Afinal, “papagaio-mor do reino” é um comentador televisivo. Brazão iliba Marcelo e Costa no caso Tancos

António Cotrim / Lusa

O major Vasco Brazão da Polícia Judiciária (PJ) durante a sua audição na Comissão Parlamentar de Inquérito

O inspector-chefe da Polícia Judiciária Militar, o major Vasco Brazão, garante que quando falou em “papagaio-mor do reino” se referia a um comentador televisivo e não ao Presidente da República, no âmbito do esquema da recuperação das armas roubadas em Tancos. E também iliba António Costa de responsabilidades.

A expressão utilizada pelo major foi captada nas escutas telefónicas realizadas pela Polícia Judiciária (PJ) no âmbito do caso do roubo de armas em Tancos. O processo judicial tem 23 arguidos, entre os quais Vasco Brazão e o ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes. Entre os arguidos, 9 são acusados de terem planeado e roubado as armas nos paióis, e os outros 14 são suspeitos de terem encenado a recuperação do material de guerra.

Nas escutas telefónicas realizadas, no decurso da investigação, a expressão “papagaio-mor do reino” registada numa conversa do major Vasco Brazão levou à suspeita de que ele estaria a falar de Marcelo Rebelo de Sousa e de que o Presidente da República estaria a par dos detalhes da encenação.

Mas o major assegura agora, em declarações ao Expresso, que “falava de um comentador televisivo, utilizando uma alcunha” que diz usar “habitualmente” para se referir a ele. “Essa conversa com a minha irmã é completamente inócua para o processo. Eu quis tranquilizá-la”, atesta ainda, concluindo que pode “não ter sido feliz nos termos utilizados” numa altura em que a sua família “estava sob uma grande pressão, porque decorria a comissão parlamentar de inquérito” e ele “estava em prisão domiciliária”.

O inspector-chefe da Polícia Judiciária Militar (PJM) considera também que “é abusivo o caso que se quis fazer acerca de uma conversa que nem é relevante para o objecto do processo”.

Vasco Brazão iliba, desta forma, Marcelo Rebelo de Sousa. “Sempre vi, nas suas declarações públicas, o Presidente da República muito empenhado em que se descobrisse toda a verdade sobre este caso, o que me leva a acreditar que fala verdade quando afirma que desconhecia os termos da operação da PJM”, aponta no Expresso.

O major também diz que não tem dados que indiquem que o primeiro-ministro tinha conhecimento do processo, mas “o então ministro da Defesa seguramente sabia o que se estava a passar”, nota, apontando o dedo a Azeredo Lopes na encenação. Uma operação que assegura ter sido “dirigida pelo director-geral da PJM, o coronel Luís Vieira, com o conhecimento e acompanhamento do director de investigação criminal da PJM, o coronel Manual Estalagem”, que não está entre os arguidos do caso.

Vasco Brazão também justifica o facto de não se ter informado o Ministério Público, nem a PJ, da operação de recuperação das armas com o “desígnio de assegurar a recuperação do material de guerra furtado, cujo desaparecimento constituía um risco gravíssimo para a segurança nacional”.

“Não negociámos com ninguém, trabalhámos com um informador, de cuja existência tomámos conhecimento através da GNR de Loulé“, acrescenta o major.

ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. – Então quem era afinal o papagaio-mor do reino, eh? Querem ver que o visado era o Ricardo Araújo Pereira?! Ou seria o Pedro Mexia?!

  2. Mais uma palhaçada a juntar a tantas outras. Afinal o papagaio-mor era um da TV, mas não diz quem é. Podia dizer o nome para também o público aferir se esse tal é um papagaio ou não. CAMBADA!! E os pagadores de impostos a pagar para essas corjas!!

  3. Como pode um país chegar longe quando tem inspectores gerais com o perfil de ” moços de esquadra”. Coragem teve o nosso Capitão Salgueiro Maia quando reuniu o esquadrão e comunicou: “Existem vários tipos de Estado entre os quais o estado a chegámos”. Na altura teve coragem e nos tempos que correm teve raźão.

  4. Este Brazão, alem de ser um criminoso, também nos saiu um belo papagaio!…
    Até tem piada, vermos este “artista” que foi que preparou esta encenação toda, a apontar o dedo a outros – além de ter escondido tudo do MP e da PJ!!

  5. Perante afirmação tão desconfortável é evidente que este concluiu que melhor seria inventar outro papagaio não fosse o diabo tece-las e assim faz de conta que ninguém ficará a saber quem é o verdadeiro papagaio-mor.

  6. Sr. Major, ao menos por uma vez tenha a coragem de assumir as suas atitudes e não faça de nós parvos! Todos nós sabemos muito bem a quem se referia!
    Mal vai o Exército, quando os nossos Soldados abdicam das suas obrigações para com a Pátria e se vergam aos jogos dos políticos….
    Não foi isso que certamente lhe incutiram nos bancos da Escola do Exército…

  7. Mas…
    Não me levem a mal.. (sei que vão levar).
    Afinal para que precisamos de forças armadas?!
    Soberania! Põem os “patriotas” ao peito…
    E eu Respondo…
    ãh?! WFT??!

RESPONDER

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …

Lotação do Avante reduzida a um terço. Visitantes terão uma "área superior à que está estabelecida para as praias"

O PCP anunciou que vai limitar a entrada na sua anual Festa do "Avante!" a um terço da capacidade total, em virtude do contexto de pandemia de covid-19. O espaço de 30 hectares das Quinta da …

Governo da Guiné Equatorial demitiu-se em bloco

O Governo da Guiné Equatorial, liderado pelo primeiro-ministro Francisco Pascual Obama Asue, apresentou a sua demissão em bloco. Em declarações aos jornalistas, o ministro da Comunicação e porta-voz do Governo em funções, Eugenio Nze Obiang, explicou …

PSP apresenta queixa contra jornal Público por causa de cartoon no "Inimigo Público"

A PSP anunciou esta sexta-feira que vai apresentar queixa contra o jornal Público pela publicação, no suplemento Inimigo Público, de um cartoon com uma figura vestida de uniforme, “aparentemente relacionado com uma ação com conotação …

Tensão no Mediterrâneo. Macron envia ajuda militar à Grécia em conflito com a Turquia

O presidente Emmanuel Macron anunciou, quarta-feira, o envio de forças francesas para o Mediterrâneo Oriental. A intenção turca de procurar petróleo e gás no fundo do mar, tem criado tensão política entre a Grécia e …