Cientistas descobriram finalmente a origem dos padrões misteriosos da Lua

LRO WAC / NASA / Wikimedia

Reiner Gamma, o mais famoso redemoinho lunar

Uma equipa de cientistas pensa ter descoberto o motivo que originou os misteriosos redemoinhos na superfície da Lua: tubos de lava subterrânea.

Se observar a Lua através de um telescópio, é bastante provável que consiga ver uns misteriosos padrões na sua superfície, geralmente chamados de redemoinhos lunares. A origem destes padrões foi sempre um grande mistério, também porque estão associados a poderosos campos magnéticos.

Agora, de acordo com o Science Alert, os cientistas pensam ter resolvido parte deste puzzle: os padrões na superfície lunar foram causados por tubos de lava subterrânea.

Estes redemoinhos e o seu estranho magnetismo são conhecidos há décadas. As missões Apollo 15 e 16 ajudaram a mapear fontes de magnetismo na Lua – que não tem um campo magnético global -, que foram ligadas aos redemoinhos num artigo publicado em 1979.

Em altitudes mais elevadas, os redemoinhos são menos pronunciados e intrincados do que os de menor altitude e, embora todo o redemoinho possua um campo magnético, existem campos magnéticos na Lua que não possuem redemoinhos.

Além disso, embora os redemoinhos não sejam novos, têm as características espectrais de novas formações, isto é, são menos resistentes do que o rególito circundante (material geológico solto e fragmentado que cobre a rocha sólida recente).

Os mecanismos em causa são desconhecidos, mas uma possibilidade é que os campos magnéticos à volta dos redemoinhos desviem as partículas sopradas pelo vento solar, fazendo com que resistam mais lentamente.

“A causa destes campos magnéticos, e dos próprios redemoinhos, há muito tempo que permanece um mistério. Para resolvê-lo, tivemos de descobrir que tipo de característica geológica poderia produzi-los – e porque é que o seu magnetismo é tão poderoso”, explica a cientista planetária Sonia Tikoo, da Universidade Rutgers, em New Brunswick, nos EUA.

Através de modelagem computacional, a equipa descobriu que cada redemoinho tem de estar próximo ou acima de um objeto magnético estreito, não distante da superfície lunar. É neste aspeto que os tubos de lava, ou diques de lava verticais, que são resultado de uma atividade vulcânica lunar com muito tempo, se encaixam bem nessa descrição.

Estas formações são o resultado de fluxos de lava de basalto, que também deixaram grandes e escuras planícies de basalto por toda a superfície lunar entre três e quatro mil milhões de anos.

E isto poderia explicar como é que estas formações subterrâneas se tornaram magnetizadas, porque algo acontece quando a rocha lunar é aquecida a temperaturas à volta dos 875 Kelvin (600 graus Celsius) na presença de um campo magnético, num ambiente anóxico, isto é, sem oxigénio.

Como explica o Science Alert, torna-se altamente magnetizado porque o calor faz com que alguns minerais se quebrem, libertando ferro. Na presença de um campo magnético suficientemente forte, esse ferro é magnetizado na mesma direção do campo.

Este é um fenómeno que não acontece no planeta Terra por causa do oxigénio (e também não iria acontecer na Lua, mesmo se houvesse fluxos de lava, porque perdeu o seu campo magnético há muito tempo).

No entanto, de acordo com uma investigação de Tikko e da sua equipa publicada no ano passado, o campo magnético da Lua durou muito mais tempo do que se pensava: até dois mil milhões de anos a mais. Por isso, a sua presença coincidiu com os fluxos de lava.

“Ninguém pensou nessa reação como uma forma de explicar essas características magnéticas extraordinariamente fortes na Lua. Esta foi a peça final no puzzle da compreensão do magnetismo que está por trás desses redemoinhos lunares”, diz a cientista, cujo artigo foi publicado, no final de julho, no Journal of Geophysical Research.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo chega a acordo com Madrid para alargar restrições a toda a comunidade

O Governo espanhol anunciou, esta quarta-feira, um acordo que estende medidas para combater a covid-19, já em vigor em partes da Comunidade Autónoma de Madrid, a toda a capital e várias localidades da periferia onde …

Ciclista suspenso por defender Trump

Quinn Simmons respondeu no Twitter a uma jornalista e a sua equipa suspendeu o atleta. Um "adeus" e uma mão negra na origem da polémica. Quinn Simmons foi campeão do mundo de ciclismo no ano passado, …

Bolsonaro considera "lamentável" discurso de Biden que apela ao país que pare de destruir a Amazónia

Jair Bolsonaro classificou como “lamentável” o comentário de Joe Biden durante  o debate presidencial que ocorreu na madrugada de terça-feira. O candidato democrata mostrou-se preocupado com o facto das florestas tropicais no Brasil estarem a …

Ex-responsável militar acusado de fazer compras pessoais e cobrar ao Exército

Um antigo responsável militar mandou cobrar ao Exército compras pessoais no valor de 7.600 euros, feitas ao longo de seis meses. Um antigo responsável militar no Porto mandou cobrar ao Exército compras pessoais no valor de …

American Airlines e United Airlines preparam-se para despedir 32.000 funcionários

As companhias aéreas norte-americanas American Airlines e United Airlines preparam-se para despedir, no total, 32.000 funcionários, situação que admitem travar se os apoios do Governo forem prorrogados.  A American Airlines anunciou que começará a despedir 19.000 …

Lei da Nacionalidade. PS deixa cair artigos que motivaram veto de Marcelo

A vice-presidente da bancada socialista Constança Urbano de Sousa disse à agência Lusa que o PS vai "atender plenamente" às objeções que estiveram na origem do veto do Presidente da República à revisão da Lei …

Promulgada lei que prolonga proteção de arrendatários até 31 de dezembro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta quinta-feira o diploma do Parlamento que prolonga a proteção de arrendatários até 31 de dezembro, por considerar que neste período "é necessária uma especial proteção …

Nuno Melo lança petição para retirar “o que é político” da disciplina de Cidadania

O eurodeputado centrista Nuno Melo lançou uma petição pública que pede a revisão dos conteúdos da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento ou o seu caráter opcional, numa tentativa de “expurgar” da disciplina “o que é …

Governo "não se pode queixar de falta de empenho da direita"

O presidente do CDS-PP considerou, esta quarta-feira, que o Governo “não se pode queixar de falta de empenho da direita” na construção do Orçamento do Estado, e recusou “especular uma crise artificial” entre os partidos …

Mais seis mortos e 854 casos de covid-19. Lisboa com 49% das novas infeções

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais seis mortos relacionados com a covid-19 e 854 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal …