Pais indignados com linguagem sexual explícita em livro recomendado para o 8.º ano

Rita Rocha / Facebook

O escritor Valter Hugo Mãe

Os pais dos alunos do Liceu Pedro Nunes, em Lisboa, estão indignados com o Ministério da Educação por causa de um livro de Valter Hugo Mãe que inclui linguagem de carácter sexual explícito e que faz parte do Plano Nacional de Leitura.

Depois da controvérsia com um texto de Pedro Chagas Freitas, o escritor que diz que “as crianças de hoje não prestam para nada”, é a segunda polémica em poucos meses a envolver o conteúdo dos manuais escolares.

O caso é reportado pelo jornal Expresso, que salienta que os pais destes estudantes do Liceu Pedro Nunes, que frequentam o 8.º ano e que andam na faixa dos 13, 14 anos, se queixam do conteúdo “inapropriado” do livro recomendado para o terceiro ciclo pelo Ministério da Educação, no âmbito do Plano Nacional de Leitura.

Em causa está a obra “O nosso reino” de Valter Hugo Mãe, um livro que recebeu críticas muito favoráveis e que foi escolhido pelos professores de português da Escola de Lisboa para as aulas do 8.º ano.

O Expresso transcreve mesmo, a título de exemplo do que causou indignação aos pais, uma das frases do livro: “E a tua tia sabes de que tem cara, de puta, sabes o que é, uma mulher tão porca que fode com todos os homens e mesmo que tenha racha para foder deixa que lhe ponha a pila no cu.

Valter Hugo Mãe diz que não matou o Pai Natal

Contactado pelo semanário, Valter Hugo Mãe diz que já nem se lembra de o livro “ser assim tão escabroso e tão explícito”. “Não sei se a leitura deste livro lhes revela um novo mundo. Não me ocorre ter usado uma perversão tão grande que represente a morte do Pai Natal”, considera ainda o escritor.

De acordo com a sinopse no site da Porto Editora, a obra é uma “delicadíssima história de uma criança em torno da ansiedade por uma resposta de Deus”.

A Editora também resume que “O nosso reino” é o “retrato de um Portugal recôndito ao tempo da Revolução dos Cravos que nos conta como em lugares pequenos as ideias maiores são relativamente intemporais e o que acontece ignora largamente o tempo exacto do mundo”.

ZAP //

PARTILHAR

49 COMENTÁRIOS

  1. Ahahahahah, já não sei se hei-de rir ou chorar. Chorar por termos um ME tão incapaz de selecionar as leitoras mais convenientes, e há milhares delas, e impingir às escolas de uma forma pouco clara e sabe-se lá com que propósito, um autor que, pela linguagem utilizada, só pode mesmo ser incapaz de, de outra forma, cativar leitores. É muito fácil recorrer àquele tipo de narrativa vulgar, qualquer um o faz, por isso, a partir daí qualquer um também pode ser escritor. Só falta agora também sugerir aos miúdos lerem as prosas do Quim Barreiros (bem mais inocentes por sinal) e verem filmes “educativos” tipo Garganta Funda e outros, e depois é só esperar pelo resultado.

    • Acho que estás certo. Acredito que foi através do uso deste palavreado que o autor esperou vir a ser um best-seller.

      Quanto ao ME sao psicólogos quem decide o que se vai ensinar. E desde que a Psicologia entrou na Sociedade (anos 60) a moral tem vindo a degradar-se, os divórcios têm aumentado, o poder destruidor dos vândalos chegou aos massacres nas escolas, o índice de competência está a decair a olhos vistos, o insucesso escolar em todas as suas formas, num aumento galopante, tem feito baixar cada vez mais as médias para aprovaçao…
      E depois olha para as outras estatísticas sociais:
      – Criminalidade (psicólogos na polícia)
      – Notícias (psicólogos de redacçao)
      – Publicidade (ligada ao endividamento individual e familiar)
      – Programaçao televisiva
      – Apatia generalizada (abstençao em eleiçoes, incapacidade de gerar uma alternativa para o sistema de governo representativo a que nos ensinaram a chamar Democracia e que vai contra os princípios de J. J. Rousseau, apatia em relaçao à Corrupçao, apatia em relaçao à Responsabilidade e à Cidadania, etc)

  2. Uau, nunca li nada do VHM, mas deve ser um escritor extraordinário. A avaliar por diálogos tipo “E a tua tia sabes de que tem cara, de puta, sabes o que é, uma mulher tão porca que fode com todos os homens e mesmo que tenha racha para foder deixa que lhe ponha a pila no cu.” Isto é algo novo realmente. Nunca ninguém se tinha lembrado de utilizar tal linguagem….. Que raio de País. Para se ser notado como escritor temos mesmo que recorrer à vulgaridade? Já li várias obras de, por exemplo, G. Garcia Marquez, entre outros, e não me lembro de ser utilizada a descrição pornográfica pormenorizada. Será que isso é ser diferente, e ser diferente é que é bom? Os “normais” que se cuidem, ou viram gays para terem notoriedade, ou escrevem porcaria para serem lidos, ou tiram a roupa para serem famosos, ou morrem normais e desconhecidos. Ignorar o fim é acreditar é desconhecer o princípio!

  3. “Muito interessante!” Nunca leu nada da vasta obra de Valter Hugo Mãe mas sente-se com propriedade para – sem considerar o contexto – criticar e falar do que, de facto, não sabe. Que pobreza de espírito! Não lhe fazia mal nenhum ler alguma das obras do escritor para se cultivar um pouco.

    • Sem dúvida… vou já comprar os livros… aparenta ter uma cultura do c@ralho… só um grande filha da put@ não vê o alto grau de cultura do escritor… dass!!!
      (espero que a moderação do zap permita passar este meu comentário com linguagem cultural…)

    • A Avó Virinha das Beiras de facto tem razão.
      Diz ela que nos dias de hoje é só putas e cabroes.
      Estes filhos da put@ que tomaram conta desta merda , a maioria são tóxicos para a sociedade. Querem aplicar uma “receita” que deveria ser usada pelos próprios. E olhe que de puritano não tenho nada e sou altamente tolerante com toda a cangalheiro que hoje habita Portugal . Agora não confundo inchaço com gordura ou como diz o troglodita do Kosta não confundir estrada da Beira com a beira da estrada.

    • Sr. Silva, não quer ir ver se estou na esquina? E já agora, não quer também voltar aos bancos da escola para aprender português? O senhor sabe o que é um “contexto”? Não deve saber, senão não se armaria em intelectual da treta ao afirmar que as minhas afirmações não consideraram o contexto. O que está em causa, repito, é a indicação de uma “obra” com aquele tipo de diálogo para miúdos daquelas idades. Isso sim, foi o contexto em que intervi. . Quanto à “vasta” “obra” do VHM, realmente tenho mais que fazer, não tenho grande pachorra para aturar certo tipo de intelectualidade que recorre à facilidade e à vulgaridade. Um dia destes retiro-me para a Serra da Estrela, alugo uma cabana, e começo a escrever de forma explícita as minhas memórias boémias das noites no Pérola Negra e outros locais de “culto”, e talvez venha a publicar um romance, e farei questão de enviar um exemplar com dedicatória a V. Exa Sr. Silva.

  4. Simplesmente incrível! Até onde pode chegar a linguagem porca de alguém que se imagina Alguém e como é possível que um Ministério da Educação Nacional tenha o desplante de permitir que um livro desta natureza entre no ensino nacional. Tudo isto tem apenas uma simples explicação embora parte dos portugueses façam de conta que não percebem e esquecem-se de que com toda esta passividade estão a deixar cair o país no atoleiro sem qualquer esperança de futuro decente para os seus filhos e netos. Com o 25 de Abril a esquerdalha tomou conta praticamente de tudo, desde a irresponsabilidade à libertinagem basta ver as leis aprovadas por eles mesmos, tem sido a forma que têm encontrado para irem ao encontro de grupelhos minoritários espezinhando toda a nossa cultura e gritando alto e a bom som de que são os defensores da liberdade. Este individuo será certamente mais um desses revolucionários de esquerda que encontra na escrita pornográfica o seu meio ideal de sobrevivência e que infelizmente encontram na imprensa quem esteja sempre pronto a dar-lhes cobertura.

    • Caro Amigo
      Subscrevo por inteiro e só acho escabroso o comportamento dos responsáveis, melhor dizendo,irresponsáveis, pela escolha da publicação em causa,já que,no respeitante ao autor,é exterior ao problema gerado e nem sequer pode ser responsabilizado pelo que escreveu.O meu grito de revolta é o comportamento dos responsáveis pela escolha do livro,Não foi,de modo alguma,para permitir comportamentos desta natureza,que configuram uma prática de “pedofilia” intelectual que dei o meu contributo para o Abril que abriu portas à liberdade,que nunca às “liberdades”…

    • Não sei se leu a parte da noticia em que diz que foram os professores da escola a escolher o livro? Não entendo qual a necessidade de colocar a política num assunto de educação, tanto mais, que se fizer scroll no rato, é imediatamente desmentido pela notícia do líder do PSD a promover um livro com revelações sexuais, mas desta feita sem serem ficção.

  5. …Pessoal…em Portugal,já se ensina ás criançinhas??do 8ºAno…a utilizar calão.
    LEGALMENTE…NAS ESCOLAS…PELOS PROFESSORES…COM LIVRO PRÓPRIO,Aprenda a Ser Ordinário,vá para a escola…Demorou hem…No meu tempo,lá em 1960,só no recreio,longe dos professores,até tinham aqueles objectos de Tortura Publica(a régua e a cana)para quem dizia ou falava “asneira”… Deus Abençõe o ‘Ministro/a”que teve tão ilustre ideia…deixa mais tempo aos pais,pois na “escola-tudo-se-aprende”..porque raio no meu tempo,dizer”merda”levava uma carga de”canoádas ou réguádas”… Nasci mesmo,fora de tempo…que pinta meu,hoje vou ter aula de educação sexual…a prof.é uma gata,tás a ver…Tá lindo,tá memo lindo,aguentem-se…eu já tive a minha dose.

  6. Algum deste calão encontrámo-lo em Gil Vicente e também é estudado, há muitos anos, pelos alunos do 9.º ano, ou ninguém leu a obra? Não quero com isto dizer que concordo com a recomendação deste livro para os alunos do 8.º ano, nem mesmo para o Plano Nacional de Leitura, mas não será esta passagem que faz do autor um mau autor e do livro um mau livro e também não será com esta passagem que os alunos do 8.º ano vão aprender este calão. O que mais ouço pelos corredores da escola é palavrão atrás de palavrão e não foi a escola nem o livro de Valter Hugo Mãe que os ensinou a dizê-los!

    • Sim, na obra o Alto da Barco do Inferno, mais propriamente com o sapateiro (especialmente este.) contudo, o nível extremamente baixo desta obra (da atual) vai muito mais além daquela que Gil Vicente usou.

      Só um à parte: não é por ouvirmos todos os dias na escola palavrões (proferidos por alunos, etc.) que se deve começar a banalizar o palavrão. Se virmos um assalto ou vagas de assaltos não é por isso que vamos começar a assaltar. se virmos os politicos a serem corruptos não é por causa disso que vamos começar a ser corruptos.. digo eu!!!!

    • De acordo.
      Espantosos são os comentários a classificar o autor, quando nunca leram nada dele…
      Enfim, avaliar a obra e o autor, por uma frase isolada do contexto é no mínimo absurdo.
      Poderá haver obras isentas destas polémicas mais apropriadas, haverá? Talvez, mas nada de puritanismos exacerbados quando sabemos o que os miúdos vêm na TV, YouTube e afins…melhor mesmo dar-lhes ferramentas de análise, pois de vernáculo estão eles cheios e não é nas leituras que fazem…

  7. Compete aos educadores informar, corretamente, sobre sexualidade, mas para isso tem que, eles próprios, saberem o significado das coisas.
    Quanto ao texto, em si próprio, revela aquilo que normalmente é dito e falado em tom de galhofa entre jovens daquela idade.
    Esconder a realidade é não saber educar.
    os puritanos, que rejeitam este e outros textos equivalentes, normalmente são os mais “sujos”.

  8. Viva a liberdade de expressão … é com estas e com outras, que afilhados vendem livros e são ainda propostos nos círculos em que se movem … já agora e sem puritanismos e visto que já quase tudo é permitido, permitam-me então, que saúde com um cumprimento, de vão todos os defensores de tão nobre escritor , bem como ele próprio, levar nos respectivos cus e lamentar que a racha de onde saíram, não tendo culpa de quem cá fora puseram, seja uma puta ou não, tenha tido a infelicidade de ter gerado gente acéfala , sem senso nem enquadramento da realidade, por tal , culturalmente falando, puta que os pariu a todos e sejam felizes por levar onde mais gostam.

