Papiro egípcio com 3 mil anos revela primeira denúncia por abuso sexual da história

Um papiro egípcio com três mil anos pode conter um dos primeiros registos de um homem despedido por abusos sexuais.

O manuscrito, com cerca de três mil anos, descreve uma lista de numerosas ações moralmente reprováveis por parte do artesão chefe Paneb, que viveu aproximadamente em 1.200 a.C. na cidade de Tebas, cujas ruínas se localizam dentro da moderna cidade de Luxor.

Paneb era o chefe de uma comunidade de artesãos que construíam túmulos reais no Vale dos Reis, na margem oeste do Rio Nilo. O autor do papiro, Amennakht, era, aparentemente, um companheiro que estava zangado com Paneb e que, por esse motivo, decidiu fazer denúncias diante do faraó.

De acordo com as acusações de Amennakht, Paneb ocupou o cargo de chefe de gabinete de modo injusto e era o autor do documento quem deveria ocupar esse mesmo lugar.

Para dar mais peso às suas reivindicações, Amennakht apresentou uma lista de acusações de agressão sexual e adultério. Numa das denúncias, Amennakht acusou Paneb de abusar sexualmente de uma mulher chamada Yemenwaw, a quem rasgou as roupas, “atirando-a contra parede e violando-a“.

Amennakht apresenta no papiro não só as denúncias de abuso sexual como também alguns testemunhos, destacando-se o testemunho do filho de Paneb, que garante que a denúncia de abuso sexual detalhada no manuscrito não foi o único crime que o pai cometeu.

O manuscrito não esclarece o que aconteceu com Paneb, mas mostra que, mesmo em sociedades antigas, as pessoas podiam ter sido castigadas pelo seu comportamento inaceitável.

O documento faz parte de um conjunto de notas conhecido como Papyrus Salt 124, detido pelo British Museum, e está a ser revisto por especialistas para examinar a cultura sexual antiga.

PARTILHAR

RESPONDER

Pedidos de nacionalidade portuguesa aumentaram 50% em dois anos

Nos últimos dois anos, o número de pedidos de nacionalidade portuguesa aumentou cerca de 50%, avança o jornal Público esta segunda-feira. Se em 2016 foram 117.629 os cidadãos estrangeiros que pediram a nacionalidade portuguesa, em 2018 …

Não há democracia na Coreia do Norte? "É uma opinião", diz Jerónimo

Jerónimo de Sousa evitou classificar o regime de Kim Jong-un em termos "de ser ou não ser" uma democracia. A Coreia do Norte é ou não uma democracia? "É uma opinião", respondeu Jerónimo de Sousa. Numa …

Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa. Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa …

Javalis tomaram o lugar dos coelhos. "Muitos animais estão doentes"

Para já, não há perigo de saúde pública, mas os javalis carregam doenças que podem passar a outros animais. Se antes se matavam mil coelhos, abatem-se agora 10 javalis. Jacinto Amaro, presidente da Fencaça - Federação …

Maduro prepara reestruturação do Governo venezuelano

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu aos ministros do seu Governo que ponham os seus cargos à disposição, a fim de impulsionar uma "reestruturação profunda" do Executivo. O anúncio foi feito este domingo através do …

"Cojones" de Ronaldo valem-lhe processo disciplinar da UEFA

A UEFA abriu um processo disciplinar a Cristiano Ronaldo pelo seu festejo na vitória por 3-0 frente ao Atlético Madrid. O gesto ousado do português após marcar o terceiro golo na partida foi uma resposta …

Olimpíadas de Tóquio terão robôs a ajudar pessoas em cadeira de rodas

As Olimpíadas de Tóquio, que decorrem em 2020, podem vir a ficar conhecidas como os "Jogos dos Robôs", devido aos robôs que serão usados ​​no novo Estádio Nacional para ajudar os apoiantes em cadeiras de …

Banco de Portugal quer obrigar bancos a reduzir custos de transferências imediatas

O Banco de Portugal quer que a banca implemente práticas que reduzam o preço das transferências imediatas, de forma a aumentar a sua adoção. Estas são transações monetárias de uma conta para outra, efetuadas num …

Holanda investiga morte de milhares de doentes mentais na II Guerra Mundial

A Holanda vai investigar as circunstâncias em que milhares de pessoas com incapacidades e doenças mentais morreram nos hospitais psiquiátricos do país na II Guerra Mundial, um número que é desconhecido, divulgou a imprensa local. "Não …

Roubo, sequestro e violação. PJ descortinou 210 crimes inventados nos últimos cinco anos

Nos últimos cinco anos, a Polícia Judiciária descortinou que 210 investigações lançadas após denúncias de alegados lesados eram, na verdade, invenções. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia, os delitos mais …