Parlamento Europeu trava negociações de adesão da Turquia à UE

UNAOC / Flickr

Recep Tayyip Erdogan, Presidente da Turquia

Recep Tayyip Erdogan, Presidente da Turquia

O Parlamento Europeu pediu esta quinta-feira o congelamento das negociações de adesão da Turquia à União Europeia dada a “repressão desproporcionada” em curso no país desde a tentativa de golpe de Estado de julho passado.

Numa resolução, não vinculativa, aprovada por ampla maioria em Estrasburgo, os eurodeputados pedem à Comissão e aos Estados-membros um “congelamento temporário” do processo de adesão iniciado em 2005.

“Apesar de a Turquia ser um parceiro importante da UE, a vontade política de cooperar tem de ser manifestada por ambas as partes”, afirmam os eurodeputados, acrescentando que a repressão em curso “está a desviar a Turquia da sua trajetória europeia”.

A resolução foi aprovada com 479 votos a favor, 37 contra e 107 abstenções.

O Parlamento Europeu diz-se no entanto “empenhado em manter a Turquia ligada à UE” e compromete-se a reapreciar a posição hoje aprovada se as medidas repressivas forem revogadas.

Na quarta-feira, referindo-se à votação de hoje no PE, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que a votação “não tem qualquer validade”.

“Não me é sequer possível digerir a mensagem que eles querem enviar”, disse.

Responsáveis europeus têm criticado a vaga de repressão lançada pelo governo de Erdogan após o golpe de estado falhado de 15 de julho, que levou a dezenas de milhares de detenções e de despedimentos.

A resolução aprovada não terá qualquer efeito enquanto os Estados membros quiserem manter as negociações, mas ilustra o desconforto europeu com o estilo autoritário de Erdogan.

A Turquia e a UE acordaram em março acelerar as negociações de adesão, na sequência do acordo sobre migrações concluído entre ambas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Contra tudo e contra todos". Moedas fez história em Lisboa

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, afirmou hoje ter vencido “contra tudo e contra todos”, porque “a democracia não tem dono”, agradeceu o “voto de confiança” e comprometeu-se …

Ventura admite que “vitória não foi total” ao falhar objetivo de ficar em terceiro

O líder do Chega admitiu hoje que a “vitória não foi total” nas autárquicas de domingo, ao falhar o objetivo de ser a terceira força política, mas defendeu que se “fez história” em Portugal, recusando …

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …