/

Papa Francisco defende pela primeira vez uniões de facto para casais homossexuais

4

catholicism / Flickr

O papa Francisco

O Papa Francisco defendeu a regulação do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, afirmando que os homossexuais têm direito a constituir família.

“Homossexuais têm o direito de constituir família. São filhos de Deus”, defendeu o líder máximo da igreja cristã noo documentário “Francesco” que estreou esta quarta-feira em Itália e cujas declarações foram divulgadas pelo site Catholic News Agency.

“O que precisamos é de uma lei de união civil. Dessa forma, estão legalmente assegurados. Defendi isso (…) Os homossexuais têm o direito de fazer parte de uma família. Ninguém deve ser deixado de fora ou sentir-se miserável por causa disso”, disse.

Tal como recorda o jornal Público, esta é a primeira vez que o Papa Francisco defende o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo publicamente, demonstrando apoio aos direitos LGBT e distanciando-se das posições tradicionais do Vaticano.

De acordo com a agência noticiosa Reuters, estas declarações do Papa Francisco foram proferidas numa parte do documentário sobre Andrea Rubera, um homossexual que adotou três crianças juntamente com o seu companheiro.

O Papa Francisco terá dito que quando foi arcebispo de Buenos Aires se opôs contra a legislação para aprovar o casamento do mesmo sexo, mas que apoiou algum tipo de proteção legal para os direitos dos homossexuais, escreve a TVI.

Já o biógrafo do Vaticano, Austen Ivereigh, frisa que estas declarações são das mais “claras” sobre o tema, desde que Francisco assumiu o cargo, em 2013.

O documentário Francesco estreou esta quarta-feira no Festival de Cinema de Roma. O filme aborda questões com as quais o Papa mais se preocupa, incluindo ambiente, pobreza, migração, desigualdade racial e discriminação.

  ZAP //

 

4 Comments

  1. Contrariamente ao “?”, não vejo nenhum incomodo em encarar a união de facto de casais Homossexuais. Em caso de separação ou morte de um dos conjugues, é uma segurança em termos de Herança e casos Administrativos, nada mais. Por outra razão, rejeito qualquer apologia ou proselitismo Publico de parte de Homossexuais ( Gay Pride’s) por ex. e outras manifestações LGBT.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE