Partex não vai investir mais em Portugal. “Não vale a pena”

socialeurope / Flickr

Isabel Mota presidente da Calouste Gulbenkian

O presidente da Partex afirmou numa entrevista hoje publicada que a empresa decidiu deixar de investir em Portugal e que não vai contestar a rescisão dos contratos com o Governo para exploração e prospeção de petróleo.

Em entrevista ao Público, António Costa e Silva adiantou que relativamente ao Algarve, a Partex decidiu “não contestar a rescisão do contrato”.

“Nós, pura e simplesmente, decidimos não investir mais em Portugal, não vale a pena. Apostámos no projeto do Algarve porque existia um Governo em que o ministro Álvaro Santos Pereira, que foi muito criticado, tinha a preocupação de desenvolver os recursos naturais e percebeu que o país precisava de uma onda de reindustrialização e que isso criaria riqueza e emprego”, disse.

E justificou: “quando mudou o Governo, passámos para o ciclo oposto, que é governar em função do que dizem os autarcas e a opinião pública, sem haver uma visão clara da importância que o projeto Algarve poderia ter”, disse.

Segundo o responsável, o projeto do Algarve era “plausível e executável”, tendo sido feitas campanhas sísmicas. Adianta também que fechou os projetos em Peniche e no Alentejo. No entender do presidente da Partex, “uma política que hostiliza as empresas e o lucro não cria condições amigas do investimento e do desenvolvimento do país”.

Na entrevista ao Público, António Costa e Silva disse também que a Partex vai entrar “num novo ciclo” com a venda ao grupo chinês CEFC, que quer “investir e transformá-la numa plataforma global”, orientada para o Médio oriente, Ásia Central e países de língua portuguesa.

O negócio ainda não estará fechado, mas o presidente da Partex está confiante que é só uma questão de tempo.

“A negociação, complexa, está a decorrer. Nesta altura estão-se a discutir os termos do acordo. Acho que há uma grande probabilidade de se concretizar. Depois, após o acordo, tem de haver a notificação a todas as companhias operadoras onde estamos, e há algumas concessões em que é necessário consultar também os parceiros por causa dos direitos de preferência”, disse.

António Costa e Silva, que se tem reunido com o novo acionista, salienta na entrevista que os “recursos humanos são uma das condições cruciais do contrato“. De acordo com o presidente da Partex, o novo investidor quer a “equipa, as valências, o know-how, a tecnologia”.

Questionado sobre se “vê a Partex a apostar novamente nas energias renováveis, Costa e Silva salienta que a empresa tem “muitos contactos pelo mundo”. A Fundação Calouste Gulbenkian detém 100% do capital da Partex, empresa que é liderada por António Costa Silva.

A Partex foi fundada em 1938, por Calouste Gulbenkian, que até então “tinha sido o grande promotor da criação da Iraq Petroleum Company, uma empresa que reuniu os interesses das empresas que hoje se chamam BP, Shell, Total, Exxon Mobil, e onde ficou com 5%, passando a ser conhecido como o “Mister Five Per Cent”.

Foi a Iraq Petroleum Company que iniciou toda a atividade da indústria petrolífera no Médio Oriente, juntando como parceiros o Iraque, Qatar, Abu Dhabi e Omã.

Calouste Gulbenkian entrou na Iraq Petroleum Company em nome individual, mas depois criou a empresa Participations and Explorations, daí o nome Partex, que assinou em 1939 a primeira concessão com Abu Dhabi.

Com a nacionalização de 60% da concessão em 1971, surgiu a empresa nacional ADNOC em Abu Dhabi, diminuindo a participação de todos os acionistas, o que no caso da Partex representou uma redução de 5% para 2%.

Entretanto, a Fundação Calouste Gulbenkian recebeu uma oferta de compra para a Partex, encontrando-se em processo de negociações com o grupo interessado.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. É o Portugal em crescimento, com o investimento internacional em fuga !!
    Só loucos se habilitam a meter dinheiro neste país, com a pior legislação laboral europeia, e com uma sofreguidão estatal na cobrança de impostos a tudo o que mexe.
    Crescimento, só se for na arrogância do tosta.

    Outro escândalo, é a delapidação dos ativos da Gulbenkian pelas recentes administrações, para criar liquidez e poder distribuir dividendos e benesses… A Fundação foi uma dádiva de Gulbenkian a Portugal e não a um grupo de gestores que se tem divertido a delapidar a fundação.

    • muito bem !!!! em relaçao ao primeiro paragrafo….. sabe se que o petroleo nao é o forte da geringonça… quanto ao segundo paragrafo sabemos como e facil para a geringonça, gastar o patrimonio do estado….sem sequer alguem apontar o dedo….
      sabemos que o jornalismo esta entrege a mercenarios ao serviço dos institos mais baixos dos marxistas.. enriquecer a qualquer custo desde que escondidos do olhar abulico do povinho.

  2. A “importância do projecto Algarve” seria rebentar com o fundo marinho para chupar o petróleo e deixar a poluição arrasar as praias, deixando os lucros nas mãos da petrolífera e arruinando o Turismo. O Turismo é uma actividade que dá emprego a muito mais pessoas do que a exploração do petróleo daria e os lucros são muito mais bem distribuidos pela população. Colocar o Turismo em risco para satisfazer os interesses estrangeiros teria sido um grande erro. Imaginem uma maré negra na Praia da Rocha ou um petroleiro encalhado na Ilha de Tavira…

RESPONDER

Há uma pequena galáxia a orbitar a Via Láctea (e ninguém sabe como foi lá parar)

Segue 1 é o nome da pequena galáxia que orbita muito perto da Via Láctea. O corpo celeste é fraco e de pequenas dimensões, tendo surpreendidos os cientistas - pois ninguém sabe ao certo como …

Morreu o virtuoso guitarrista português Phil Mendrix

Filipe Mendes, mais conhecido por Phil Mendrix, faleceu esta segunda-feira. A notícia foi confirmada pela página oficial do músico português no Facebook. Phil Mendrix, um dos mais virtuosos guitarristas nacionais, morre com apenas 70 anos. O …

Finalmente, a Matemática desvendou quem escreveu "In My Life" dos Beatles

Mais de 50 anos depois da criação da música "In My Life", um dos sucessos dos Beatles, a Matemática concluiu quem foi o autor da canção, depois de tanto John Lennon como Paul McCartney reclamarem …

Com 14 anos Ethan ainda não pode votar, mas já é candidato a governador nos EUA

Ethan Sonnebord ainda não pode votar, mas, aos 14 anos, é candidato do Partido Democrata ao cargo de governador do estado de Vermont, nos Estados Unidos. Ao contrário do que acontece na grande maioria dos estados …

China tenta travar divórcios com “período de reflexão”

Tribunais em toda a China estão a começar a impor aos casais que se querem divorciar um período de espera, de entre duas semanas e três meses, visando travar o aumento no número de separações. Segundo …

Descobertos novos geóglifos que podem reescrever história da Amazónia

Novos geóglifos descobertos no estado brasileiro do Acre reforçam a ideia de que havia uma numerosa população milenar e hierarquizada na Amazónia 2.500 anos antes da chegada dos europeus. Estes dados podem “reescrever” a história …

Ministro da Noruega demite-se após violar regras de segurança em viagem ao Irão

Per Sandberg foi obrigado a demitir-se por ter infringido as regras de segurança do Governo ao não informar sobre uma viagem privada ao Irão e por ter levado o telemóvel profissional. O ministro das Pescas norueguês, …

Bomba de 220 quilos da Segunda Guerra Mundial desativada em França

Uma bomba inglesa de 220 quilos, datada da Segunda Guerra Mundial, encontrada no fim de junho em Rouen, no noroeste de França, foi neutralizada neste domingo, anunciaram as autoridades locais. A operação foi realizada por agentes …

Agência do Ambiente pondera aplicar multas por ruído

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) está a analisar a aplicação de multas para o incumprimento das regras do ruído, obrigando as grandes cidades e infraestruturas de transportes a ter mapas e planos estratégicos para …

Pelo menos dois mortos e um milhão de pessoas afetadas por inundações nas Filipinas

Pelo menos duas pessoas morreram e uma desapareceu nas Filipinas devido a inundações que afetam mais de um milhão de pessoas após a passagem da tempestade tropical Yagi, informaram esta segunda-feira as autoridades. O centro e …