pela ausência de Bob Dylan, o primeiro cantor e compositor a ser distinguido com o Nobel da Literatura. Patti Smith foi a Estocolmo em nome de Bob Dylan e, de tão emocionada, enganou-se na letra. 

Na cerimónia de entrega dos prémios Nobel, na tarde deste sábado, em Estocolmo, Patti Smith esqueceu-se da letra da canção “A Hard Rain’s A- Gonna Fall” e teve que interromper a atuação ao fim de 30 segundos de atuação.

“Desculpem, estou tão nervosa”, disse a cantora, pedindo à orquestra para voltar ao início. A plateia de 1.500 convidados, onde pontificava o Rei Gustavo da Suécia, recebeu o engano com uma salva de palmas.

Pouco antes da atuação de Patti Smith, o académico Horace Engdahl, membro da Academia Sueca e do Comité para o Nobel da Literatura, justificou a atribuição do prémio a Bob Dylan, assegurando que este mudou a ideia do que a poesia pode ser e de como pode funcionar.

Bob Dylan enviou um discurso que foi lido pela embaixadora dos Estados Unidos na Suécia. “Se alguém me tivesse dito que eu tinha uma hipótese de ganhar o Prémio Nobel, eu teria pensado que as minhas hipóteses eram tão grandes como estar na lua“, escreveu Bob Dylan, o primeiro autor-compositor a receber o prémio.

Este discurso acabou por ser a primeira vez que o músico agradeceu formalmente à Academia Sueca por o ter premiado com o Nobel da Literatura.

“Nenhuma vez tive tempo de perguntar a mim mesmo, ‘Serão as minhas músicas literatura?‘”, disse Dylan, confessando que juntar-se a nomes como Thomas Mann, Albert Camus ou Ernest Hemingway, entre outros, “está além das palavras”. E, dirigindo-se à Academia Sueca, agradeceu por “dedicar tempo a considerar essa pergunta” e, em última análise, “por dar uma resposta tão maravilhosa”.

Bob Dylan justificou a ausência na cerimónia de entrega dos prémios com “outros compromissos”, mas, no discurso, lamentou não estar em Estocolmo. Ainda assim, disse estar no local “em espírito” e “honrado” com o prémio.

Presenças

O trio britânico David Thouless, Duncan Haldane e Michael Kosterlitz foram os primeiros a ser chamados para receber galardão sobre o seu trabalho na área da Física, seguidos pelo francês Jean-Pierre Sauvage, pelo britânico Fraser Stoddart e pelo holandês Bernard Feringa, que partilharam o prémio de Química.

Yoshinori Ohsumi, do Japão, recebeu então o Nobel da Medicina e, por último, o britânico Olvier Hart e o finlandês Bengt Holmstrom receberam o Nobel da Economia.

Antes, já o Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, tinha recebido o Prémio Nobel da Paz, numa cerimónia que decorreu na capital da Noruega, Oslo, ao princípio da tarde de sábado.

Os prémios Nobel são uma medalha de ouro, um diploma e um cheque de oito milhões de coroas suecas, equivalente a 824 mil euros, cerca de 871 mil dólares, que é partilhado se houver mais do que um vencedor numa categoria.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …

Roubar aos ricos para dar aos pobres. Misterioso grupo de hackers desviou dinheiro para doar à caridade

Um misterioso grupo de hackers, conhecidos como hackers Darkside, doou dinheiro a duas instituições de caridade - mas esse dinheiro foi roubado pelo mesmo grupo a grandes corporações através de um ataque de ransomware. Quase podia …

Desatualizados e com erros. IA vai vasculhar milhares de documentos da Casa Branca

O Escritório de Administração e Orçamento da Casa Branca (OMB) disse que as agências federais vão usar inteligência artificial (IA) para eliminar requisitos desatualizados, obsoletos e inconsistentes em dezenas de milhares de páginas de regulamentos …