Opositores detidos na Venezuela por “conspirar para assassinar Maduro”

Agencia de Noticias ANDES

Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro

Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro

O Ministério Público (MP) venezuelano anunciou hoje a emissão de uma ordem de detenção contra o ex-embaixador venezuelano Diego Árria e os opositores Pedro Burelli e Ricardo Koesling por alegada conspiração para assassinar o presidente Nicolás Maduro.

O anúncio foi feito pela Procuradora-Geral da República, Luísa Estela Morales, que disse ao canal estatal Venezuelana de Televisão (VTV) que o MP convocou várias pessoas para prestarem declarações no âmbito de um alegado plano de magnicídio denunciado recentemente pelo Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), no poder.

“A primeira pessoa que foi citada, Pedro Burelli, não compareceu perante o MP e temos a certeza de que outros dois deles também não vão comparecer. Ordenámos a detenção destes cidadãos, sabemos que não estão no país e por isso vamos solicitar à Interpol que sejam capturados”, disse.

Segundo Luísa Estela Morales, “surgiram alguns elementos de investigação que levaram o Executivo a fazer uma importante denúncia” que passam pela existência de “planos políticos violentos, de parte de grupos desestabilizadores, de parte de grupos que estão atuando à margem da lei, para atentar contra a vida do Presidente da República, contra a vida de altos funcionários, criar um clima de caos e desestabilização no país”.

“Intensificámos a investigação e decidimos adotar um conjunto de medidas para por um travão a tudo isto. Não podemos esperar que ocorram os fatos”, frisou.

Segundo a Procuradora, os três são acusados de alegada “traição à pátria, instigação para cometer delito, instigação pública e conspiração contra um Governo legitimamente constituído” e foi também citada para declarar, como testemunha, a dirigente estudantil e militante do partido opositor Vontade Popular, Gabriela Arellano.

No passado dia 06, sete dirigentes opositores foram intimados pelo MP para prestar declarações, entre os dias 09 e 25 de junho, no âmbito de uma investigação sobre um alegado plano de magnicídio contra o Presidente Nicolas Maduro.

Entre os citados estão também o ex-candidato presidencial Henrique Salas Römer, a opositora Maria Corina Machado, que em fevereiro de 2012 participou, juntamente com Diego Árria, nas eleições primárias da oposição, em que Henrique Capriles Radonski, foi eleito como candidato da ‘Unidade’ contra Hugo Chávez.

A 28 de maio, o “alto comando político” da revolução bolivariana acusou vários dirigentes políticos opositores de, com o apoio de um banqueiro, estarem a preparar um golpe de Estado e um atentado contra Nicolás Maduro.

“Temos todas as provas do plano de magnicídio e do golpe de Estado (…) O que estamos apresentando faz parte de uma investigação penal que envolve setores da direita venezuelana”, disse o dirigente do PSUV, Jorge Rodríguez.

Segundo aquele responsável os planos conspirativos começaram antes das eleições municipais de 08 de dezembro de 2013 e contemplam o incentivo à violência nas ruas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Um restaurante acabou de abrir a um quarteirão da Casa Branca. Chama-se "Comida de Imigrante"

Um restaurante chamado "Immigrant Food" ("Comida de Imigrante") abriu a um quarteirão da Casa Branca. O local quer fazer com que ajudar imigrantes seja tão fácil como pedir comida de um menu. Assim, além de comida, …

Trump admite testemunhar no inquérito para a sua destituição

O Presidente dos EUA admitiu, esta segunda-feira, "considerar seriamente" a possibilidade de testemunhar por escrito no inquérito para a sua destituição, que decorre no Congresso. "Embora não tenha feito nada de errado e não goste de …

INE espanhol está a "espiar" telemóveis para estudo estatístico

Um estudo do INE espanhol está a receber duras críticas por alegadamente infringir a privacidade de dados dos cidadãos. O gabinete irá monitorizar os telemóveis dos espanhóis. O Instituto Nacional de Estatística (INE) de Espanha deu …

Donald Tusk vai presidir o Partido Popular Europeu

O presidente do Conselho da União Europeia (UE) é o único candidato à presidência do Partido Popular Europeu (PPE) e vai suceder no cargo ao francês Joseph Daul. Esta será a primeira vez que um europeu …

EUA. Casal vegan vai ser julgado por homicídio depois da morte do filho de 18 meses

Um casal americano, que segue uma alimentação vegan, vai ser julgado por homicídio depois da morte do filho de 18 meses, por malnutrição. Ambos vão permanecer detidos até à data do julgamento, em dezembro. Segundo noticiou …

Carrinha com 52 migrantes entra em Ceuta após derrubar barreiras fronteiriças

Uma carrinha com 52 migrantes rompeu, esta madrugada, as barreiras fronteiriças entre Marrocos e Espanha para entrar no enclave espanhol de Ceuta, incidente que a Guarda Civil espanhola já está a investigar. A carrinha lançou-se a toda …

Chef que renunciou à estrela Michelin espera sair do Guia em 2020

O chef Henrique Leis, que em julho renunciou à estrela Michelin que o seu restaurante detinha há 19 anos, afirma que o seu "compromisso com a Michelin acabou" e espera não ver renovada a distinção …

Morreu a fadista Argentina Santos

A fadista portuguesa morreu, esta segunda-feira, aos 95 anos de idade. As exéquias realizam-se, a partir das 17h00, na Basílica da Estrela, em Lisboa. A fadista Argentina Santos, que esta segunda-feira morreu aos 95 anos, despediu-se …

Governo apresenta queixa no Ministério Público contra 21 pedreiras

O ministro do Ambiente e da Ação Climática anunciou que 21 pedreiras, de um universo de 185, estão em incumprimento por falta de vedações, exigidas pelo levantamento do Governo, tendo sido apresentada queixa ao Ministério …

Adeus EDP Universal. Vem aí a SU Eletricidade, mas os preços não mudam

A EDP Serviço Universal vai deixar de existir a partir de 15 de Janeiro de 2020. Em seu lugar vai nascer a SU Eletricidade, a nova marca do universo EDP que vai abranger os clientes …