Os seus dentes podem contar a história da sua vida

Um novo estudo mostrou a forma como os nossos dentes podem ter sinais de eventos de vida e do nosso estilo de vida, desde o nascimento e dieta até tempos difíceis e a menopausa.

A investigação analisou especificamente o tecido dental calcificado que cobre a raiz do dente, conhecido como cemento. Nesse tecido, cresce uma nova camada por ano, por isso é possível rastrear a vida de uma pessoa, observando as diferentes camadas.

De acordo com um estudo publicado em março na revista científica Scientific Reports, os cientistas analisaram 47 dentes de 15 indivíduos com uma história de vida e história médica conhecidas. Ao estudar a estrutura do cemento, conseguiram detetar com precisão uma ampla gama de eventos da vida.

“Assim como anéis de árvores, podemos olhar para anéis de dentes: camadas de tecido em crescimento contínuo na superfície da raiz dental”, explicou Paola Cerrito, do Departamento de Antropologia e Faculdade de Odontologia da Universidade de Nova Iorque, em comunicado.

“Esses anéis são um arquivo fiel das experiências e stresses fisiológicos de um indivíduo, de gestações e doenças a encarceramentos e menopausa, que deixam uma marca permanente distinta”, continuou Cerrito.

Os investigadores conseguiram dizer se as participantes tinham dado à luz e experimentado menopausa. Com os participantes do sexo masculino, todos apresentaram mudanças inesperadas no cemento que apareceram por volta dos 20 anos. A equipa suspeita que estejam ligadas a alterações nos níveis de testosterona livre que ocorrem por volta dessa idade.

Os autores do estudo escrevem que “outros eventos stressantes, como doenças sistémicas e encarceramento, também são detetáveis”.

De acordo com o IFLScience, o método ainda precisa de ajustes. Embora a análise do cemento possa identificar uma experiência traumática, nem sempre é possível identificar a natureza específica desse evento. Por exemplo, não é possível dizer com segurança se a mudança no cemento está relacionada com a prisão ou outra grande mudança no estilo de vida.

Da mesma forma, dentes diferentes do mesmo indivíduo podem mostrar tempos diferentes para os eventos, sugerindo que a datação baseada no cemento pode ser mais complexa do que parece à primeira vista.

“O nossos resultados deixam claro que o esqueleto não é um órgão estático, mas sim dinâmico”, disse Cerrito. “A microestrutura do cemento, visível apenas através de exame microscópico, pode revelar a organização subjacente das fibras e partículas que compõem o material desta parte do dente”.

Em entrevista à CNN, os investigadores explicaram que a investigação começou como uma forma de investigar os padrões reprodutivos de ancestrais humanos extintos. Este novo método poderia ser uma ferramenta inestimável nos campos da arqueologia e antropologia, fornecendo todo tipo de insights sobre humanos antigos e os nossos primos hominídeos extintos.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …