Oracle será “parceira tecnológica” do TikTok nos EUA. Microsoft fica pelo caminho

A empresa de tecnologia norte-americana Oracle foi a escolhida como “parceira técnica” da rede social TikTok, juntando-se à a sua empresa-mãe chinesa, ByteDance para orientar as operações da empresa nos Estados Unidos (EUA).

Segundo noticiou o Financial Times e o Washington Post, citados pelo Observador, o acordo em causa não prevê a venda total da rede social. Fontes ligadas ao processo relatam que a TikTok apresentou uma proposta ao governo dos EUA que permite à ByteDance manter a propriedade mas ceder a outra empresa a gestão da “cloud” de dados dos utilizadores.

A TikTok escolheu a Oracle no domingo e as empresas intermediaram o negócio para satisfazer as preocupações dos reguladores norte-americanos. De acordo com o Washington Post, a proposta, que ultrapassou a da Microsoft, pode envolver uma mudança da sede fora da China.

O Observador avançou que o negócio não está totalmente fechado mas, se de facto envolver a Oracle, poderá estar em cima da mesa a compra de participação na ByteDance.

Também no domingo, a Microsoft informou que a sua oferta para adquirir as operações da TikTok nos EUA tinha sido rejeitada.

Como lembrou a agência Lusa, a Casa Branca considerou a TikTok uma ameaça para a segurança nacional dos EUA por ser propriedade de uma empresa chinesa, apesar de a ByteDance ter recusado as acusações norte-americanas de que partilha informação dos utilizadores norte-americanos com o Governo chinês.

Em agosto, Trump mostrou-se favorável a que a Oracle, com estreitas relações com a Casa Branca, assumisse as operações da TikTok nos EUA. Com mais de 80 milhões de utilizadores no país, é das redes sociais que mais cresceu nos últimos anos, convertendo-se no principal meio de entretenimento e um canal de marketing para as celebridades.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da China manifestou clara oposição à venda forçada da TikTok por considerar que violaria os princípios da Organização Mundial do Comércio.

Pequim vê a venda da TikTok como mais um capítulo da guerra comercial com Washington, que tenta conter o crescente poderio tecnológico do gigante asiático, com restrições impostas à empresa de telecomunicações Huawei e à popular rede social WeChat, do conglomerado digital Tencent.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …

Portugal aguarda "luz verde" da EMA para avançar com terceira dose aos idosos

Portugal aguarda a autorização da Agência Europeia de Medicamentos para avançar com a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a maiores de 65 anos. Com base nos resultados de dois grandes estudos científicos …

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal, disse a secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira. Em três semanas, chegaram 178 refugiados afegãos a Portugal. A secretária de …

Arranca hoje a conferência dos Trabalhistas - num clima de "guerra civil" entre Starmer e os Corbynistas

A proposta de Starmer de mudar a sistema de eleição do líder dos Trabalhistas tem suscitado muitas críticas, num partido que já estava profundamente dividido entre os membros mais conservadores e os membros leais a …

Multinacional oferece emprego qualificado em Portugal mas não tem candidatos

Um engenheiro de Mirandela regressou à terra para instalar na cidade transmontana o polo principal de uma nova multinacional na área da energia que está a recrutar, mas não consegue candidatos para emprego qualificado. Manuel Lemos …