Astrónomos usam organismo unicelular para recriar teia de filamentos cósmicos

NASA, ESA, and J. Burchett and O. Elek – UC Santa Cruz

Mapa da teia cósmica gerada a partir do algoritmo baseado no physarum polycephalum

Uma equipa de astrónomos usou um pequeno organismo unicelular para mapear a teia cósmica, considerada a “espinha dorsal” do Universo.

Este organismo unicelular – Physarum polycephalum – constrói redes muito semelhantes a teias e comparáveis aos filamentos criados pela gravidade por todo o Universo. O ser vivo unicelular amarelado, que tem a aparência de um fungo mas age como um animal, usa a sua habilidade para criar complexas redes de filamentos em busca de alimentos.

A gravidade, que molda o Universo, constrói uma vasta estrutura de filamentos em forma de teia de aranha, interligando galáxias e aglomerados de galáxias ao longo de tubos invisíveis de gás e de matéria escura com centenas de milhões de anos-luz de comprimento.

Face à semelhança entra as duas teias, os cientistas decidiram usar a única que conseguimos observar para mapear e tentar entender as que são invisíveis, adianta o ScienceAlert.

Um dos elementos-chave da teia cósmica é a matéria escura que, apesar de invisível, compõe a maior parte do material do Universo. Os astrónomos tiveram dificuldade em encontrar estes fios, uma vez que o gás dentro deles é demasiado escuro para ser detetado. Por isso, recorreram ao organismo celular para construir um mapa dos filamentos no universo local – ou seja, num perímetro que vai até 100 milhões de anos-luz de distância da Terra – e assim encontrar o gás.

Os cientistas projetaram um algoritmo inspirado no comportamento do organismo e aplicaram-no aos dados que contêm as localizações de mais de 37.000 galáxias já mapeadas por cientistas. Posteriormente, o computador produziu um mapa tridimensional da estrutura da teia cósmica subjacente.

De seguida, analisaram a luz de 350 quasares distantes catalogados no Hubble Spectroscopic Legacy Archive. Os quasares servem como lanternas cósmicas, já que possuem uma luz intensa que viaja através do espaço e da teia cósmica. Nessa luz, estava a assinatura do gás hidrogénio invisível que a equipa analisou em pontos específicos ao longo dos filamentos.

Uma vez que esses pontos se encontram muito longe das galáxias, que são ricas em gás, a equipa estava em condições de vincular o gás à grande estrutura do Universo. As assinaturas deste gás já são detetadas há muito tempo, mas, agora, esta equipa conseguiu provar a “probabilidade teórica de que este gás abrange a rede cósmica”.

Durante este trabalho, cujos resultados foram publicados no Astrophysical Journal Letters, os cientistas também tiveram algumas surpresas: uma delas foi o facto de este estudo ter revelado gás associado à teia cósmica, a mais de 10 milhões de anos-luz de distância das galáxias.

Além disso, os astrónomos também descobriram que a assinatura ultravioleta do gás fica mais forte nas regiões mais densas dos filamentos, mas depois desaparece. Tal é explicado pelas violentas interações das galáxias com o meio intergaláctico.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Aumenta pressão para cessar-fogo após novos bombardeamentos em Gaza

A comunidade internacional apela a que haja um cessar-fogo, mas continuam os ataques dos dois lados sem que se vislumbre um sinal de tréguas. Segundo a Al Jazeera, registaram-se dezenas de bombardeamentos israelitas contra Gaza já …

Maioria de direita na mira. André Ventura pede reunião a Rui Rio

O líder do Chega, André Ventura, vai pedir uma reunião ao presidente do PSD, Rui Rio, para "analisar os cenários prováveis de uma construção de uma maioria de direita" que tire o PS do poder. A …

Porcos e roedores podem respirar pelo rabo (e esta pode ser uma descoberta muito importante)

Um novo estudo revela que os porcos e roedores também conseguem respirar através do rabo, o que pode ser, na verdade, uma boa notícia para nós, humanos. De acordo com o site Live Science, um grupo …

O mistério das gotículas pontiagudas foi finalmente resolvido

Um determinado tipo de gotículas de óleo muda de forma quando são arrefecidas e encolhidas, passando de esféricas a icosaédricas para hexagonais planas. Duas teorias tentaram explicar o fenómeno, mas não conseguiram. Uma equipa de cientistas …

Plutónio radioativo encontrado em rochas do fundo do mar. Tem uma origem extraterrestre

Os cientistas encontraram pequenos traços de plutónio-244 e de ferro-60 radioativo na crosta oceânica. Os dois isótopos são evidências de eventos cósmicos violentos nas proximidades da Terra há milhões de anos. As explosões de supernovas criam …

Anúncios de TV promovem mais os brindes do que o próprio fast food (e violam diretrizes do setor)

Para uma criança, a melhor parte de uma refeição de fast food não é a comida, mas o brinde que vem juntamente com a refeição. Os anúncios televisivos de fast food são regidos por diretrizes que …

“Se querem sucesso, têm de depender do sistema“. Empresário chinês é preso após disputa com o Estado

Sun Dawu, um dos empresários mais bem sucedidos da China, corre o risco de ser condenado a 25 anos de prisão, caso seja provado que cometeu os crimes dos quais está a ser acusado. O empresário …

Cientistas criam verniz para superfícies que mata bactérias em poucos minutos

Uma equipa multidisciplinar de cientistas desenvolveu um verniz para superfícies que mata bactérias, mesmo as mais resistentes, em apenas 15 minutos, anunciou a Universidade de Coimbra (UC). Trata-se de “uma solução segura e eficaz para prevenir …

Num país marcado pelo racismo, Jane Bolin fez história tornando-se a primeira juíza negra dos EUA

A 22 de julho de 1939, Jane Bolin fez história ao prestar juramento como juíza na cidade de Nova Iorque. A jovem ocupou o cargo durante 40 anos e só saiu de cena quando atingiu …

A petrolífera Exxon está a culpá-lo pelas alterações climáticas

Nos últimos anos, as empresas petrolíferas têm-se afastado do discurso de negação das alterações climáticas. Gigantes globais de energia como a Total, a Exxon, a Shell e a BP reconhecem abertamente que a mudança climática …