As ovelhas conseguem reconhecer e distinguir rostos humanos

Cientistas da Universidade de Cambridge descobriram que as ovelhas têm uma capacidade muito desenvolvida para reconhecer rostos humanos e até podem ser treinadas para reconhecer celebridades.

Não era desconhecido que as ovelhas conseguiam reconhecer as caras de quem as trata. No entanto, um estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, vai mais longe e mostra que mostra que esta capacidade é comparável à dos macacos e dos humanos, podendo estes animais ser treinados para reconhecer outros rostos.

A equipa de cientistas, liderada pela investigadora Jennifer Morton, conseguiu treinar oito ovelhas para reconhecerem a cara de quatro celebridades.

A jornalista Fiona Bruce, os atores Jake Gyllenhaal e Emma Watson e o ex-presidente dos EUA, Barack Obama foram as caras escolhidas. “Escolhemos essas pessoas porque havia muitas imagens delas disponíveis on-line, de frente e em diferentes ângulos”, explicou Jennifer Morton à AFP.

“Também as escolhemos porque tínhamos a certeza de que as nossas ovelhas nunca tinham conhecido pessoalmente nenhuma destas personalidades”, explicou, em tom de brincadeira, a investigadora.

Inicialmente, sempre que as ovelhas escolhiam um painel com a cara de um figura pública, em vez de um painel sem qualquer imagem, era-lhes dada uma recompensa alimentar.

Depois, a cada animal eram mostrados dois rostos, sendo um deles o da figura pública. Se escolhessem, aproximando-se, a imagem correta, recebiam também uma recompensa. Mais tarde, mesmo sem recompensa, acertaram na figura conhecida 80% das vezes.

Sem qualquer treino prévio, as ovelhas mostraram ainda ser capazes de reconhecer a cara de qualquer pessoa que passasse com elas mais do que duas horas, com a particularidade de observarem duas vezes a imagem do rosto não familiar antes de se decidirem pelo familiar.

E se, inicialmente, a fotografia mostrava os sujeitos de frente, numa outra fase o desafio era ver se as ovelhas reconheciam o mesmo rosto mas de outro ângulo. Como era de esperar, a taxa de sucesso caiu, mas apenas 15 por cento.

O estudo, publicado no jornal Royal Society: Open Science, faz parte de uma investigação mais alargada sobre as capacidades cognitivas das ovelhas, cujo tamanho do cérebro e longevidade as torna num bom modelo para estudar doenças neurodegenerativas.

Entre estas, inclui-se a doença de Huntington, que afeta a coordenação motora, o humor, a personalidade e a memória, além de outros sintomas como a dificuldade de reconhecer expressões faciais de emoção. A doença é incurável, leva frequentemente à morte prematura, e provoca dificuldades de discurso, deglutição e locomoção.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …