Pacientes com covid-19 apresentam danos pulmonares semanas após terem alta, revela estudo

Uma investigação austríaca revelou que pacientes hospitalizados com covid-19 apresentam lesões pulmonares, falta de ar e tosse semanas após terem alta.

Segundo noticiou o Guardian, mesmo em pacientes que tiveram uma infeção leve os sintomas podem perdurar por semanas ou meses após a infeção inicial ter passado. Neste estudo agora divulgado, a equipa austríaca avançou os resultados preliminares da recuperação de pacientes hospitalizados com infeção grave por coronavírus.

Os resultados revelaram que seis semanas após terem tido alta do hospital, 88% dos pacientes ainda apresentavam danos nos pulmões e 47% falta de ar. Em 12 semanas, esses números passaram a 56% e 39%, respetivamente.

“Os sobreviventes de covid-19 apresentam comprometimento pulmonar persistente semanas após a recuperação”, indicou Sabina Sahanic, da University Clinic, em Innsbruck, um dos membros da equipa. “Com o tempo, é detetável uma melhoria moderada”, disse, destacando a importância do acompanhamento estruturado para a recuperação.

Contudo, embora a recuperação possa ser demorada, a equipa concluiu que a doença não parece desencadear um aumento nas cicatrizes pulmonares ao longo do tempo.

A equipa acompanhou a saúde de 86 pacientes após a alta hospitalar, cuja idade média era de 61 anos. Desses, 18 estavam nos cuidados intensivos. Mais de 60% eram do sexo masculino, quase 50% eram fumadores ou ex-fumadores e 65% tinham excesso de peso ou obesidade. Os testes foram realizados seis e 12 semanas após a alta.

Os investigadores descobrira que problemas de saúde persistentes estavam presentes tanto em pacientes que tinham estado nos cuidados intensivos quanto nos que não tinham necessitado desse tipo de atendimento.

Jean-Christophe Bott / EPA

Entre outras descobertas, a equipa verificou que, nas seis semanas após a alta, o volume pulmonar disponível para respiração era inferior a 80% que o esperado em 24 dos pacientes e que, após 12 semanas, isso constatou-se em 16. Além disso, foram encontrados danos cardíacos em vários casos, que acabaram por melhorar com o tempo.

Embora o dano pulmonar após a alta tenha sido mais grave entre os pacientes que estiveram nos cuidados intensivos, a equipa notou que, ao longo do tempo, esses pacientes mostraram uma taxa de melhoria a nível pulmonar semelhante àqueles que não estiveram em terapia intensiva.

Sahanic explicou que o impacto a longo prazo da covid-19 não é uma surpresa. Pesquisas anteriores mostraram que os sobreviventes do SARS – síndrome respiratória aguda grave – também tiveram esses problemas. “Dos que sobreviveram, 30% demonstraram anormalidades pulmonares estruturais persistentes meses após a infeção”, contou.

A equipa vai continuar com a investigação, de forma a verificar como estarão os pacientes 24 semanas após a alta do hospitalar.

“Há evidências crescentes de que, para muitos pacientes que tiveram covid-19, há consequências de longo prazo para a sua saúde. É provável que sejam mais comuns em pacientes que apresentaram doença grave, que requer hospitalização e ventilação”, afirmou Tom Wilkinson, professor e consultor em medicina respiratória da Universidade de Southampton, que não participou no trabalho.

De acordo com o especialista, vários estudos estão em andamento para validar os impactos e encontrar as melhores formas de apoiar a recuperação.

“O estudo austríaco relata resultados de acompanhamento de curto prazo numa amostra hospitalizada, demonstrando que há evidência contínua de comprometimento cardíaco e pulmonar numa grande proporção de pacientes 12 semanas após a alta”, referiu. “Embora haja pacientes que terão uma recuperação completa mais tarde, muitos podem não ter, e isso aponta para a necessidade de melhores estratégias para prevenir e tratar a covid-19”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Rui Costa, Benfica

Benfica: duas "baixas" para Rui Costa, em poucas horas (a terceira está proxima)

Varandas Fernandes e Eduardo Moniz não vão fazer parte da lista de Rui Costa nas eleições.  Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato às próximas eleições no Benfica. Dois dias depois, foram anunciadas as saídas …

CNE arquivou queixas contra Costa por causa do PRR. Factos não podem merecer "censura, mesmo que verdadeiros"

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) arquivou as queixas que foram apresentadas contra o primeiro-ministro, António Costa, que, como secretário-geral do PS, tem insistido em falar do PRR, a bazuca europeia, na campanha eleitoral. As queixas …

Discotecas deixam de ter acesso ao lay-off simplificado. Restauração lembra que "crise ainda não acabou"

O processo de desconfinamento começa a chegar ao fim e com ele ficam para trás os apoios financeiros atribuídos às empresas. A terceira e última fase de desconfinamento está quase a chegar e isso implica …

Costa diz não compreender "irritação" de Rio com PRR "bom para o país"

António Costa afirma que não compreende a irritação de Rui Rio com o Plano de Recuperação e Resiliência, frisando que é algo positivo para o país e já está contratualizado com os Açores. O secretário-geral do …

Estudo traz uma nova esperança ao tratamento do cancro dos ovários

Novo estudo traz uma nova luz para a luta contra o cancro dos ovários. Combinação de medicamentos conseguiu reduzir o tamanho do tumor. De acordo com o estudo, entre 25 pacientes que receberam uma combinação experimental …

Medina diz que abertura das discotecas tornará noite em Lisboa mais controlada

O presidente da Câmara de Lisboa e recandidato nas eleições de domingo, Fernando Medina, disse hoje ver como positiva a reabertura das discotecas a 1 de outubro, considerando que a noite na capital passará a …

Gotas quadradas e redes líquidas. Cientistas criaram o que se pensava ser impossível

Numa experiência inesperada, uma equipa de cientistas criou gotículas quadradas e redes líquidas - algo que, de acordo com a ciência, não seria possível. Quando duas substâncias se unem acabam por se estabelecer num estado estável …

Marte pode ser demasiado pequeno para ser habitável

Marte pode ser demasiado pequeno para ser habitável. Uma equipa de investigadores sugere que a sua dimensão reduzida não lhe permite reter muita água. Um novo estudo sugere que o pequeno tamanho de Marte pode ser …

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …