As ovelhas conseguem reconhecer e distinguir rostos humanos

Cientistas da Universidade de Cambridge descobriram que as ovelhas têm uma capacidade muito desenvolvida para reconhecer rostos humanos e até podem ser treinadas para reconhecer celebridades.

Não era desconhecido que as ovelhas conseguiam reconhecer as caras de quem as trata. No entanto, um estudo da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, vai mais longe e mostra que mostra que esta capacidade é comparável à dos macacos e dos humanos, podendo estes animais ser treinados para reconhecer outros rostos.

A equipa de cientistas, liderada pela investigadora Jennifer Morton, conseguiu treinar oito ovelhas para reconhecerem a cara de quatro celebridades.

A jornalista Fiona Bruce, os atores Jake Gyllenhaal e Emma Watson e o ex-presidente dos EUA, Barack Obama foram as caras escolhidas. “Escolhemos essas pessoas porque havia muitas imagens delas disponíveis on-line, de frente e em diferentes ângulos”, explicou Jennifer Morton à AFP.

“Também as escolhemos porque tínhamos a certeza de que as nossas ovelhas nunca tinham conhecido pessoalmente nenhuma destas personalidades”, explicou, em tom de brincadeira, a investigadora.

Inicialmente, sempre que as ovelhas escolhiam um painel com a cara de um figura pública, em vez de um painel sem qualquer imagem, era-lhes dada uma recompensa alimentar.

Depois, a cada animal eram mostrados dois rostos, sendo um deles o da figura pública. Se escolhessem, aproximando-se, a imagem correta, recebiam também uma recompensa. Mais tarde, mesmo sem recompensa, acertaram na figura conhecida 80% das vezes.

Sem qualquer treino prévio, as ovelhas mostraram ainda ser capazes de reconhecer a cara de qualquer pessoa que passasse com elas mais do que duas horas, com a particularidade de observarem duas vezes a imagem do rosto não familiar antes de se decidirem pelo familiar.

E se, inicialmente, a fotografia mostrava os sujeitos de frente, numa outra fase o desafio era ver se as ovelhas reconheciam o mesmo rosto mas de outro ângulo. Como era de esperar, a taxa de sucesso caiu, mas apenas 15 por cento.

O estudo, publicado no jornal Royal Society: Open Science, faz parte de uma investigação mais alargada sobre as capacidades cognitivas das ovelhas, cujo tamanho do cérebro e longevidade as torna num bom modelo para estudar doenças neurodegenerativas.

Entre estas, inclui-se a doença de Huntington, que afeta a coordenação motora, o humor, a personalidade e a memória, além de outros sintomas como a dificuldade de reconhecer expressões faciais de emoção. A doença é incurável, leva frequentemente à morte prematura, e provoca dificuldades de discurso, deglutição e locomoção.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Descoberta em Alenquer uma das maiores muralhas do país do Calcolítico

Arqueólogos portugueses e espanhóis descobriram em Alenquer uma muralha monumental, uma das maiores do país do período Calcolítico, com quatro a cinco mil anos, após terem realizado este mês as primeiras escavações. A uma altitude de …

Minas americanas continuam inseguras apesar de multas de mil milhões de dólares

O veredito é dado pela sistema federal que multa as empresas mineiras: nem os mais de mil milhões de dólares em multas se revelaram suficientes para desencorajar as práticas inseguras do setor. Esta foi a conclusão …

Ainda há esperança. Corais do Atlântico reproduziram-se pela primeira vez em laboratório

Este é um avanço histórico que poderia ajudar a salvar corais em todo o mundo, incluindo o ameaçado recife da Flórida, nos Estados Unidos. O Aquário da Flórida, nos Estados Unidos, conseguiu que o coral Dendrogyra …

Cientistas descobrem a melhor maneira de ensinar uma nova língua a crianças

As pessoas muitas vezes assumem que as crianças aprendem novas línguas facilmente e sem esforço, independentemente da situação em que se encontram. Mas será verdade que as crianças absorvem linguagem como esponjas? Estudos mostraram que as …

Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais. De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais …

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …