Tancos. Armas recuperadas na encenação com o ladrão podem não ser as roubadas

Paulo Novais / Lusa

Militares à entrada dos Paióis Nacionais do Polígono Militar de Tancos

O roubo e a posterior recuperação das armas de Tancos continuam envoltos em suspeitas e dúvidas. E perante as discrepâncias nas listas do material roubado e do que foi recuperado, há quem acredite que a encenação pode ter sido ainda maior do que aquilo que já se sabe.

Quando o Ministério Público tem a decorrer duas investigações – uma ao roubo de armas em Tancos e outra ao processo de recuperação das mesmas -, prossegue uma onda de mistério em torno do caso.

A divulgação da lista com o material de Tancos que foi recuperado em Outubro de 2017, numa acção encenada entre elementos da Polícia Judiciária Militar (PJM) e o alegado ladrão, um ex-militar indiciado por tráfico de drogas e armas, faz aumentar as suspeitas.

É que a listagem enviada à Comissão Parlamentar de Defesa aponta a falta de cinco granadas e mais de 30 cargas de explosivos, bem como a existência de material “a mais”, relativamente à lista do material roubado que foi inicialmente apresentada.

Poderá tratar-se de um mero erro no inventário do armamento dos Paióis, mas há quem suspeite que as armas recuperadas podem nem sequer ser as armas roubadas, e que “o roubo poderá ter tido maiores dimensões”, como destaca o semanário Sol.

A encenação pode ter tido proporções ainda maiores, admite o jornal, citando fontes militares que referem que o aparecimento das armas “visou apenas encobrir um roubo que terá sido muito maior“.

Costa disponível para ir ao Parlamento dar explicações

Entretanto, o primeiro-ministro António Costa está disponível para declarar na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o caso. Está “totalmente disponível” para responder às perguntas da CPI, avança o semanário Expresso na sua edição impressa deste sábado, citando fontes oficiais.

O Parlamento português aprovou na semana passada a criação de uma CPI ao caso de Tancos que já levou à detenção de oito militares por suspeitas de encobrimento, e que precipitou a demissão do anterior ministro da Defesa, Azeredo Lopes.

O ministro da Administração Interna (MAI) nega, entretanto, ter tido “conhecimento nem qualquer informação relativa à recuperação das armas” furtadas, numa resposta escrita a uma pergunta endereçada pelo PSD, conforme cita a agência Lusa.

O líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, e o deputado Carlos Peixoto, perguntaram ao MAI, Eduardo Cabrita, se teve conhecimento do caso de Tancos, face às notícias do envolvimento de três elementos da GNR no processo de encobrimento na recuperação das armas.

O ministro nega esse conhecimento e recorda que “não exercia as funções de MAI à data da recuperação do material furtado”.

Eduardo Cabrita lembra ainda que, uma semana depois de ser tornada pública a Operação Húbris, que investiga a encenação na recuperação das armas, determinou a abertura, pela Inspecção-Geral da Administração Interna, de “processos de inquérito para apuramento de responsabilidades disciplinares relativamente a dois sargentos e dois guardas da GNR”.

Entre os arguidos do inquérito estão o ex-diretor da PJM, que está em prisão preventiva, o investigador e ex-porta voz da PJM, o alegado responsável pelo furto e três elementos do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Loulé.

ZAP // Lusa / EFE

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Que se lixe, enquanto a função pública tiver aumentos e os artistas continuarem a rir, a geringonça há-de continuar a andar.
    Viva Portugal, este país civilizado!

  2. Novas suspeitas ? Há já vários dias / semanas que ouvi um comentário que , as armas recuperadas tinham vindo de outros paióis . . . Que fazia parte da encenação ! Já foram revistar outros depósitos de armamento ? ?

  3. O costa e o feijão frade devem saber de tudo. Eles são muito amiguinhos e a última que fizeram em conjunto foi o cozinhado para correr com a Marques Vidal. Ela andava a chatear os amigos deles e afilhados e é preciso alguém que arquive e destrua tudo. Alguém tipo pintainho e noronha.

    • Esquece-se de dizer que o Processo dos submarinos foi arquivado pela Procuradora Marques Vidal. Porque terá sido? É por isso que o PSD e CDS gostavam tanto dela, porque no caso em que entravam “roubos” dos seus, ela arquivava.

  4. Numa qualquer firma já teriam sido descobertos há muito tempo e despedidos os ladrões com justa causa,
    como se trata dos feijões verdes com armas na mão ha que ter cuidado, pode vir acontecer um novo 25 de Abril, penso eu

    • Depende da “qualquer firma”… no BES, PT, etc, os gestores eram “premiados” internacionalmente e o resultdo foi o que se sabe…
      Isto para não falar no Lehman Brothers, o maior banco de investimento do mundo, que num dia era triple A e no outro estava completamente falido… e que “só” levou a uma crise mundial…
      Mas, não há dúvidas que este caso de Tancos é uma vergonha para todos os militares (e ex-militares, como eu!) e tem que ser esclarecido até às últimas consequências…
      Os comandantes das unidades responsáveis pela segurança dos paiois de Tancos tem que ser todos chamados à responsabilidade e, no minimo, ser despedidos com justa causa!!

  5. Ainda vamos todos descobrir que Tancos afinal… não existe, nem nunca existiu. E desse modo nunca poderia ter havido qualquer roubo de uma base que nunca existiu.

RESPONDER

Cientistas criam um "relógio" que mede a idade biológica

Dois cientistas do CECAD Cluster of Excellence in Aging Research desenvolveram um método que pode determinar a idade biológica de um organismo com uma precisão sem precedentes. Todos conhecemos a idade cronológica - a nossa idade …

"Das palavras aos atos". Marcelo com mais de 60% de mulheres na sua equipa no segundo mandato

O Presidente da República considerou este domingo que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são ainda suficientes e afirmou que quis passar "das palavras aos atos" com mais mulheres …

Governo dá 19,8 milhões às escolas para testes rápidos. Ensino privado também quer

O Conselho de Ministros aprovou, este domingo, uma resolução que permite às escolas e ao setor solidário efetuar despesa na realização de testes rápidos de antigénio à covid-19, num montante global de 19,8 milhões de …

Afinal, abandonar Montijo não obriga a indemnizar ANA (e há quem defenda opção Beja)

A alteração do local do novo aeroporto na sequência da avaliação ambiental estratégica não obriga ao pagamento de qualquer indemnização à ANA. De acordo com o esclarecimento do Ministério das Infraestruturas, uma eventual alteração do local …

Descoberta nova relação entre a biodiversidade dos animais e das florestas

Uma análise ao registo de imagens de 15 reservas de vida selvagem em florestas tropicais revelou uma relação até então desconhecida entre a biodiversidade de vários mamíferos e as florestas em que vivem. As florestas tropicais …

Pelo menos 17 mortos e 400 feridos em explosões na Guiné Equatorial

Pelo menos 17 pessoas morreram e outras 400 ficaram feridas após várias explosões registadas, este domingo, num quartel militar na cidade de Bata, na Guiné Equatorial, informaram as autoridades. De acordo com dados do Ministério da …

Marques Mendes antecipa desconfinamento a 15 de março. Creches e 1º ciclo são os primeiros a abrir

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes revelou, este domingo, que as creches, pré-escolar e 1º ciclo deverão abrir já a 15 de março. Segundo o comentador, o plano que vai ser …

Olivier Dassault, deputado bilionário francês, morre em acidente de helicóptero

O deputado francês Olivier Dassault, neto do fundador da Dassault Aviation, morreu este domingo, aos 69 anos, num acidente de helicóptero, no nordeste de França, avança a Agência France-Press (AFP). O acidente aconteceu este domingo perto …

Teoria ensinada na escola pode estar errada. Há um "núcleo mais interno" no centro da Terra

Uma equipa de investigadores da Universidade Nacional da Austrália confirmou, rastreando milhares de modelos numéricos, a existência do "núcleo mais interno" nas profundezas da Terra.  Na escola, os estudantes costumam aprender que o planeta Terra é …

Sonda passa ao lado de Vénus, tira-lhe uma fotografia e surpreende cientistas da NASA

A imagem obtida pelo Wide-field Imager (WISPR) da Parker Solar Probe foi capturada a 12.380 quilómetros de Vénus. A Parker Solar Probe, da NASA, capturou vistas deslumbrantes de Vénus em julho de 2020. O alvo da …