  9. Todos estes puritanos que aqui julgam a obra do mestre por uma frase usada todos os dias por milhões de portugueses, talvez por eles próprios quando respondem aos filhos e filhas saturados das suas asneiras como por exemplo quando a filha prefere dar o buraco de trás para salvaguardar a virgindade até ao casamento ou é tão puritana que pensa que desabrochar é tirar da boca. Não queiram higienizar essas cabeças, por dentro.Mentes porcas que por um tostão são capazes de matar um milhão sem que isso lhes incomode tão puritanas consciências.Nem lhes passa pela cabeça onde estão e o que estão fazendo essas crianças que não tem idade para ler frases como esta que tanto criticam, provavelmente a ler os seus comentários e a rir de tanto retardamento. A TUA TIA………

  10. …muito mais atual que os Lusíadas, que nem sequer é do nosso tempo, porque se o fosse anda haveria portugueses para contar como foi!

  11. Sujeira, libertinagem, falta de pudor, mau exemplo, foi a forma como o “escritor” se dirigiu a um jovem que está na escola para ser educado e lhe ensinarem a forma como se deve comportar na sociedade, esse tipo de asneiradas, a vida, as companhias e o que ouve, se encarregarão de o inflamar e aí fará a sua escolha, agora se ao trabalho dos pais a escola não se aliar…
    Quanto ao ME – passou – e quem deixou passar, deve ser responsabilizado, porque está a fazer um mau trabalho e há muita gente desempregada e competente que poderá ocupar o seu posto de trabalho. Arrependa-se senhor escritor e retrate-se “não lhe ficaria mal” ao invés de manter a sua atitude… a não ser que o senhor seja um fervoroso adepto de “educar como foi educado.
    Bem haja a todos e deixem-se de comentários impróprios e criem alguma coisa para o bem dos vossos filhos.

  12. Não foi o escritor quem escolheu a obra para ser estudada nesta escola ou para o Plano Nacional de Leitura! Já em tempos houve polémica com um livro de Alice Vieira que, sendo para adultos, estava igualmente recomendado para crianças, sem que a autora tenha sido achada!

  13. Parece-me que quem tem a cara (enfim!) que descreve, aqui, é o nosso caro amigo escritor Valter Hugo. Escritor vulgar, linguagem vulgar, invulgar pela estranha decisão de se incluir um livro assim no programa escolar obrigatório. Parabéns ao Ministério da Educação, o único que consegue fugir aqui à vulgaridade!

    • Porquê criticar o escritor se a decisão de incluir a obra no manual dos alunos não foi dele? Por acaso essa obra foi escrita para jovens? Se fosse ele que tivesse escrito “As 50 Sombras de Grey” (que no fundo também tem “cenas” do género) já era um excelente escritor, vendia milhares de exemplares e esgotava as bilheteiras com um filme baseado na obra… Enfim…

  14. É verdade que hoje quase podemos dizer que os miudos “já quase ensinam a missa ao padre”, pois dispõem de ferramentas de comunicação e informação ( ou “informação” ), que noutros tempos não existiam, e que os leva a conhecer e aplicar muita coisa fora de regra. Vai desde uma linguagem ordinária (palavrões) até sexo, passando pela violência gratuita, fisica e/ou verbal, etc, mas, isto é uma coisa. Outra bem diferente são as entidades que fornecem o conhecimento e noção de cidadania ( escolas ), ao invés de servirem de “contra peso” em tudo isto, ainda disponibilizam um livro com, nem que seja apenas uma frase, um parágrafo, conteúdos deste “calibre”. Não me parece correcto (e não estou a fazer juizos sobre as obras deste autor no sentido mais lato).

  15. Os novos educadores da sociedade, falam deste modo…
    Mas depois, quando alguém usa esta linguagem em público ou manda um simples piropo…é considerado um tarado sexual….. Hipocrisia sem fim…..

    • Mas mais ainda ! Quando se diz uma piada algo brejeiro num espectáculo é ver alguns “enjoados” agastados e se calhar lá em casa sabe Deus e aprovam esta acefalia mediática própria de uma verdadeira Casa dos Segredos !!

  16. Experiência: verificar o que as inocentes criancinhas de 13, 14 anos visitam nos seus percursos pela net; verificar a preocupação dos rigorosos pais destas inocentes criancinhas em relação ao conhecimento daquele facto. Estou certo, os resultados serão, suficientemente, esclarecedores.

    • E por isso o Ágora entende que é de muito bom gosto que a escola lhe dê toda essa informação logo na escola, não vá ela faltar a alguma criancinha, deixando-a inocente, por falta de acesso à Internet, ou porque tenha pais vigilantes que não lhe permitam esses percursos.
      “É de facto uma boa maneira de incentivar as criancinhas inocentes”.

      • O melhor é começar a distribuir no início do ano meia dúzia de revistas hardcore e um código de acesso a um site porno e fica logo tudo resolvido. E tudo isto com o alto patrocínio dos nossos impostos.

      • A questão que sugiro para reflexão é outra. Há negligência por parte dos pais em relação ao seu papel de educadores. Este exemplo é elucidativo do que afirmo, pelo facto de “pais dos alunos do Liceu Pedro Nunes” denunciaram uma situação em que todos os outros pais deste país estavam a dormir. Para mim não é nenhuma surpresa, é a triste realidade de ausência de responsabilidade de quem a deveria ter. Por outro lado, reconheço que a linguagem utilizada pelo VHM pode ser imprópria para alunos do 8º ano de escolaridade, mas apenas isso, tudo o mais é puritanismo, hipocrisia e moralismo serôdio.

  17. Nunca li escrita tão “filha da puta” como esta de um gajo que tem a Mãe (pois… no nome) no fim e que a dada altura dá “primazia à racha em detrimento do cu tratando o falos por pila (?!??!!) , Este acéfalo escritor não tem filho penso ! E se os tem não os deveria ter nomeadamente os que aceitaram esta “cagada” para o ensino !! A continuar assim a educação vira “bordel ” !!!!

  18. Errata:

    onde está:
    “E a tua tia sabes de que tem cara, de puta, sabes o que é, uma mulher tão porca que fode com todos os homens e mesmo que tenha racha para foder deixa que lhe ponha a pila no cu.”

    deve ler-se:
    “E a tua tia sabes de que tem cara, de profissional do ramo mais velho deste mundo, sabes qual é, um indivíduo do sexo feminino que faz o amor com todos os homens e mesmo sabendo que à frente tem um buraco que serve não apenas para urinar deixa que lhe ponha o órgão sexual masculino no buraco por onde defeca.”

    Ministério da Depravação

  19. Permitir um texto deste tipo acontece porque infelizmente a cultura,salvo honrosas excepções, está há muitos anos na mão de pseudointelectuais que criaram um guetto inacessível a artistas e escritores que eles apelidam de conservadores. Ser sensível, educado é, para eles, sinônimo de atrasado mental.Infelizmente não é só em Portugal.

  20. Bem adorei a leitura dos comentários… Isto apesar de parecer uma brincadeira, vai muito além de puritanismo, do autor (que pode escrever o que bem lhe apetece) e o que os miúdos vêem na Internet ou dizem nos intervalos também é lá com eles… Todos os dias assistimos a professores com dificuldades em ensinar porque cada vez mais os miúdos são mal educados, faltam ao respeito, insultam, etc, etc… Como impedem um aluno de repetir isto numa sala de aula? O que acontece a um aluno que diga algo semelhante a isto dentro de uma aula? Como se mantém o respeito depois de um professor ler isto dento de uma sala de aula???

    • “Como se mantém o respeito depois de um professor ler isto dento de uma sala de aula???”
      Ah?!
      Que confusão vai nessa cabeça!…
      Se calhar é pedir muito, mas pode tentar explicar que relação é que uma coisa tem com a outra?

  21. Mais uma medida fracturante da extrema esquerda (bloquistas e comunistas).
    Livros desaconselhados, oferta de preservativos… falta agora aulas práticas e filmes porno !
    Valores e Família são coisas desconhecidas por aqueles terroristas.
    E o PS vai atrás … maltratando o seu eleitorado.

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …